Difenciprona - alopecia, verrugas
Fotos Antes e Depois

Difenciprona

A difenciprona é um hipersensibilizante cutâneo usado como tratamento em imunoterapia tópica principalmente em alopecia areata universal, entre outras, e em verrugas reocorrentes de origem viral.

Conheça 30 Tratamentos Caseiros Eficazes para Alopecia Areata

A difenciprona tem sido usada em diversos tipos de alopécia incluindo aerata, totalis e universalis com diferentes resultados em adultos e crianças.

A indução de uma reação de hipersensibilidade tardia (tipo IV) após a aplicação da difenciprona parece ser a parte integral responsável pelo sucesso do tratamento, e a repilação do couro cabeludo.

A sensibilização é obtida, aplicando uma solução de difenciprona a 2% em acetona em uma pequena área do couro cabeludo.

Caso a sensibilização não seja adequada é necessário realizar nova aplicação com oclusão plástica.

Após sensibilização, a solução de DPCP deve ser aplicada semanalmente em concentrações gradualmente aumentadas de 0,01 até 2%, objetivando encontrar a concentração ideal (a menor possível) da solução suficiente para produzir eritema e pruridos por 36 horas pós-terapia.

Somente um lado do couro cabeludo deve ser tratado até que a concentração ótima da solução seja encontrada.

Em um estudo realizado por Van der Steen e col., 139 pacientes com alopecia areata severa foram tratados com DPCP durante um ano.

Os resultados em 50,4% dos pacientes tratados foi excelente (total recrescimento capilar nas áreas afetadas) ou satisfatória (somente poucos pontos calvos remanescentes).

Fotos de alopecia areata antes e depois

Na alopecia areata severa a resposta ao tratamento com DPCP está em torno de 50 a 60%. O principal fator que influencia os resultados é a extensão da perda capilar.

No tratamento da alopécia total e alopécia universal, a porcentagem de sucesso do tratamento foi somente de 25%. A taxa de resposta ao tratamento é baixa em pacientes com longa duração da doença antes da terapia.

Os Resultados podem ser observados em oito semanas e a duração do tratamento é de 14 semanas, podendo ser estendido a 24 semanas.

A difenciprona é considerada livre de efeitos adversos sérios, entretanto, alguns pacientes não toleram a reação de indução e há relatos de casos de urticária generalizada.

Em verrugas virais, a difenciprona tem sido usada com bastante sucesso. Em um trabalho de 1999 publicado no British Journal of Dermatology, os autores descreveram o tratamento de 60 pacientes com verrugas virais digitais ou plantares.

Nesse estudo 42 dos 60 pacientes – 2 – IT_Difenciprona_17/05/10 foram bem sucedidos no tratamento com difenciprona em solução a 2% inicialmente e depois com soluções de 0,01 – 6%.

Indicações da difenciprona: como imunoterapia, em alopécia aerata e verrugas virais.
Posologia da difenciprona: encontra-se na literatura o uso de soluções a 2% inicialmente.

Após a sensibilização inicial, continua-se o tratamento com aplicações de soluções mais baixas como 0,01%, aumentando-se essa porcentagem gradualmente até alcançar concentrações de 2% novamente. São realizadas aplicações semanais no local.

Precauções: os pacientes são aconselhados a evitar exposição à luz no couro cabeludo por 48 horas, já que a luz degrada a substância química.

Também se recomenda aos pacientes para não lavarem o couro cabeludo por 48 horas.

Reações adversas: poucos casos de reação adversa foram relatados em tratamentos com a difenciprona. Entretanto, alguns pacientes desenvolveram um quadro de urticária generalizado após aplicação da solução com difenciprona.

Deve-se alertar o paciente ou a pessoa que está aplicando a solução para o uso de luvas durante a aplicação. Desenvolvimento de possíveis coceiras (Leia: Coceira Vaginal).

Os efeitos adversos incluem linfadenopatia cervical e alterações pigmentares. Desenvolveu-se vitiligo no ponto de aplicação em 6,7% a 7,5% dos pacientes.

Relatou-se leucodermia transitória em uma área distante não tratada.

Dos pacientes que desenvolveram vitiligo, 31% (4 de 13) tinham história de vitiligo. Somente 0,75% dos pacientes desenvolveram hiperpigmentação.

» Conheça 16 Tratamentos Caseiros para Vitiligo

Foi descrita discromia em confete (hiperpigmentação, hipopigmentação) como efeito adverso da difenciprona e ocorreu em 1,6% de 243 pacientes tratados.

Efeitos adversos menos comuns incluem erupções como eritema multiforme e urticária, que foram relatadas em 3 pacientes.

Sugestão de fórmula:

Solução de Difenciprona a 2%
Difenciprona………………………………………….0,6g
Acetona………………………………………………qsp 30mL

Nome químico: 2,3 Difenil-2-ciclopropen-1-one; 1,2 difenilciclopropenone
Sinonímia: Difenilciclopropenona, DPC, DPCP.
Formula Molecular: C15H10O
Peso Molecular: 206.24
CAS Nº.: 886-38-4

Referências Bibliográficas

Martindale, The Extra Pharmacopeia. 33rd Edition. Pharmaceutical Press. London, 2002.
BUCKLEY, D.A. Recalcitrant Viral Warts treated by diphenylcyclopropenone immunotherapy. Br. J. Dermatol 1999.

