Emprego sedentário

Emprego sedentário

Pergunta: Desde há 2 anos que estou a trabalhar num escritório em que sou telefonista. É um trabalho extenuante psicologicamente e fisicamente muito parado e preso, daí que tenha ganho peso nos últimos 12 meses, mesmo não ingerindo grandes quantidades, nem alimentos muito calóricos. Sinto-me muito desanimada porque faço exercício(cardio-fitness) 3 vezes por semana e mesmo assim não consigo perder peso.

Resposta: Está perfeitamente consciente de que o principal factor que determinou que tivesse aumentado de peso foi o facto de ter começado a fazer um trabalho extremamente sedentário fisicamente.

Mesmo que não coma muito, pelos vistos está a comer mais do que precisa, pelo menos do ponto de vista calórico. O aumento de peso acontece quando a quantidade de calorias que recebemos (através dos alimentos) é superior àquela que gastamos em actividade física.

Deve prestar atenção à diferença entre a quantidade de alimento e a sua qualidade, ou seja, existem alimentos que mesmo comidos em pequena quantidade fornecem muitas calorias, logo engordam (por exemplo: fritos, manteiga/margarina, queijos gordos, carnes gordas, doces em geral, e produtos açucarados, entre muitos outros) enquanto outros se podem comer em maiores quantidades já que fornecem poucas calorias comparativamente.

Como deve imaginar, é impossível prescrever-lhe uma dieta personalizada “on line”. O que posso fazer é dar-lhe algumas indicações de alimentos que deve ingerir frequentemente e de outros que deve ingerir apenas ocasionalmente, por serem muito calóricos.

Para emagrecer definitivamente, deve procurar mudar os seus maus hábitos alimentares, implementar gradualmente hábitos saudáveis e mantê-los para sempre. Assim, os alimentos que devem entrar diariamente na sua alimentação são:

O leite e derivados (queijo e iogurtes) magros ou meio gordos.
Fruta na quantidade de cerca de 3 peças por dia.
Vegetais e legumes, sob a forma de sopa nas duas refeições principais, e como acompanhamento do prato principal, crus ou cozidos.
Carne, peixe e ovos alternadamente ao almoço e jantar, dando preferência ao peixe e evitando as carnes gordas (prefira frango e peru sem a pele, avestruz, coelho, partes do porco magras). Evite que estes alimentos sejam fritos ou cozinhados com muita gordura.
Incluir em todas as refeições, quantidades moderadas de alimentos ricos em amidos, como o arroz, a massa, as batatas cozidas, as leguminosas. Não deve eliminar estes alimentos da sua dieta, para que ela não seja, à partida, uma tentativa falhada (este é o erro mais frequentemente visto em dietas de emagrecimento rápido). O pão ou cereais de pequeno almoço podem ser comidos ao pequeno-almoço ou lanche (atenção ao que coloca no pão!);
Beba pelo menos 2 litros de água ao longo do dia.

Os alimentos mais ricos em calorias são aqueles muito doces ou muito gordurosos (ou as duas coisas juntas, como acontece com alguns bolos). São esses que deve eliminar ou reduzir drasticamente da sua alimentação:

Bolos, bolachas, chocolates, croissants e donuts.;
Salgadinhos, folhados, alimentos fritos (batatas, bifes).
Refrigerantes e bebidas alcoólicas.
Manteiga, queijos gordos, maionese, molhos gordos.

Para além dos cuidados com o que come, deve praticar exercício físico aeróbico como já faz.

Deve, no entanto, ter consciência de que a perda de peso não deve ser um processo rápido e que quanto mais lento for melhores serão os resultados a longo prazo.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:10 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)