Daltonismo

O daltonismo acontece quando uma pessoa sente dificuldades em estabelecer diferenças entre as cores. Pode ser bastante suave quando apenas existe a dificuldade de distinguir entre algumas tonalidades da mesma cor. Ou pode ser bastante grave se não conseguir-mos estabelecer a diferença entre qualquer cor. O daltonismo acontece com maior frequência nos rapazes do que nas raparigas.

A inabilidade de discriminar cores foi ignorada até o fim do século 18, e sua existência só foi aceita quando o químico John Dalton descreveu, com explicações científicas, sua própria dificuldade na visão de cores em 1798.

A partir de sua descoberta, foram criados inúmeros testes para detectar a presença do daltonismo, sendo o mais popular o Teste de Ishihara.

Há algumas áreas que apresentam dificuldades para o daltônico, como mapas e quadros estatísticos com códigos coloridos em suas legendas. LEDs (Light Emitting Diodes), ou as populares “luzinhas” bi ou tricolores nos carregadores de celulares, no painel do rádio e no monitor do computador, também podem ser um problema. Para explicar melhor esta deficiência, o Idmed convidou o médico oftalmologista daltônico Dr. Edmundo J. Velasco Martinelli. Veja abaixo.

O que é daltonismo?

É uma deficiência visual relacionada à visão de cores.

Quais são as causas?

Existe uma deficiência enzimática no interior das células da retina, chamadas bastonetes, responsáveis pela visão de cores.

É um distúrbio genético?

Sim. Segue um padrão genético peculiar: por ser recessivo, manifesta-se quase que exclusivamente em homens. As mulheres muito raramente apresentam daltonismo, mas são portadoras, transmitindo o gene do daltonismo que herdam de seu pai daltônico somente para seus filhos homens, que terão 50% de chance de serem também daltônicos como o avô.

Como o daltonismo se manifesta?

O daltônico na maioria das vezes apresenta dificuldade na distinção do verde e vermelho.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através de testes específicos que mostram, dentro de círculos de pontos coloridos,números compostos por pontos verdes e vermelhos. Os daltônicos não conseguem identificar esses números e às vezes identificam outros números.

Você identifica o número 74 no interior desse círculo de pontos coloridos? Não?! Então você tem um tipo de deficiência para visão de cores, conhecida como daltonismo.

Existe algum dano que o daltonismo possa causar na visão ao longo do tempo?

Os daltônicos não têm qualquer deficiência visual associada ao daltonismo. Apresentam, portanto, visão normal.

Existe uma forma de tratamento?

Infelizmente ainda não.

Que hábitos o portador deste distúrbio deve ter para não ter a saúde prejudicada?

O daltonismo não acomete nenhum outro órgão do corpo. O daltônico tem restrições para atuar em certas atividades profissionais que requerem a leitura de painéis de luzes coloridas e que lidam com produtos codificados por cores.

Dr. Edmundo José Velasco Martinelli – CRM/SP 39492 – é mestre em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo e graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos. É professor assistente da disciplina de Oftalmologia da Faculdade de Medicina do ABC. Atua na área de Cirurgia Refrativa. É chefe do Setor de Cirurgia Refrativa do Instituto de Olhos da Faculdade de Medicina do ABC, médico diretor da Laser Ocular ABC e Oftalmologia Brasil.

O que Procura?

Esta matéria tem 1 Comentário
  1. Nelson Reply

    Saude em primeiro lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *