Hipertensão Arterial - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Hipertensão Arterial

Atualizado em 26 dezembro, 2017

A hipertensão arterial, também descrita como pressão arterial alta é uma doença complicada, assassina e silenciosa.

A maioria dos hipertensos não tem sintomatologia específica, só vão ter sintomas quando a doença for complicada, mas aí já é tarde demais.

A hipertensão arterial é Uma doença silenciosa e um problema de saude publica

A hipertensão arterial é ums doença que raramente dá sinais. Este é um dos principais problemas da hipertensão arterial (HTA).

Para o cardiologista José Pinto Carmona, a  hipertensão arterial é uma doença desvalorizada e que deveria merecer mais atenção das autoridades de Saúde nacionais.

A obesidade e o excesso de sal são os factores mais relacionados com a hipertensão arterial alta.

José Pinto Carmona é director do Departamento do Coração do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental.

A hipertensão arterial (HTA) é uma doença silenciosa. Os sinais de alerta são quase inexistentes, mas esta é a responsável pela maioria dos acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Por isso, o cardiologista José Pinto Carmona considera que a HTA deveria ser considerada um problema de Saúde Pública.

“Digo que é um problema de Saúde Pública porque muito daquilo que origina a hipertensão arterial tem de ser o Estado a regular, como a obesidade e o sal.

A hipertensão arterial é um gigantesco problema de Saúde Pública porque atinge cerca de um quarto da população mundial e é responsável por cerca de um terço da mortalidade global, o que a coloca acima da mortalidade causada pelas doenças infecciosas e pelo cancro”, afirmou.

No pequeno gabinete do Hospital Egas Moniz, em Lisboa, onde exerce Medicina há mais de 40 anos, o especialista explica que a HTA “é uma doença crónica, em que a esmagadora maioria das pessoas tem de tomar medicação sempre”.

As mãos gesticulam, acompanhando o discurso pausado e fluente. Neste registo, de contador de histórias, José Pinto Carmona explica: “Só 11 por cento das pessoas com hipertensão arterial tratadas é que estão controladas.

Têm de se arranjar estratégias para as pessoas manterem a medicação”.

A prevenção desempenha um papel importante no controlo da HTA. Deste modo, controlar o aumento dos casos de diabetes é uma das premissas que a sociedade deve interiorizar.

É fundamental que as pessoas percebam que o aumento de peso é a origem de tudo”, diz o entrevistado. Do cocktail explosivo da hipertensão arterial faz ainda parte o consumo excessivo de sal.

José Pinto Carmona considera que nesta área já está a haver uma mudança de mentalidades.

“Começa a haver um esforço para modificar dietas. Vai sair uma legislação sobre o sal, resultado de um grande empenhamento da Sociedade Portuguesa de Hipertensão.

Na legislação será estipulado reduzir a quantidade de sal no pão”, acrescenta.

A nova lei estabelece como teor máximo de sal no pão 12 gramas por quilo e entra definitivamente em vigor no próximo mês de Agosto, tendo sido dado o prazo de um ano às empresas do ramo da panificação para se adaptarem às novas regras.

Andar muito e comer melhor parecem, pois, ser os grandes segredos para manter a HTA afastada.

O livro Hipertensão Arterial – O que Todos Precisamos de Saber, da Lidel, visa esclarecer e alertar para as múltiplas facetas da HTA.

Conheça 9 Alimentos que Ajudam a Combater a Hipertensão, AVC e Colesterol Alto

O Médico deve conversar

Neste campo, a formação dos médicos de Medicina Geral e Familiar é importante, adianta José Pinto Carmona.

O clínico geral, lembra, “é aquele profissional que trata o doente e que vê a grande massa de doentes”.

O especialista adianta que a formação do médico de família tem sido uma luta constante, mas o primordial a reter é que o médico deve conversar com o seu doente, sobretudo quando nos referimos a uma doença sem sintomas que requer atenção aos mais pequenos sinais.

“É preciso medir a tensão e conversar com os doentes. Nos Estados Unidos da América vi um cartaz, há mais de 15 anos, de uma associação de doentes que dizia: ‘Peça ao seu médico para conversar consigo’. E esta conversa é um meio de obter muita informação”, salienta.

O também professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa é um dos coordenadores do livro Hipertensão Arterial – O que todos precisamos de saber, que tem como objectivo responder às questões mais frequentemente colocadas pelos doentes.

O livro, que foi também coordenado pelo consultor de Medicina e hipertensão arterial do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, Jorge Polónia, e por Luís Martins, director do Serviço de Cardiologia do Hospital São Sebastião, de Santa Maria da Feira, poderá ainda ser um instrumento de formação para os profissionais de saúde de outras especialidades.

Hipertensão arterial em números

972 milhões de hipertensos no mundo
43 por cento dos portugueses com mais de 18 anos são hipertensos
40 por cento dos doentes que sabem que são hipertensos estão sob medicação, e desses só
11 por cento estão controlados

Conheça 30 Sinais e Sintomas de Pressão Arterial Elevada a Estar Atento!

Atualizado em 26 dezembro 2017

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *