Doença de Parkinson – Mulheres de Cabelos Ruivos

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018 - Publicado a 23 de janeiro de 2011

Tome precauções se é uma mulher ruiva! Um estudo da Universidade de Harvard, nos EUA, concluiu que as mulheres com cabelos ruivos têm 90% mais hipotese de desenvolver a doença de Parkinson, possivelmente porque a mesma mutação genética muda a cor do cabelo e predispõe à doença.

Para se proteger, coma alimentos com ácido fólico, como espinafre — cru, de preferência — e frutos azedos. Além disso, Margaret Lewin, diretora médica do Cinergy Helath, nos EUA, aconselha tomar um suplemento com 400 mcg de ácido fólico por dia.