Doença renal ateroembólica

A doença renal ateroembólica ocorre quando pequenas partículas feitas de colesterol endurecido e gordura se espalham para os pequenos vasos sanguíneos dos rins.

Causas da Doença renal ateroembólica

A doença renal ateroembólica está ligada à aterosclerose, uma doença comum das artérias. Esta ocorre quando gordura, colesterol ou outras substâncias se acumulam nas paredes das artérias e formam uma substância dura chamada placa.

Em casos de doença renal ateroembólica, os cristais de colesterol soltam-se da placa que reveste as artérias e entram na corrente sanguínea. Uma vez em circulação, estes cristais ficam presos emminúsculos vasos sanguíneos chamados arteríolas, onde reduzem o fluxo de sangue para os tecidos e causam inchaço (inflamação) e danos nos tecidos que podem prejudicar os rins ou outras partes do corpo.

Os rins são afectados em cerca de metade dos casos, e outras partes do corpo que podem ser afectadas incluem a pele, olhos, músculos, ossos, cérebro,sistema nervoso e os órgãos do abdómen. Casos de insuficiência renal aguda são possíveis se os bloqueios dos vasos sanguíneos renais forem graves.

A causa mais comum de doença renal ateroembólica éa aterosclerose da aorta. Os cristais de colesterol também se podem soltar durante uma angiografiaaórtica, cateterismo cardíaco ou cirurgia da aorta ou outras grandes artérias. Em alguns casos, a doença renal ateroembólica pode ocorrer sem que a causa seja conhecida.

Os factores de risco para a doença renal ateroembólica são os mesmos para a aterosclerose, e incluema idade avançada, ser do sexo masculino, fumar, pressão arterial elevada e diabetes.

Sintomas da Doença renal ateroembólica

A doença pode não causar quaisquer sintomas, mas se eles existem podem aparecer de repente ou lentamente e piorar durante semanas ou até meses. Os sintomas podem incluir:

• cegueira
• sangue na urina (raro)
• febre, dores musculares, dores de cabeça e perda de peso
• dores nas zonas laterais do corpo
• dor e feridas nos pés, ou dedos azulados
• pressão arterial elevada, sendo difícil de controlar
• dores no abdómen, náuseasou vómitos

A insuficiência renal pode resultar em:

• diminuição das sensações
• diminuição ou paragem na produção de urina
• sonolência, confusão ou letargia
• pele seca e comichão
• perda de apetite
• náuseas ou vómitos
• mudança de cor da pele
• inchaço nas pernas
• perda de peso

Exames e testes deDiagnóstico

O médico irá realizar um exame físico, detectando inchaços que podem aparecer inicialmente nas pernas, mas que podem afectar todo o corpo. Um exame aos olhos pode mostrar partículas nas pequenas artérias da retina.

O médico também irá escutar os seus pulmões, coração e os principais vasos sanguíneos com um estetoscópio,podendo ser ouvidos sons anormais, como por exemplo um som alto chamado de sopro que pode ser ouvido através da aorta ou da artéria renal. A hipertensão pode ser alta e podem haver muitas úlceras sobre a pele dos pés. Os testes que podem ser feitos incluem:

• tomografia computadorizada (TAC) abdominal
• ressonância magnética abdominal
• raio-X abdominal
• hemograma completa
• painel metabólico global (inclui testes de função renal testes de ureia e creatinina)
• biopsia ao rim
• ultra-som abdominal ou aos rins
• arteriografia renal
• complemento sérico
• lipídeos séricos
• análises à urina

Tratamento da Doença renal ateroembólica

Não existe nenhum tratamento para a doença renal ateroembólica que seja totalmente eficaz. Este é focado na gestão dos sintomas e das lesões nos órgãos. Podem ser usados medicamentos para tratar a pressão arterial elevada e os níveis de colesterole de lípidos baixos.

• O seu médico pode dizer-lhe para reduzir as gorduras e o colesterol na sua dieta.
• Você pode precisar de outros tratamentos para a insuficiência renal ou complicações daí resultantes. Se você sofre de insuficiência renal, pode ser necessário limitar proteínas, sal e líquidos na sua dieta, bem como fazer outras alterações na mesma.

Consulte:
Insuficiência renal crónica
• Doença renal em estágio final

O seu médico também pode recomendar mudanças no seu estilo de vida, tais como exercício físico ou aumento ou perda de peso. Deixar de fumar também é muito importante.

Expectativas (prognóstico)

O resultado do tratamento pode variar, mas geralmente é fraco e a doença agrava-se lentamente ao longo do tempo. As mudanças no estilo de vida podem ajudar a abrandara progressão da doença.

Possíveis complicações

• insuficiência renal aguda
• formação de coágulos de sangue noutros locais do corpo – cérebro, intestino e pernas
• insuficiência renal crónica
• pressão arterial alta

Quando contactar um profissional de saúde

Contacte o seu médico se sofrer dos seguintes sintomas:

• Redução ou paragem da produção de urina
• sangue na urina
• forte dor abdominal ou dor nas pernas
• dedos dos pés que se tornam roxos e causam dor
• úlceras inexplicáveis nas suas pernas ou pés

Prevenção

Você pode alterar os factores que aumentam o risco de contrair esta doença:

• perder peso, se você é obeso.
• diminuir ou parar de fumar.
• seguir as recomendações do seu médico para controlar a diabetes ou pressão arterial elevada.
• reduzir as gorduras, especialmente gorduras saturadas, na sua dieta para ajudar a reduzir os níveis de lipídios no sangue.

Nomes alternativos
síndrome de embolização do colesterol; doença aterosclerótica renal.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:06 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)