Dor de Garganta

Uma em cada 3 pessoas sofre com dor de garganta todos os anos.

O frio e determinadas condições ambientais põem á prova uma das zonas mais vulneraveis do nosso sistema respiratorio.

Dor de Garganta

Os problemas de garganta costumam traduzir-se em dor e irritação, em consequência de uma inflamação das amigdalas – amigdalite -, da faringe – faringite – ou de ambas – faringo amigdalite.

Esta última é a mais comum e costuma dever-se a infecções víricas ou bacterianas.

As amígdalas são dois corpos glandulares situados à entrada da faringe.

Fazem parte do nosso sistema de defesa e infectam-se quando a actividade dos microorganismos ultrapassa a sua capacidade defensiva.

Quatro em cada cinco faringo-amigdalites são de origem vírica.

Destas, a maioria é consequência de uma constipação comum ou de uma gripe e apenas nalguns casos a zona é directamente infectada.

Uma das causas mais habituais de infecção é o ar frio. Ao inalá-lo, altera-se a actividade da mucosa nasal. Assim, as fossas nasais filtram menos germens, pelo que a faringe e amígdalas recebem ar mais contaminado, tornando-se mais provável que inflamem.

VÍRUS, BACTÉRIAS E OUTROS INIMIGOS

Se o nariz pinga, tem dor de cabeça e febre, é provável que a causa seja um vírus.

Nos dias posteriores, o paciente costuma sofrer também irritação da garganta, dificuldade para engolir e rouquidão.

Estes sintomas curam-se em uma semana, o tempo que o organismo necessita para criar anticorpos capazes de destruir o vírus. O tratamento será apenas sintomático.

Nas restantes faringo amigdalites – 20 por cento -, a causa da infecção é uma bactéria, normalmente o estreptococo. Nestas infecções, o quadro clínico é diferente: início brusco, pico febril, dor forte, amigdalas vermelhas e um dos gânglios muito inflamado.

Nestes casos concretos, é necessário recorrer a antibióticos.

Além dos vírus e das bactérias, o ar quente e seco dos aquecimentos pode causar dor de garganta recorrente, sobretudo de manhã.

A poluição industrial e os contaminantes químicos presentes no ar também podem irritar o nariz e a garganta, embora muito mais irritante seja o fumo do tabaco e os ambientes carregados.

Por seu lado, quem utiliza muito a voz é mais susceptíveis de sofrer problemas de garganta, pela pressão a que submete as cordas vocais.

BONS HÁBITOS

As medidas práticas que se seguem são consideradas meios eficazes de prevenir as dores de garganta:

BEBER LÍQUIDOS ABUNDANTES – A água, as infusões e os sumos naturais, por exemplo, mantêm a humidade das fossas nasais e suavizam a zona.

MANTER UM NÍVEL ADEQUADO DE HUMIDADE – Utilize humidificadores para prevenir a secura da mucosa. Para combater o efeito dos aquecedores, coloque um recipiente de cerâmica com água em cima dos radiadores. 0s sprays nasais de solução salina também são úteis.

EVITAR O TABACO – Fumar é o maior irritante para a garganta.
USAR CACHECOL – Assim, evita-se que o ar frio entre pela boca e arrefeça 0 pescoço.
INGERIR VERDURAS E FRUTAS RICAS EM vitamina C E betacaroteno – Estes dois antioxidantes ajudam a estimular as defesas do organismo.
NÃO SE EXPOR A CORRENTES DE AR e a mudanças bruscas de temperatura.
PREVENIR O CONTÁGIO – Lave as mãos com frequência e use talheres e copo próprios, bem como lenços descartáveis.

Suplementos naturais e receitas caseiras para curar a dor de garganta

PRÓPOLIS – O própolis é uma substância que possui interessantes princípios ativos que lhe conferem propriedades anti-virais. Pode tomar-se em extrato e comprimidos, embora também se possa encontrar em xarope. A dose recomendada de propolis é de 500mg a 2g por dia. (Leia: Extrato de Própolis).

EQUINÁCEA – A equinacea é uma Planta medicinal que potencia o sistema imunitário. Reduz até 58% a probabilidade de “apanhar” uma constipação e, segundo um estudo publicado pela revista the Lancet, acelera a recuperaçã0. Pode tomar-se em tintura, 50 gotas em 3 tomas diárias.

GARGAREJOS COM ÁGUA SALGADA TÉPIDA – Misture uma colher e chá de sal num copo de água fervida ou mineral e faça gargarejos. Também é recomendado fazê-los com uma infusão de tomilho com mel e limã0.

ALHO E SUMO DE LIMÃO – Pise os alhos e deite-os no sumo de limão quente. Pode acrescentar um pouco de mel e tomar várias vezes ao dia.

Continua » 8 Óleos Essenciais para um Alívio Rápido da Dor de Garganta

Leia Também:

Maracujá para Dor de Garganta

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Esta matéria tem 2 Comentários
  1. Rayane Reply

    Eu tô com a garganta doendo eu não consigo comer nada porquê minha garganta tá com um gosto horrível tudo que eu como eu vômito tô uma semana sem comer por causa da minha garganta eu não sinto gosto de nada me ajudar pfv

  2. marlei jesus caixeta Reply

    minha garganta inflama pelo menos tres vezes por ano e sempre da grandes febres nao achei ate hoje algo que conseguisse evitar ou diminuir as irritaçoes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 2:46 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)