O Que Causa Dor nos Ovários?

Publicado por Equipe Editorial a 11 de janeiro de 2018 - Atualizado em 22 outubro 2018

Os ovários são glândulas reprodutivas localizadas em cada lado da cavidade pélvica.

Para além de responsáveis pela produção dos óvulos, os ovários também constituem a principal fonte de fornecimento de estrogênio e progesterona.

Dor No Ovário Pode Ser Sintoma Inicial De Gravidez Ou Indicar Câncer

Muitas mulheres experienciam dores ocasionais nos ovários, o que na maior parte dos casos está relacionado com a menstruação.

No entanto, estas dores podem também advir de problemas mais sérios, por isso é importante aprender a analisar correctamente os sintomas de modo a detectar situações dignas de especial atenção.

1 . Mittelschmerz

Mittelschmerz é o nome dado às dores na ovulação que se manifestam durante o ciclo menstrual.

O nome, alemão, significa “dor” e “meio”. Uma vez que a ovulação tende a ocorrer a meio do ciclo menstrual, a dor costuma manifestar-se por volta do 14º dia.

A dor pode ocorrer em qualquer um dos lados da cavidade pélvica, e tanto pode ser de intensidade moderada ou intensa e durar desde poucos minutos até diversas horas.

Algumas mulheres podem mesmo experienciar sangramento ou corrimento vaginal durante a ovulação, bem como dores e náusea.

Existem diversas teorias relativamente às possíveis causas da dor durante a ovulação.

Uma delas defende que, uma vez que não existem aberturas no ovário, o óvulo tem de trespassar as paredes do mesmo, o que pode originar dor.

Há médicos que acreditam que o alargamento do óvulo no ovário antes da ovulação pode causar estas dores.

Este tipo de dor costuma desaparecer após alguns dias e não requer qualquer tipo de tratamento.

No entanto, para algumas mulheres a utilização de pílulas anticoncepcionais poderá ajudar a aliviar a dor.

2 . Cistos ovarianos

Os cistos ovarianos constituem pequenas acumulações de fluído que se formam na superfície dos ovários.

É muito comum estes cistos não originarem qualquer tipo de sintoma durante longos períodos de tempo.

Os sintomas associados aos cistos de ovário podem incluir dor pélvica, bem como dores na parte inferior das costas.

A dor pélvica também se pode manifestar durante a menstruação ou durante as relações sexuais.

Outros sintomas:

– Dor durante a defecação

– Náusea

– Vómitos

– Dor nas glândulas mamárias

– Inchaço abdominal

– Pressão sobre a bexiga e necessidade frequente de urinar

Com o tempo os cistos podem aumentar de tamanho e até mesmo rebentar. Sinais de ruptura de um cisto:

– Dor abdominal subida e severa

– Febre

– Vómitos

Também é possível entrar em choque e experienciar:

– Pele fria ou excessivamente húmida

– Respiração acelerada

– Tonturas

Caso suspeite que o quisto possa ter rebentado, consulte o seu médico o mais rapidamente possível.

Entenda se Os Cistos de Ovário São Perigosos ou Pode ser Câncer

3 . Endometriose

Esta doença caracteriza-se pelo crescimento do tecido endometrial fora do útero.

Este tecido, chamado de endométrio, descola-se da parede do útero durante a menstruação, mas quando se forma fora do útero pode ficar aprisionado e formar tecido cicatricial.

Isto pode causar desconforto e até dores mais severas.

Outros sintomas de endometriose:

– Menstruação, relações sexuais e defecações dolorosas

– Sangramento excessivo

– Fatiga

– Diarreia

– Constipação

– Náusea

A dor experienciada nem sempre reflecte severidade do caso de endometriose, sendo possível sentir dores intensas mas ter um caso leve de endometriose.

Conheça as Principais Causas da Endometriose e Porque é tão Dolorosa

4 . Doença inflamatória pélvica

A doença inflamatória pélvica é uma infecção do trato genital e dos órgãos reprodutivos da mulher.

Esta infecção, que pode ocorrer naturalmente ou ser sexualmente transmitida, particularmente em mulheres entre os 15 e s 25 anos, afecta o útero, as trompas de falópio e os ovários.

A doença inflamatória pélvica pode ou não manifestar-se através de sintomas, que poderão variar em intensidade e ser confundidos com sintomas de outros problemas, entre eles apendicite, gravidez ectópica e cistos ovarianos.

Principais sintomas:

– Dor ou sensibilidade na pélvis

– Ardor ao urinar

– Náusea

– Vómitos

– Sangramento irregular

– Alterações no corrimento vaginal

– Febre

– Arrepios

De acordo com a Associação Americana de Saúde Sexual, a doença inflamatória pélvica é a principal causa de infertilidade nas mulheres.

