Doenças Detectadas pelo Teste do Pezinho

As doenças detectadas pelo teste do pezinho são diversas, sendo actualmente este teste uma excelente forma de conseguir atempadamente detectar um conjunto alargado de doenças em bebês recém-nascidos (a partir do terceiro dia de vida), muitas delas resultantes de malformações durante o período de gestação ou derivadas de factores genéticos.

Este teste, também chamado de triagem neonatal é um teste de execução bastante simples, bastando retirar algumas gotas de sangue do calcanhar do bebé e depois efectuar testes em laboratório a essas gotas de sangue.

Dependendo do país, o teste do pezinho poderá ser realizado de formas diferentes, sendo utilizado para despistar mais ou menos doenças. No entanto, falaremos aqui das principais doenças detectadas pelo teste do pezinho.

Importa ainda referir que, em Portugal, a realização deste teste é actualmente obrigatória para todos os bebés recém-nascidos.

Conforme referido, existem diferentes tipos de teste do pezinho, havendo o teste do pezinho básico e depois um teste mais avançado.

Geralmente, as doenças detectadas através do teste do pezinho básico incluem as seguintes:

Anemia falciforme

A anemia falciforme é uma doença que provoca alterações significativas no corpo, nomeadamente nos seus órgãos e no funcionamento do organismo em geral;

Fenilcetonúria

A fenilcetonúria é uma doença que tem um impacto directo no desenvolvimento neurológico do bebé, nomeadamente um impacto negativo e comprometedor;

Fibrose Cística

A fibrose cística é uma doença que faz com que a natural produção de muco seja alterada e acima dos valores normais, fazendo com que o sistema respiratório do bebé seja comprometido e se possam gerar a partir daí outro tipo de complicações;

Deficiência de biotinidase

A Deficiência de biotinidase é uma doença que provoca uma falta de coordenação motora significativa, atrasos no desenvolvimento e o surgimento de convulsões;

Hiperplasia adrenal congênita

A Hiperplasia adrenal congênita é umaPatologia que causa um défice ou excesso de produção de alguns tipos de hormonas. Em casos extremos este problema poderá mesmo levar à morte;

Hipotireoidismo congênito

O hipotireoidismo congênito é uma doença que causa malformações ao nível físico e potencialmente retardamento mental.

Estas são as doenças geralmente detectadas pelo teste do pezinho básico, embora algumas delas possam não ser neste incluídas. A fenilcetonúria e o hipotireoidismo congénito, por exemplo, são geralmente obrigatórios de ser testados em todos os tipos de teste do pezinho.

Falando de testes do pezinho mais avançados, existem outras doenças que geralmente podem ser detectadas a partir deste mesmo teste. Nomeadamente, as seguintes doenças são geralmente testadas no teste do pezinho avançado:

SIDA

A sida é uma doença que compromete de forma bastante significativa o sistema imunitário humano e que pode ser transmitida de forma hereditária, para a qual ainda não existe uma cura total comprovada e eficaz;

Galactosemia

A galactosemia é uma doença que faz com que o açúcar presente no leite não seja digerido, o que poderá potencialmente provocar sérias complicações ao nível do sistema nervoso central;

Toxoplasmose congênita

A toxoplasmose congênita é uma doença que poderá provocar cegueira, icterícia, convulsões, retardo mental, e em casos extremos mesmo a morte;

Deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase

Esta é uma patologia que propicia especialmente o aparecimento de anemias, de gravidade menor ou maior;

Doença de chagas congênita

A doença de chagas congênita é uma patologia de origem infecciosa que poderá eventualmente causar alterações ao nível ocular, retardamento mental e problemas ao nível motor;

Doença de citomegalovírus congênita

Doença que poderá causar retardamento ao nível mental e motor, bem como possivelmente calcificações cerebrais;

Herpes congênita

Doença que causa lesões na pele, nas zonas das mucosas e nos olhos, em geral. Esta doença é rara aquando do nascimento, mas poderá afectar de uma forma muito grave o sistema nervoso central;

Sífilis congênita

A sífilis congênita é uma doença de gravidade elevada que poderá provocar sérios problemas no sistema nervoso central;

Rubéola congênita

A rubéola congênita é um doença que provoca surdez, retardamento mental, e potencialmente malformações ao nível cardíaco. Cataratas são outro problema que pode surgir a partir da rubéola congénita.

A lista de doenças aqui referida, tanto para o teste do pezinho básico como o avançado, estão sempre dependentes de muitos factores. Nomeadamente, depende do país em que o teste é realizado e de que forma o sistema nacional de saúde desse país estruturou o teste e quais as obrigações que este implica ou não implica.

Por outro lado, pode depender do médico que efectua a prescrição do exame (e que tipo de prescrição é feita), bem como da forma de funcionamento de cada laboratório, maternidade ou hospital.

Geralmente é efectuado um teste mais básico, que permite que se obtenham resultados mais rápidos e com menos custos, quer para o sistema de saúde, quer para o utente. Testes mais avançados geralmente são realizados apenas no caso de haver uma forte suspeição sobre alguma das doenças que é detectada no teste mais avançado.

No caso de o teste do pezinho detectar alguma das doenças aqui listadas, o hospital / maternidade e os pais do bebé serão contactados. De seguida, o teste deverá ser feito novamente para despistar eventuais erros na análise ou eventuais trocas, que são erros humanos que podem sempre acontecer.

Dependendo do problema, caso haja algum, deve agir-se desde logo junto do médico pediatra ou outro médico especialista, de forma a conseguir atempadamente resolver algumas destas doenças que se forem devidamente atacadas podem ser evitadas as suas consequências.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Faça um Comentário
Esta matéria tem 1 Comentário
  1. Marina Alves Marquez Reply

    RESULTADO DE GRANDE AJUDA !…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 24/10/2014 às 2:49 horas por: Diogo