18 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Olá, meu nome é Júlia Maria, tenho alopecia e isso me deprime muito.Gostaria de saber onde tem tratamento pelo sus no Rio de Janeiro.
    Obrigada !

  2. Meu filho tem alopecia areata universal faz tratamento em Bauru ,mas não esta tendo resultado ja usou muitos medicamentos,agora o medico receitou difenciprona ,mas não acho!!alguém sabe onde encontro???alguém tem o enderço e telefone onde trata alopecia em São Paulo?? Obrigado

  3. Em Minas Gerais, Belo Horizonte, tem tratamento com Difenciprona no HC, Hospital das Clínicas da UFMG. Departameto de dermatologia. Peça a seu medico o encaminhamento para se tratar la, de graça, pelo SUS. Tem que ter a carteira de inscrição no SUS. Tem um grupo muito bom trabalhando por lá, medicos e pacientes com alopécia.

  4. Aqui na Bahia em Salvador meu filho levou mais de 1 ano para encontrar um profissional de qualidade que soubesse sobre a Alopecia Areata. Ele faz tratamento na Clinica de Dermatologia de Drª Maisa pamponete, fica na Av. Anita Garibaldi, Ondina…

    O nome dele é Genilson e quem for lá pode perguntar a Drª Maisa que tem se dedicado ao caso do meu filho.

  5. tenho 27 anos e a 8 oito meses começou a cair minha barba, e a cada dia so vai aumentando, ja usei varios produtos e não resolveu oq devo fazer.

  6. ola meu nome e rubem,sou de lauro de freitas -ba ontem descobrir a doença AA e estou sem saber o que fazer nem por onde comecar o tratamento,meus cabelos eram lindos e agora ta cheios de falhas.espero que seja alguma forma de Deus me castigar por algo que ja fiz.estou sempre com bone.eu quero meu cabelo de volta.alguem sabe se na bahia tem algum lugar que eu possa me tratar,por favor respondam

  7. Olá
    começei meu tratamento ontem e agora está tudo vermelho e com muito
    pûs e bolhas. É assim mesmo ou deu algo errado? Estou com medo 🙁

  8. Então, eu to com alopecia universal a quase um ano, tentei alguns tratamentos com minoxidil e outros produtos naturais, porém não obtive resultado algum. Estava em Natal, resolvi vir a São Paulo para uma consulta com um médico recomendado por um parente, que se chama José Marcos Pereira, o qual é bem conceituado no assunto de alopécia em geral. Começei a fazer um tratamento com Difenciprona, e agora já estou vendo alguns fiozinhos claros nascerem, recomendo que façam esse tratamento. Caso queira tirar dúvidas, meu e mail é: [email protected]. E qualquer coisa, é só colocar o nome do médico no google que aparece. Boa sorte a todos !

  9. Boa noite a todos, tenho alopecia a 10 anos e não aguento mais os ratamentos que acabam não dando em nada. Sou de Vitoria, ES, algume sabe de algum tratamento destes aqui. Ou poderiam me passar o endereço ou o telefone para contato deste local onde existe este tratamento?

  10. Olá, Thiago e Alexsandro moro em sabará e gostaria de saber sobre este tratamento na UFMG.

  11. Ola Irene,tbém tenho alopecia areata e gostaria de tentar este tratamento.Poderia me enviar endereço e telefone deste instituto?
    Obrigado

    • Olá Izabel C, Passos , me desculpe por estar lhe enviando o endereço do instituto somente agora , o nome é Instituto Pele Saudável o endereço é Rua São Domingos Bela Vista São Paulo Fone (011) 3675-0268. Você já fez algum outro tratamento em outro lugar? . caso queira se comunicar comigo por e Email fica a vontade . bjus irene Apc.

  12. Olá Alessandro boa noite, eu sou portadora de alopecia universal a l ano e estou me tratando com difenciprona, graças ao papai do céu estou vendo resultado meus cabelos já repilaram , só que faço tratamento em São Paulo e é gratuito se você se interessar em fazer uma consulta com os médicos do instituto eu lhe enviarei o endereço e telefone para que você possa marcar uma consulta . Boa noite;

  13. Tenho 33 anos e desde os 15 anos convivo com alopécia universal(total)já fiz vários tratamentos,meus cabelos nascem,mas quando termino o tratamento,eles voltam a cair.um médico certa vez me diz,que é um plantando e outro colhendo,brincadeira dele.hoje não estou me tratando,mas sempre estou em busca de algo que possa dar certo.tenho esperança neste tratamento com difenciprona,mas não sei onde me tratar, moro na cidade de Betim,minas gerais.Espero que alguém que tenha lido este relato, possa me ajudar,por mais obrigado.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade