Gravidezes Dificeis - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Gravidezes Dificeis

Tudo sobre Gravidezes Dificeis

APESAR DE A MAIORIA DAS GRAVIDEZES se processar sem incidentes, por vezes as coisas não acontecem
consoante o planeado. Quando algo de inesperado acontece, ou existe algum motivo de preocupação na sua
consulta pré-natal, ambos vão sentir-se extremamente preocupados com o assunto, principalmente se tudo tem corrido bem até esta altura. Até agora podem ter-se sentido confiantes e talvez mesmo tomar como certo que tudo correria bem. Depois, de repente a gravidez parece estar posta em causa e poderão sentir-se apreensivos e confusos.
Ajuda imenso enfrentarem juntos o que está para vir e obterem o máximo de informações que puderem.

CAUSAS PARA PREOCUPAÇÃO
Alguma evolução preocupante, como por exemplo hemorragia vaginal, pode requerer cuidados imediatos; um bebé demasiado pequeno ou tensão alta (pré-eclampsia) podem ser diagnosticados numa consulta pré-natal de rotina. Obtenha esclarecimentos completos por parte do seu médico e insistam os dois nesse ponto.

HEMORRAGIA VAGINAL
Nunca ignore uma hemorragia vaginal em qualquer etapa da gravidez. Apesar de ser sempre preocupante, a vigilância médica cuidadosa pode ajudar a evirar problemas sérios.

Hemorragia nos primeiros três meses – A hemorragia no início da gravidez não significa que vá perder o bebé. Poderá não ter ainda níveis suficientemente elevados de hormonas para eliminar os períodos. Poderá ter problemas como erosão cervical ou pólipos e não é provável que nenhuma dessas coisas interfira na sua gravidez. Contacte o seu médico ou o hospital o mais depressa possívei, para que lhe possa ser feita uma ecografia; se o coração estiver a bater bem, a hemorragia deverá parar e a gravidez
prosseguirá normalmente. Precisará de descansar e não ter relações sexuais durante uns tempos.

Hemorragia no final da gravìdez – Raramente há hemorragias no final da gravidez, mas é grave porque isso pode indicar problemas com a placenta, como por exemplo placenta prévia ou descolamento iminente da placenta.
Placenta prévia significa que a placenta está posicionada na parte inferior do útero, possivelmente atravessada no cérvix.
O descolamenro da placenta significa que esta está a começar a despegar-se da parede uterina. Esses
dois problemas podem ser confirmados por uma ecografia ou por internamento hospitalar e será necessário um parto por cesariana.

BEBÉS DEMASIADOS PEQUENOS
Depois de confirmar a data do seu último período, tanto as medidas como os exames do bebé, a sua gravidez pode ser considerada de alto risco e o bebé pode ser considerado demasiado pequeno. Isto não é motivo para alarme, mas os médicos vão vigiá-la da seguinte forma:

-Fazendo-lhe ecografias semanais durante algum tempo, para garantirem que está tudo bem e para vigiarem a placenta.

-Vigiando os batimentos cardíacos do bebé, para detectarem algum sinal de esforço.

-Discutindo consigo a possibilidade de fazer uma cesariana para evitarem que o bebé tenha que nascer de parto normal.

PRÉ-ECLAMPSIA

A pré-eclampsia é um problema potencialmente grave que pode afectar uma em cada dez mulherez, principalmente as que são mães pela primeira vez e as mulheres que estão à espera de mais do que um bebé. É um problema exclusivo da gravidez e pode iniciar-se em qualquer altura a partir da segunda metade da gravidez. Não se conhecem bem as suas causas, mas tem tendência a ocorrer na mesma família.

COMO ISSO VAI AFECTA-LA

A pré-eclampsia não tem sintomas, mas a tensão alta e a proteína na urina detectada numa consulta pré-natal podem alertar o médico para a sua existência. Surge na placenta e, por isso, o bebé pode desenvolver-se mais devagar do que o normal.
A gravidez não pode voltar ao normal, mas o parto e a expulsão da placenta põem fim à doença.

O internamento hospitalar permite uma vigilância mais apertada da mãe e do bebé, pâra que o parto possa ser provocado antes que surjam complicações graves. Para quase todas as mães, o parto do bebé anula
todos os efeitos.

GRAVIDEZ E PROBLEMAS DE SAÚDE JÁ EXISTENTES
Todos os problemas de saúde significam que â sua gravidez vai ser cuicladosamente vigiada para salvaguardá-la a si e ao seu bebé. Doenças, como a asma, a epilepsia, as doenças de coração ou as doenças renais não dificultam, por si só, a gravidez e o trabalho de parto. Se cuidar bem de si, se tiver uma vigilância pré-natal meticulosa e se se preparar para nm internamento hospitalar nas últimas dez semanas de gravidez, tem todas as hipóteses de ter um parto normal.

DIABETES
O açúrcar – um indício, mas não uma prova de diabetes – pocle aparecer na urina durante a gravidez. A razão mais comum para isto é a mudança como os seus rins tratam o açúcar durante a gravidez: não é necessário nenhum tratamento.
A diabetes “latente” pode fazer a mesma coisa e ser controlada apenas com uma dieta, muito embora vá ser examinada com mais frequência numa clínica pré-natal. A diabetes já existente necessita de uma vigilância rigorosa, porque as suas necessidades de insulina podem variar e a sua dosagem precisar de ser ajustada. Os bebés de mães diabéticas têm tendência a ser maiores, por isso pode ter um parto provocado, ou fazer uma cesariana.

GRAVIDEZ MULTIPLA

Estar à espera de mais de um bebé significará que indubitavelmente você vai precisar de mais vigilância médica e de mais consultas pré-natais durante a gravidez. O diagnóstico de gémeos, trigémios, ou mais bebés, será confirmado com uma ecografia e poderão precisar de bastante tempo para se adaptarem à
notícia, mas terão muito apoio e ajuda.

A POSIÇÃO DOS GEMEOS

Estão os dois de cabeça para baixo, ou então um de cabeça para baixo e o outro pélvico. A sua
posição pode afectar a maneira como o parto vai ocorrer.

Se um dos gemeos estiver pélvico, o mais provavel é ter que fazer uma cesariana.

Se ambos os gemeos estiverem de cabeça para baixo, o mais provavel é nascerem de parto normal.

O QUE PODE SENTIR

Náuseas A gravidez multipla causa muitas vezes náuseas intensas e até mesmo vómitos
nos primeiros três meses. Coma pouco e muitas vezes e beba bastantes líquidos – as bebidas que contenham glicose ou os comprimidos de glicose podem aumentar os níveis de energia se se sentir demasiado enjoada.

Aumento de tamanho vai engordar mais rapidamente porque, para além de ter dois
bebés dentro de si, também produzirá mais líquido amniótico.

Dores nas costas Tenha atenção à sua postura e evite carregar e levantar pesos, porque
os níveis adicionais de hormonas da gravidez significam que os seus ligamentos pélvicos podem amolecer, distender-se e tornar-se dolorosos.

Fadiga Vai cansar-se com muita facilidade e isto pode piorar com uma anemia.
Descanse, coma carne e tome suplementos de ácido fólico e ferro.

Indigestão Isto pode ser pior do que numa gravidez simples porque o seu estômago vai ser comprimido de encontro ao diafragma. Ingira bebidas e sopas nutritivas. Coma refeições leves e frequentes.

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade