Funções da Pele - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Funções da Pele

Funções da Pele:

A epiderme é impermeável à água e eletrólitos, permitindo a manutenção de um meio essencialmente aquoso (células corporais e líquidos teciduais) em um ambiente atmosférico relativamente seco. A pele é um importante órgão de controle da temperatura. A vasoconstrição cutânea reduz e a vasodilatação aumenta a perda de calor. A sudorese também permite perda do calor como uma função da evaporação. O fluxo sanguíneo cutâneo e a sudorese são regulados pelo sistema nervoso simpático.

A pele também serve para proteger os órgãos internos da ação de substâncias químicas tóxicas e radiação. A epiderme é impermeável a todas as substâncias, exceto corrosivas, enquanto o pigmento melanina na epiderme absorve a radiação ultravioleta prejudicial. A pele é uma barreira física eficaz contra a entrada de agentes infecciosos, com a camada córnea representando um ambiente inóspito para a maioria dos microrganismos. O efeito químico do suor e sebo e a presença das bactérias comensais também ajudam a defender contra infecção por organismos virulentos. O efeito de barreira da pele é perdido se estiver cronicamente molhada ou se sua continuidade for destruída por trauma.

Proteção da Pele

É exercida das mais diversas maneiras contra as agressões do meio exterior. A pele tem uma resistência relativa aos agentes mecânicos, como nos traumatismos, pela sua capacidade moldável e elástica (colágeno e elastina). No sentido físico, essa proteção se faz pela capacidade que a pele tem através de seu sistema melânico, de impedir e absorver as radiações calóricas ultravioletas e até mesmo ionizantes. Outros tipos de proteção são: a físico-química, no sentido da manutenção do pH ácido da camada córnea; a química, através do manto lipídico com atividade antimicrobiana; e a imunológica, presente, na epiderme, através das células de Langerhans e, na derme, à custa de macrófagos, linfócitos e mastócitos.

Percepção da Pele

Os elementos nervosos que existem, sobretudo na derme, permitem ao ser humano o reconhecimento de sensações especiais, como calor, frio, dor e tato, o que o conduz a um mecanismo de defesa no sentido de sobrevivência.

Hemorregulação e termorregulação

A pele, através de seus extensos plexos vasculares e seus corações periféricos (os glomos), permite manter e regular o débito circulatório. Em determinadas ocasiões, o aumento do débito sangüíneo periférico é suprido pela atividade dos glomos e pela suplementação de outros vasos que não estão com sua capacidade total de repleção. No choque, a palidez traduz essa elevada função de hemorregulação da pele. Por outro lado, a homeotermia ou termorregulação é mantida por mecanismo comandado pelo centro termorregulador através das vias do sistema nervoso autônomo, levando à vasocontrição ou vasodilatação.

Secreção da Pele

Como elementos secretados pela pele, temos a ceratina, a melanina, o sebo e o suor, todos exercendo funções definidas e harmônicas. Destacamos o sebo, que forma um manto lipídico com atividade antimicrobiana, como emulsificador de substância e como barreira protetora.

Excreção da Pele

As glândulas écrinas secretam água e eletrólitos, porém, de maneira muito insignificante, se comparadas aos rins (AZULAY, 1999).

Metabolização da Pele

A pele também sintetiza hormônios (testosterona) e é capaz de metabolizar testosterona, progesterona, estrógenos e glicocorticóides. Tem também uma ação decisiva na fabricação e na metabolização da vitamina D.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade