Implantes Cónicos - Implante Tronco Cónico - Indicações Clínicas - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Implantes Cónicos – Implante Tronco Cónico – Indicações Clínicas

Indicações clínicas de um implante dentario conico (tronco cónico).

O Prof. Dr. Gil Alcoforado e a Dra. Inês Faria apresentam vários casos clínicos onde se optou por usar o implante tronco-cónico com características híbridas, uma macroestrutura e desenho específicos.

Ao longo dos anos, a utilização de implantes endo-ósseos tem vindo a revelar-se uma alternativa terapêutica válida e previsível para a reabilitação de pacientes desdentados parciais e totais. A ampliação de conhecimentos biológicos e biomecânicos acerca das reabilitações implanto-suportadas foi acompanhada por um aumento de indicações clínicas.

Na mesma linha de pensamento, a integração crescente dos implantes na prática clínica diária conduziu ao desenvolvimento de implantes com alterações significativas na sua macro e microestrutura, com o intuito de melhorar o seu prognóstico e previsibilidade.

O implante tronco-cónico (Straumann TE® – Tapered Effect) apresenta uma macroestrutura e desenho específicos. Este implante apresenta características híbridas, ou seja, associa propriedades pertencentes tanto aos implantes cilíndricos como aos implantes cónicos.

De uma forma resumida, o diâmetro deste implante é crescente desde o seu ápice até ao ombro. Estas características atribuem-lhe enúmeras vantagens que serão discutidas ao longo deste artigo.

Este implante tronco-cónico foi, originalmente, concebido para uma situação clínica: colocação imediata após extracção.

Com a utilização frequente deste tipo de implante, verificámos a sua grande utilidade em situações clínicas para as quais não tinha sido originariamente concebido. Neste artigo estas indicações serão sistematizadas e ilustradas com casos clínicos.

1. Colocação imediata após extracção

Tal como referido anteriormente, a principal indicação deste implante tronco-cónico (Straumann TE®) é a colocação imediata após extracção. A selecção deste implante, para estas situações clínicas, apresenta como vantagens o facto de proporcionar uma ancoragem coronal bastante estável (devido ao seu diâmetro crescente), bem como por apresentar uma forma análoga a uma raiz dentária.

Caso clínico I

Neste caso, o dente 16 apresentava indicação para extracção. Optou-se por fazer a exodontia da referida peça dentária e colocação imediata de um implante tronco-cónico (Straumann TE®). Neste caso clínico, a selecção deste implante tronco-cónico (Straumann TE®) apresenta como principal vantagem conferir uma ancoragem coronal significativa, o que proporciona uma estabilidade primária melhorada.

Caso clínico II

No seguinte caso, pretende-se ilustrar a utilização deste implante tronco-cónico (Straumann TE®) após extracção de dois dentes monorradiculares. Tal como no caso clínico I, esta opção terapêutica baseou-se no facto deste implante proporcionar uma adequada estabilidade primária e melhor preencher o volume alveolar.2. Utilização do implante Straumann TE® em cristas que apresentem concavidades

Apesar do implante tronco-cónico (Straumann TE®) ter sido originalmente concebido para colocação imediata após extracção, a sua forma permite a sua utilização em outras situações clínicas. O facto de apresentar um diâmetro crescente desde o ápice até à zona do ombro permite a sua colocação em cristas com concavidades apicais acentuadas, diminuindo substancialmente o risco de fenestração e/ou deiscência.

Caso clínico III

No caso clínico seguinte será descrita a utilização de um implante tronco-cónico (Straumann TE®) numa área edêntula, correspondente ao dente 21 que apresentava uma significativa concavidade apical por vestibular. Após diagnóstico clínico e radiográfico, detectou-se a ausência de uma disponibilidade óssea horizontal suficiente para a colocação de um implante com um diâmetro e numa posição que proporcionassem um perfil de emergência esteticamente adequado. Assim, antes de colocar o implante, realizou-se um enxerto ósseo em bloco do mento.Depois de um período de quatro meses para consolidação do enxerto, realizou-se a cirurgia para colocação de um implante Straumann TE® que será descrita nas imagens subsequentes (Figuras 12 a 17).

Caso clínico IV

No caso clínico seguinte será descrita uma situação na qual existe uma significativa concavidade e na qual se optou pela colocação de um implante Straumann TE®. Por vezes, a existência de uma crista estreita leva à selecção de um implante de plataforma reduzida. No entanto, apesar de esta opção reduzir a probabilidade de deiscência ou fenestração da superfície do implante, não proporciona uma plataforma adequada ao perfil da restauração implanto-suportada. Assim, nessas situações deveremos optar por uma das seguintes alternativas: colocação de um implante com características cónicas (com diâmetro crescente desde apical até coronal) ou pela realização de regeneração óssea guiada, para posteriormente colocar um implante com plataforma ajustada à respectiva peça dentária que se irá substituir.

3. Utilização do implante Straumann TE® em casos de extracção, colocação e carga imediatasUma das características fundamentais do implante Straumann TE ®, que se prende com a sua macroestrutura, é a sua capacidade para proporcionar uma estável ancoragem coronal (permitindo uma estabilidade primária adequada). Nos casos nos quais se pretende realizar carga imediata, a obtenção de uma boa estabilidade primária é uma condição sine qua non.

No seguinte caso clínico (Figuras 21 a 23) optou-se pela extracção de todos os dentes e colocação imediata. Como se verificou que todos os implantes apresentavam uma boa estabilidade primária (avaliada através de frequência de ressonância – Osstell®) optou-se por carga imediata.

4. Aumento da estabilidade primária em zonas com osso tipo IV Na maxila posterior é frequente que a qualidade óssea seja tipo IV. Por essa razão, é esperada uma menor estabilidade primária, devido ao predomínio de osso medular em detrimento de osso cortical. Este implante tronco-cónico (Straumann TE®), devido à sua macro-estrutura, proporciona uma maior estabilidade primária, pelo que a sua utilização em áreas com uma qualidade óssea inferior pode estar indicada.No caso clínico seguinte (Figuras 24 a 30) optou-se pela utilização deste tipo de implante na posição 27, aliada a uma preparação modificada do leito implantar.

Conclusões

As vantagens do implante Straumann TE® prendem-se essencialmente com o facto de proporcionar uma adequada ancoragem o que confere uma excelente estabilidade primária e, por outro lado, por se adaptar anatomicamente a cristas côncavas, reduzindo de forma substancial, o risco de fenestrações. É também, importante referir que, na maxila posterior, zona em que a qualidade óssea não é tão favorável, este implante cónico (Straumann TE®) pode ser uma boa opção quando se pretende melhorar estabilidade primária.

Em conclusão, os implantes cónicos (Straumann TE®) podem ser utilizados em situações clínicas diversas das quais se destacam:

– a extracção e colocação imediata;

– casos de carga imediata, por proporcionarem uma boa estabilidade primária;

– e em cristas estreitas com acentuadas concavidades e áreas com qualidade óssea tipo IV.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade