Esclerose múltipla e tabagismo: uma ligação perigosa - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Esclerose múltipla e tabagismo: uma ligação perigosa

Um artigo publicado nos Archives of Neurology de Julho analisa a relação entre o tabagismo e a progressão da esclerose múltipla.

Já se sabia que os fumadores apresentam um maior risco de desenvolver esta doença inflamatória crónica, desmielinizante e degenerativa do sistema nervoso central.

Agora, a equipa de Brian Healy, de Boston, nos EUA, concluiu que os doentes com esclerose múltipla fumadores tendem a evoluir para estádios mais graves da patologia de modo mais célere do que os doentes não fumadores.

Este estudo incluiu 1465 doentes com esclerose múltipla clinicamente diagnosticada, com uma idade média de 42 anos e nove anos e quatro meses, em média, de vivência com a doença. Destes, 780 nunca haviam fumado, 428 eram ex-fumadores e 257 fumadores.

Os resultados evidenciam que os fumadores têm mais tendência a apresentar esclerose múltipla primariamente progressiva.

Outra das conclusões é que estes tendem a evoluir da fase de surto/remissão para a da esclerose múltipla secundariamente progressiva mais rapidamente do que os doentes que nunca experimentaram um cigarro.Não fume

Os autores concluíram que o tabagismo tem uma influência negativa na progressão da esclerose múltipla, chegando mesmo a acelerar a evolução da doença.

Conheça 12 Tratamentos Naturais para Esclerose Múltipla

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade