Homeopatia

A homeopatia ainda é tratada com desconfiança, não é reconhecida como ciência por muitos médicos e não tem cobertura de muitos planos de saúde. Mas conquista cada vez mais adeptos em todo o mundo.

Conheça os benefícios da homeopatia para a sua saúde

E quem é Samuel Hahnemann?

Samuel Hahnemann, fundador da homeopatia

Foi o médico que descobriu a homeopatia. Ele acreditava que a cura não era simplesmente o desaparecimento dos sintomas, mas sim o restabelecimento de uma harmonia global que nos permitisse orientar para os propósitos mais elevados da nossa existência.

Criada há mais de 200 anos na Alemanha, a homeopatia baseia-se num princípio que parece contraditório: provoca os sintomas da doença em vez de combatê-los. A ferroada da abelha, por exemplo, causa dor e inchaço. Os médicos homeopatas usam justamente um preparado feito com o veneno dela para tratar vários tipos de dor e inchaço.

Ela trabalha com extratos de substâncias naturais (plantas, matéria animal e substâncias químicas) que provocam sintomas semelhantes aos das doenças. Desta forma, estimula-se o sistema imunológico a reagir, obtendo a cura do paciente.

Existem contra-indicações para medicamentos homeopáticos?

Tratamentos homeopáticos alcançam resultados sem quaisquer efeitos colaterais ou contra-indicações

Em geral, os remédios homeopáticos não apresentam contra-indicações ou efeitos colaterais, como os medicamentos alopáticos. O grande diferencial com os tratamentos tradicionais é que a homeopatia trata o indivíduo como um todo, levando em consideração os aspectos pessoais, emocionais, psicológicos e o ambiente em que vive, além dos clínicos.

Benefícios

Homeopatia é eficaz no tratamento e prevenção de várias doenças

Ela é eficiente no tratamento de várias doenças como gripes e infecções, e até problemas crônicos, como asma e bronquite e outros como a infertilidade. Mas é desaconselhada em casos de urgência e críticos, que exigem cirurgia ou terapia convencional à base dos chamados medicamentos alopáticos, como antibióticos. Nesses casos pode ser utilizada como coadjuvante no tratamento.

Alguns exemplos onde a homeopatia pode ajudar:

  • Emagrecer
  • Hipertensão arterial
  • Herpes
  • Hemorroidas
  • Ansiedade e depressão
  • Alergias: asma, falta de ar
  • Amigdalite
  • Tratar Abscessos
  • Febre
  • Abrir o apetite
  • Acne
  • Aftas
  • Afonia
  • Baixar o colesterol
  • Bronquite
  • Ajuda a dormir melhor
  • Candídiase
  • Constipação
  • Ajuda a deixar de fumar
  • Endometrose
  • Dores de cabeça (enxaquecas)
  • Gases (flatulência)
  • Entre muito outros……
O que Procura?
Como Remover os Pelos do Buço Naturalmente em Casa

Tipos de Homeopatia

Dentro da própria homeopatia existem 3 linhas de tratamento abordadas: unicista, pluralista e complexista.

Homeopatia Unicista

A Homeopatia Unicista primeira usa um único medicamento, comumente chamado remédio de fundo, que é mais concentrado em sua fórmula.

Homeopatia Pluralista

A Homeopatia pluralista prescreve vários remédios, porém menos concentrados, mais “fracos”. O ideal é o que o homeopata consiga transitar pelas duas linhas, de acordo com as necessidades dos pacientes.

Homeopatia Complexista

Dá-se o nome de homeopatia complexista quando o médico prescreve dois ou mais medicamentos homeopáticos, simultaneamente, numa única formulação, para tratar um conjunto de sintomas, com o objectivo de aumentar a acção do fármaco em relação à localização e fase da doença.

Cuidados a ter na hora de escolher

Como em qualquer outra área são necessários alguns cuidados na hora da escolha do profissional. Com o reconhecimento da homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB), o profissional tem de se submeter não só ao curso de especialização com duração de três anos, mas também a um concurso para conseguir o título de especialista.

A primeira consulta leva em média uma hora e meia e o retorno meia hora. Isso ocorre porque o médico precisa conhecer as características físicas, psíquicas e a rotina do paciente, e para isso ele precisa de tempo.

O diagnóstico é feito por meio da entrevista médica com o paciente e de exame clínico convencional

Na hora de consumir os medicamentos homeopáticos, escolha sempre uma farmácia de manipulação que possua farmacêutico especializado. Atenção: o vidro do medicamento deve ser de cor âmbar e ter data de validade.

Lista de remédios homeopáticos

Existem mais de 4000 Remédios homeopáticos

Remédios elaborados a partir de elementos ou compostos químicos:

  • Argentum nitricum, nitrato de prata
  • Antimonium crudum
  • Antimonium Tartaricum, tartarato de antimônio e de potássio
  • Arsenicum album, trióxido de diarsênico
  • Aurum metallicum, ouro
  • Calcarea carbonica (Ostrearum),
  • Calcarea fluorica
  • Carbo vegetalis, carvão vegetal
  • Cuprum metallicum, cobre
  • Hepar sulfuris
  • Kalium bichromicum, bicromato de potássio
  • Kalium carbonicum, carbonato de porássio
  • Natrum muriaticum, cloreto de sódio. É o sal marinho, contendo portanto outros compostos.
  • Natrum sulfuricum, sulfato de sódio
  • Phosphorus, fósforo brando
  • Silicea, óxido de silício
  • Sulfur, enxofre
  • Zincum metallicum, zinco
O que Procura?
11 Incríveis Curas Naturais para o Tratamento da Ascite (Continuação)