Esta condição pode ser diagnosticada durante um exame pélvico ou através de ultra-sonografia pélvica ou laparoscopia.

O tratamento é realizado através de antibióticos e agentes antimicrobianos.

Em alguns casos poderá ser necessário mais do que um ciclo de tratamento para que a infecção seja totalmente eliminada.

Descubra 21 Remédios Caseiros para a Doença Inflamatória Pélvica

5 . Dores fantasmas

Os ovários estão localizados perto de diversos outros órgãos, o que faz com que a dor preveniente dessa região possa estar associada a outras condições médicas.

Apendicite

Neste caso, a dor manifesta-se perto do umbigo ou na zona lateral direita do abdómen. Este problema poderá, também, originar falta de apetite, constipação e sinais de infecção, entre eles febre, arrepios e vómitos.

Prisão de Ventre

Se tiver defecado menos de 3 vezes na última semana, é provável que as dores sejam provenientes de constipação intestinal (prisão de ventre).

Fezes muito duras, dificuldade em defecar e sensação de não ter esvaziado totalmente o intestino são sinais que poderão confirmar este problema. Conheça 3 Remédios Caseiros para Intestino Preso »

Pedras nos rins

A dor resultante de pedras nos rins (cálculo renal) pode revelar-se intensa e atacar a região lateral direita do abdómen e das costas.

As Pedras nos rins também podem originar sangue na urina, febre e arrepios.

Gravidez

Caso não tenha ficado menstruada, é possível que esteja grávida.

Os Sintomas de gravidez adicionais poderão incluir dores nas glândulas mamárias, náusea, vómitos e fatiga.

Caso sinta tonturas e a dor seja mesmo muito intensa e se manifeste também no ombro, poderá encarar isso como um sinal de gravidez ectópica.

Infecção do trato urinário

Se a dor se manifestar mais para o centro da pélvis é provável que tenha uma infecção urinária.

Estas infecções podem, também, causar necessidade de urinar com muita frequência, urina escurecida e ardor ao urinar.

6 . Síndrome do Ovário Remanescente

Se foi recentemente operada aos ovários deverá informar-se junto do seu médico relativamente a este síndrome, uma vez que sangramento durante a cirurgia ou um trabalho mal executado pode contribuir para o desenvolvimento deste problema.

A dor pélvica constitui o principal sintoma de síndrome do ovário remanescente.

A ausência dos sintomas típicos da menopausa após uma ooforectomia, bem como a ocorrência de sintomas semelhantes aos da endometriose, devem ser encarados como fortes indicadores de síndrome do ovário remanescente.

Independentemente de tudo isto, a esmagadora maioria das mulheres experienciará algum tipo de sintoma durante os primeiros 5 anos após a cirurgia.

O tratamento geralmente inclui a remoção de tecido pélvico, bem como terapia hormonal destinada à supressão da ovulação.

Poderá ser câncer de ovário?

Ainda que não deva ignorar por completo esta possibilidade, a realidade é que o câncer de ovário é relativamente raro, sendo que apenas afecta 11 em cada 100 mil mulheres.

A idade média de diagnóstico deste tipo de câncer é 63 anos.

Quanto mais cedo se der o diagnóstico, maiores serão as probabilidades do tratamento ser bem sucedido, por isso é importante procurar o seu médico assim que experiencie sintomas que possam indicar a existência deste problema, entre os quais:

– Inchaço abdominal

– Perda de peso

– Dor pélvica

– Alterações no comportamento intestinal

– Necessidade de urinar com muita frequência

Os fatores de risco associados a este câncer podem incluir: histórico familiar da doença, mutações genéticas e utilização de determinados medicamentos.

Saiba se é possível desenvolver Câncer de Ovário Depois de Uma Histerectomia

Quando procurar o médico

Se sofre de dores nos ovários e sintomas de infecção, como é o caso de febre, sangramento e vómitos, o ideal é procurar o seu médico o mais rapidamente possível.

Mesmo que a dor seja menos severa, é importante manter um registo da intensidade da mesma de modo a detetar agravamentos que possam revelar-se preocupantes.

Mesmo que a dor não exerça um impacto nocivo no seu quotidiano, é sempre boa ideia procurar aconselhamento médico, uma vez que problemas como a endometriose podem conduzir à infertilidade caso não seja tratada atempadamente.

Por outro lado, apendicites e cistos rebentados podem mesmo revelar-se fatais, por isso é importante realizar um exame pélvico sempre que sentir qualquer tipo de sintoma suspeito.

Referências

http://www.aafp.org/
http://www.mayoclinic.org/
https://my.clevelandclinic.org/
http://www.mayoclinic.org/
https://rarediseases.info.nih.gov/

https://cancerstatisticscenter.cancer.org/
http://www.ashasexualhealth.org/stdsstis/pid/
https://www.cancer.org/
https://www.cancer.org/