Desenvolvimento do Bebê com 6 Meses

Um bebê com 6 meses de idade já tem um nível de desenvolvimento bastante evidente, principalmente para os pais que já conseguem brincar mais com o seu filho e começam a sentir que ele responde a determinados estímulos.

O crescimento e desenvolvimento dos bebês não ocorre de igual forma em todos os casos, mesmo quando se trata de gémeos, cada bebê tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento e por isso é importante fazer visitas periódicas ao pediatra.

O pediatra é o profissional mais qualificado para auferir se o bebê está a crescer e a desenvolver-se como suposto ou não.

Geralmente, quando o bebê chega aos 6 meses já tem alguns dentinhos e por essa razão tem a tendência de pegar em todo o tipo de objetos que consegue alcançar e coloca-los na sua boca.

Nesta fase é preciso ter cuidados acrescidos com tudo o que está no chão e à mão do bebê. É importante evitar que ele coloque objetos sujos ou perigosos na sua boca.

É também nesta fase de desenvolvimento que o bebê começa a reconhecer os familiares e pessoas com quem convive diariamente e que começa a reagir quando as pessoas chamam pelo seu nome, virando a cabeça e emitindo sons.

Os sons que os bebês com 6 meses emite já são mais complexos e frequentes, podendo emitir constantemente sons começados pelas letras F, T e Z.

O desenvolvimento do bebê com 6 meses também pode ser observado pela sua capacidade de adotar determinadas posições. Por exemplo, o bebê já consegue estar sentado, desde que tenha onde apoiar-se

Ao nível das brincadeiras, esta é uma fase em que os bebês gostam de descobrir coisas, por isso a brincadora de esconder um determinado brinquedo é uma boa opção.

Usar um espelho para mostrar e esconder o próprio bebê é algo bastante educativo, pois para além de diverti-lo também o ajuda a conhecer-se a si próprio.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 01/10/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 1/10/2018 às 12:22 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)