Remédios elaborados a partir de extratos vegetais:

  • Aconitum napellus
  • Aesculus hippocastanum
  • Allium cepa, cebola
  • Anacardium orientale
  • Arnica montana
  • Belladonna
  • Berberis vulgaris
  • Bryonia alba
  • China rubra, quina
  • Cicuta virosa
  • Digitalis
  • Drosera rotundifolia
  • Dulcamara
  • Euphrasia officinalis
  • Gelsemium sempervirens
  • Hamamelis virginiana
  • Hyoscyamus niger
  • Hydrastis canadensis
  • Hypericum perforatum
  • Ipeca
  • Ledum palustre
  • Lycopodium clavatum
  • Mezereum
  • Nux vomica
  • Pulsatilla
  • Rhus toxicodendron
  • Sanguinaria canadensis
  • Stramonium
  • Thuya occidentalis
  • Veratrum album, heléboro branco

Remédios elaborados a partir de extratos animais:

  • Anas barbariae
  • Apis mellifica, abelha
  • Calcarea carbonica, carbonato de cálcio proveniente da concha da ostra
  • Cantharis
  • Lachesis mutus, veneno de surucucu
  • Naja tripudians, veneno de naja
  • Sepia officinalis, tinta de lula
  • Vipera redi

Preparações antimiasmáticas:

  • Luesinum, soro preparado a partir de cancro sifilítico
  • Psorinum, soro preparado a partir de vesícula de escabiose

História e origem da Homeopatia

Homeopatia

Uma prática muito suave, que utiliza a “lei dos semelhantes” para tratar as doenças….. começada no fim do século XVIII por um médico alemão e que, desde 1970, voltou a ser popular.

Samuel Hahnemann era um médico alemão nascido na segunda metade do século XVIII. Quando se formou, em 1779, as leis científicas começavam a aplicar-se nos campos da química, física, fisiologia e anatomia.

Naquela altura os tratamentos eram, maioritariamente, à base de purgativos, sangrias (com aplicação de sanguessugas), remédios que causavam vómitos, além de substâncias venenosas como o arsénico e o mercúrio.

Muito crítico dessas terapias agressivas e ineficazes, por vezes mais mortais que a doença, Hahnemann escreveu vários artigos de oposição a essas práticas.

Homeopatia história

Enquanto traduzia para o alemão o “Tratado de Matéria Médica” de William Cullen, notou uma passagem que tratava da quineira vermelha, erva peruana cujo princípio activo é o quinino, usada para tratar a malária. Hanemann tomou “7 gramas bem pesadas de casca de quineira duas vezes por dia, vários dias”. Começou a mostrar sintomas iguais aos da malária.

Concluiu daí que as drogas eficazes devem produzir, nas pessoas saudáveis, sintomas semelhantes à doença que se espera que tratem. Este princípio é conhecido como a “Lei dos Semelhantes” e é a base do termo “homeopatia”, ou seja, “sofrimento similar”. É, de resto, essa lei que serve de base às vacinas.

O que Procura?
Remédio Caseiro para Artrite e Artrose

Hahnemann começou a testar outras substâncias para determinar que sintomas elas produziam; os resultados sugeriram-lhe as doenças que essas drogas podiam tratar. No seu raciocínio, as doses que produziam os sintomas eram impróprias para tratar as doenças que os apresentavam.

Assim, advogou a redução da dose para níveis infinitesimais, pela múltipla diluição por dez ou cem vezes. Os componentes solúveis eram diluídos em álcool; os insolúveis eram esmagados juntamente com lactose. Hahnemann compilou os resultados obtidos num tratado chamado “organon da terapêutica racional”, publicado em 1810. A sexta edição, de 1921, ainda hoje é usada como texto-base de homeopatia.

Antes de morrer em 1843, ele viu inaugurar o primeiro hospital homeopático, em 1832, além de várias escolas de medicina homeopática por toda a Europa.

A partir do anos 70, a homeopatia voltou a gozar de popularidade, à medida que o interesse pelas forma naturais e holísticas (isto é, que encaram a pessoa como um todo) começou a aumentar.

Leia também:

4 Remédios Naturais para Tratamento da Pele (Homeopatia)

07. junho 2010 by admin

2 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. TENHO MUITO APREÇO PELA HOMEOPATIA,SEMPRE USEI E MINHAS FILHAS SÓ USA HOMEOPATIA.TENHO FORMAÇÃO DE TECNICA DE ENFERMAGEM…ADORO ESTUDAR HOMEOPATIA…NO MOMENTO ESTOU COM UMA PARENTE DE 80 ANOS COM NEVRALGIA PÓS HERPTICA, INICIEI HOJE COM HYPERICUM CH12 5GTAS 3X AO DIA SERÁ QUE VOU OBTER RESULTDO POSITIVO? FICO AGRADECIDA SE PUDER ME ORIENTAR…BOA NOITE FIQUE NA PAZ DE CRISTO.

  2. Vale lembrar que no Brasil a Homeopatia não é de exclusividade médica, mas uma atividade livre, tendo inclusive várias associações não médicas de homeopatas. Há também formações até em Universidades para homeopatas, médicos ou não, como na UFV (Viçosa).
    A divulgação de que a Homeopatia é uma prática apenas para quem se formou em Medicina, Veterinária ou Odontologia é absolutamente FALSA e todo aquele que preza pela real LEI brasileira deve esclarecer os fatos!

    Jurandir Neves (doutor em Biologia e Homeopata)

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *