Hiperprolactinemia

Hiperprolactinemia – Sintomas, Causas e Características do diagnóstico

Em Mulheres: alteração menstrual (oligomenorréia, amenorréia), galactorréia e infertilidade.

Em Homens: hipogonadismo; diminúção da libido e disfunção erétil; galactorréia e infertilidade.

Prolactina sérica habitualmente > 100 ng/ml nos adenomas hipofisários secretores de prolactina.

A Hiperprolactinemia Pode ser causada por o hipotireoidismo primário.

Adenoma hipofisário, com freqüência mostrado na RM

Hiperprolactinemia

Diagnóstico diferencial

. Hipotireoidismo primário
. Uso de fármacos que estimulam a prolactina
. Gravidez ou lactação
. Doença hipotalâmica
. Cirrose; insuficiência renal
. Estimulação crônica dos mamilos; lesão da parede torácica

Tratamento

Agonistas da dopamina (p. ex., a bromocriptina ou cabergolina) geralmente reduzem o adenoma hipofisário e restauram a fertilidade.

Ressecção transesfenoidal dos grandes tumores e daqueles que provocam comprometimento visual ou que são refratários aos agonistas da dopamina.

Dica

Verificar se o paciente com suspeita de prolactinoma não tem história psiquiátrica; a maioria dos psicotrópicos causam hiperprolactinemia.

Referências
Molitch ME: Disorders of prolactin secretion

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 29/12/17 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 29/12/2017 às 12:47 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)