Implante Dentário Guiado por Computador (Sem Cortes)

Um dos maiores inconvenientes de uma cirurgia de implante dentário convencional é a necessidade de efectuar incisões nas gengivas, de modo a que o implante possa ser posicionado da forma mais correcta possível, evitando assim muitos erros que se poderiam revelar extremamente difíceis de reverter.

Foto De Implante Dentário Antes E Depois

Esta incisão, apesar de contribuir activamente para o sucesso da cirurgia, também representa um dos principais responsáveis pelos longos períodos de recuperação que caracterizam uma cirurgia de implante dentário.

Uma vez que a cicatrização dos cortes efectuados na gengiva poderá dar-se de forma relativamente lenta, quando não devidamente tratados poderão dar origem a complicações passíveis de ameaçar a conclusão bem sucedida de todo o processo de implantação dentária.

Isto constitui um dos maiores problemas experienciados durante uma cirurgia deste tipo.

Felizmente, e graças aos impressionantes avanços tecnológicos que têm vindo a favorecer a medicina dentária no decorrer dos últimos anos, existem agora alternativas que permitem uma colocação bem precisa dos implantes dentários sem que para isso seja necessário efectuar-se uma incisão nas gengivas.

Nesse âmbito, a técnica mais eficaz e utilizada é conhecida como “implante dentário guiado“, que vem contribuir imenso para a simplificação de todo o processo de colocação de implantes, aumentando assim a taxa de sucesso das cirurgias e diminuindo os riscos de infecções originadas pelos cortes que tradicionalmente costumam ser efectuados nas gengivas.

Esta técnica ainda é relativamente recente, e por isso ainda não se encontra disponível em todas as clínicas de medicina dentária.

No entanto, graças ao sucesso que dela tem vindo a ser retirado, não há dúvida que muito em breve este poderá vir a ser representar o método primário de colocação de implantes.

As principais características do implante dentário guiado

Esta nova técnica permite ao implantodontista obter imagens computorizadas a 3 dimensões de toda a estrutura dentária do paciente.

Ao ter a possibilidade de observar detalhadamente a região onde será efectuada a intervenção, o implantodontista saberá exactamente onde deverá colocar o implante para que os resultados pretendidos possam mesmo vir a ser obtidos.

Isto anula a necessidade de abertura das gengivas, cujo objectivo costumava ser permitir ao cirurgião determinar onde deverá colocar um implante.

Uma vez que esta técnica computacional oferece ao cirurgião toda a informação necessária para uma correcta planificação de todo o procedimento cirúrgico, a realização de incisões torna-se totalmente desnecessária, facilitando assim todo o processo, quer para o cirurgião, quer para o paciente.

Antes do momento da cirurgia, o paciente é submetido a uma análise detalhada da secção do corpo afectada.

Isto é feito através de uma técnica chamada de tomografia computorizada, que permite a construção das imagens tridimensionais que posteriormente serão utilizadas pelo implantodontista durante todo o procedimento cirúrgico.

Esta análise dá-se de forma rápida e totalmente indolor, daí começar a receber cada vez mais atenção por parte de toda a comunidade médica.

Ainda que esteja numa fase relativamente essencial, os resultados a partir daqui obtidos são já muito animadores.

Implante Dentario Guiado Não Necessita De Realizar Cortes

Vantagens do implante dentário guiado

– Mais acessível a pessoas com doenças crónicas, como é o caso de diabéticos.

O facto de não envolver incisões torna esta numa cirurgia muito mais segura para pessoas que possuam doenças passíveis de complicar toda a fase de cicatrização.

– Diminuição do risco de infecções.

As infecções são, de facto, os principais responsáveis pela ocorrência de problemas durante o pós-operatório, e podem mesmo contribuir para que uma cirurgia de implante dentário seja um fracasso total.

Ao eliminar as incisões nas gengivas, são também eliminados os riscos de ocorrência de infecções, o que favorece imenso o aumento da taxa de sucesso em cirurgias deste tipo.

– É muito menos desconfortável para o paciente.

Ainda que o implante dentário sempre tenha sido efectuado sob o efeito de anestesia, a verdade é que o desconforto sentido durante o pós-operatório podia revelar-se extremamente elevado e difícil de aguentar por parte do paciente.

Sem as incisões, isso deixou de ser um problema, e o desconforto sentido após a cirurgia é praticamente nulo.

– A recuperação dá-se muito mais rapidamente.

Isto é particularmente favorável para casos em que a colocação dos implantes seja feita através de diversas sessões, uma vez que não haverá a necessidade de esperar muito tempo entre as mesmas.

Resumido: O trabalho final estará completo muito mais rapidamente e o paciente não precisará de se afastar durante tanto tempo das suas actividades diárias.

Isto é uma grande vantagem, pois muitos pacientes não se encontram em posição de se afastar durante longos períodos de tempo das suas actividades profissionais e/ou familiares.

– Redução de erros e acidentes durante o processo de implantação dentária.

Uma vez que todo o procedimento se encontra simplificado, torna-se muito mais fácil para o cirurgião proceder à execução do mesmo sem quaisquer tipos de acidentes pelo meio.

Ainda que os implantes tradicionais também possuam uma taxa de sucesso extremamente alta, o facto é que a execução de cortes durante a cirurgia apenas contribui para aumentar drasticamente os riscos de algo correr mal.

Para além disso, através de um implante guiado as sessões tornam-se muito mais curtas e agradáveis para o paciente.

Tudo isto contribui para que cada vez mais pessoas possam agora usufruir de todas as vantagens que estão associadas a esta técnica de reconstrução dentária.

Video – Implante Guiado por Computador

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 15/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 15/01/2018 às 11:03 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)