Hemorragia Vaginal

Publicado por Equipe Editorial a 27 de fevereiro de 2011 - Atualizado em 13 janeiro 2018

Hemorragia vaginal depois da gravidez? Saiba mais…

Terá um corrimento vaginal após o parto. Este corrimento chama-se “lóquios”. Nos primeiros 1 ou 2 dias após o parto os lóquios terão um aspecto vermelho vivo. No 3º ou 4º dia o corrimento terá uma cor rosa.

O corrimento muda para branco ou amarelo por volta do 10º dia. A duração do corrimento vaginal é diferente de mulher para mulher.

Use um penso higiénico em vez de um tampão. Isto ajuda a evitar uma infecção vaginal. O corrimento não deverá ter um cheiro desagradável.

Aborto – Ameaça de (perda de sangue, hemorragia vaginal)

O que é:

Uma hemorragia vaginal durante as primeiras 20 semanas de gravidez está frequentemente associada a uma ameaça de aborto.

Ela não implica necessariamente que a gravidez termine. Existe, porém, a possibilidade de que tal venha a acontecer.

A maioria das mulheres que têm hemorragias vaginais ou perdas de sangue durante a fase inicial da gravidez têm bebés perfeitamente saudáveis.

Causas de hemorragia vaginal:

Algumas mulheres grávidas perdem algum sangue por volta da altura prevista para o período menstrual (coincide com a implantação).

Outras têm perdas de sangue após as relações sexuais, o que poderá indiciar uma inflamação do cérvix (colo do útero).

Uma outra causa possível pode estar associada a um cérvix incompetente, problema associado à dilatação (abertura) do cérvix antes da data prevista para o nascimento do bebé.

Frequentemente, desconhece-se a razão para as perdas de sangue (hemorragias).

» Saiba O Que Causa Sangramento Após a Relação Sexual

Sinais e sintomas de Hemorragia vaginal:

Uma hemorragia constitui o sinal mais comum de uma ameaça de aborto. Uma dor no fundo da região lombar ou cãibras no abdómen (barriga) e região lombar podem constituir outros sintomas

Como se Diagnostica:

O médico examinar-lhe-á o cérvix (com um espéculo) para ver se este se encontra fechado, se está a começar a abrir ou, então, se já está aberto.

Também lhe fará um exame pélvico (interno) para verificar o tamanho e a forma do útero. Poderá fazer uma ecografia para examinar o interior do útero e verificar se a gravidez é viável.

Cuidados a ter:

Repouso;
Abstinência sexual;
Vigilância (em caso de agravamento das queixas, recorrer de imediato ao seu médico assistente/urgência).

Riscos e Complicações:

Choque Anemia;
Histerectomia;
Necessidade de curetagem (risco de infertilidade).

Tratamentos:

Não existe qualquer forma de evitar um aborto espontâneo, assim como não existem medicamentos capazes de suster a hemorragia e de pôr um fim às cãibras.

O repouso total na cama e o evitar de relações sexuais durante vários dias poderão diminuir as hemorragias e as dores. Tente reduzir ou controlar o stress.

Estas sugestões poderão, mesmo assim, não conseguir suster a evolução de um aborto espontâneo.

» Saiba mais sobre Sangramento Vaginal Pós-Parto? Quanto Tempo Dura? É Normal?