Injeção de Insulina - Tipos, local de injeção e como injetar a insulina - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Injeção de Insulina – Tipos, local de injeção e como injetar a insulina

Que tipos de seringas de insulina existem?

Existem várias marcas de seringas de insulina descartáveis (de usar e deitar fora). Possuem vários tamanhos e comprimentos. O tamanho da agulha é designado por “calibre”.

Quanto maior for o número do calibre da agulha, menor é o diâmetro (espessura) da agulha. As agulhas são finas e pontiagudas para que possam ser facilmente introduzidas na pele. As agulhas também possuem comprimentos diferentes.

A insulina é medida em “unidades”. A quantidade de insulina que uma seringa pode conter varia. Geralmente utilizam-se seringas de 1/2 cm3. As pessoas que precisam de mais de 50 unidades de insulina por injecção devem utilizar uma seringa de 1 cm3.

A insulina U100 tem 100 unidades de insulina em 1cm3. É esta insulina que deve usar nas seringas habituais (deve ter atenção quando viaja se utiliza seringas adequadas à concentração de insulina que está a utilizar).

As seringas de insulina devem ser utilizadas apenas uma vez. Coloque as seringas usadas num recipiente duro (num frasco de vidro ou numa lata de metal) para que as agulhas não furem a superfície.

Feche devidamente o recipiente com uma tampa de enroscar. Não tape a seringa antes de a deitar fora. Mantenha o recipiente fora do alcance das crianças e dos animais domésticos.

Em alguns casos, o seu instrutor da diabetes poderá permitir-lhe a reutilização da seringa. Ser-lhe-ão dadas as devidas instruções para armazenar a seringa se tiver de a reutilizar.

Onde é que injecto a insulina?

A insulina é injetada no tecido gordo subcutâneo. A sua enfermeira ensiná-lo-á a dar as injecções de insulina corretamente.

Se o medicamento for administrado numa zona demasiado próxima da camada exterior da pele, verificar-se-á um inchaço ou nódulo. Se ele for administrado numa zona demasiado profunda do músculo, poderá originar dor.

Se injetar a insulina numa zona demasiado profunda, a insulina será absorvida (introduzida na corrente sanguínea) demasiado depressa.

Os locais em que se poderá ministrar a injeção incluem o abdómen, a parte externa do antebraço, a parte frontal e lateral das coxas, as nádegas ou a zona das ancas.

Não injete insulina em locais com pouca pele nem nas articulações. A insulina é absorvida mais rapidamente a partir do abdómen do que a partir do braço. Também é absorvida mais rapidamente a partir do braço do que a partir da coxa ou da nádega.

Mude o local da injeção de insulina frequentemente. Tal ajudará a evitar a formação de nódulos ou inchaços. Siga as instruções da sua enfermeira relativas aos locais de injecção.

Como é que se enche a seringa de insulina?

Algumas pessoas usam apenas um tipo de insulina de cada vez. Outras, todavia, usam dois ou mais tipos de insulina. Siga as instruções seguintes, consoante o número de tipos de insulina que utiliza.

Apresentam-se, de seguida, os passos a seguir para encher a seringa de insulina caso se use apenas um tipo de insulina.

1- Reuna o material necessário (insulina, seringa, compressas de álcool).
2- Lave as mãos com água e sabão. Seque-as devidamente.
3- A insulina de acção prolongada (turva) deve ser misturada. Coloque o frasco de lado e rode-o entre as palmas das mãos. Alternativamente, vire delicadamente o frasco, de uma extremidade para a outra, para misturar o conteúdo. NÃO AGITE O FRASCO.

4- Se o frasco for novo, retire a tampa colorida. Limpe a rolha de borracha com uma compressa de álcool, tanto no caso de frascos novos como de frascos já utilizados.
5- Retire a protecção da agulha.
6- Puxe o êmbolo da seringa para trás a fim de introduzir a quantidade de ar suficiente e equivalente à sua dose de insulina.

7- Introduza a agulha na parte superior do frasco e injecte o ar no frasco.
8- Com a agulha introduzida no frasco, vire o frasco e a seringa de pernas para o ar. Puxe o êmbolo e encha a seringa até passar a sua dose de insulina.
9- Carregue lentamente no êmbolo até chegar à linha correspondente à sua dose correcta de insulina.

10- Verifique se existem bolhas de ar. Se detectar bolhas de ar, dê pancadinhas na seringa, com o dedo, para as fazer subir. Depois, puxe o êmbolo até passar novamente a sua dose e pressione lentamente o êmbolo para dentro até todas as bolhas desaparecerem.

Repita esta operação, se necessário, para eliminar as bolhas de ar. Bolhas de ar de reduzidas dimensões não são perigosas, mas diminuem a quantidade de insulina na seringa.
11- Retire a agulha do frasco e coloque, cuidadosamente, a seringa na posição horizontal de modo a que a agulha não toque em nada.

Apresentam-se, de seguida, os passos a seguir caso se usem dois ou mais tipos de insulina.

1- Reuna o material necessário (insulina, seringa, compressas de álcool).
2- Lave as mãos com água e sabão. Seque-as devidamente.
3- Conheça as suas quantidades totais de insulina.
_____ unidades de insulina cristalina (de acção rápida)
+_____ unidades de um segundo tipo de insulina cristalina (de acção curta ou intermédia) se necessário
+_____ unidades de insulina turva (de acção prolongada)
=_____ total unidades de insulina

4- Coloque o frasco de insulina de acção prolongada ou de acção intermédia (turva) de lado. Rode-o entre as palmas das mãos ou vire-o delicadamente, de uma extremidade para a outra, para misturar o conteúdo. NÃO AGITE O FRASCO.
5- Se o frasco for novo, retire a tampa colorida. Limpe a rolha de borracha com uma compressa de álcool, tanto no caso de frascos novos como de frascos já utilizados.
6- Puxe o êmbolo da seringa para trás a fim de introduzir a quantidade de ar suficiente e equivalente à sua dose de insulina de acção prolongada.

7- Com o lado correcto do frasco virado para cima, introduza a agulha no topo do frasco de insulina de acção prolongada e injecte ar no mesmo. NÃO introduza ainda a insulina na seringa.
8- Retire a seringa e a agulha, ainda vazias, do frasco.

9- Puxe o êmbolo da seringa para trás a fim de introduzir a quantidade de ar suficiente e equivalente à sua dose de insulina de acção rápida. Introduza a agulha no topo do frasco de insulina de acção rápida e injecte ar no mesmo. Algumas pessoas tomam dois tipos de insulina de acção rápida (Humalog e Regular). O ar deve ser injectado em ambos os frascos. Qualquer um dos tipos de insulina de acção rápida pode ser introduzido na seringa primeiro. Contudo, ambas as insulinas de acção rápida devem ser introduzidas na seringa antes da insulina de acção prolongada.

10- Com a agulha introduzida no frasco, vire-a de pernas para o ar e puxe o êmbolo. Encha a seringa até passar a sua dose de insulina de acção rápida. Elimine quaisquer bolhas de ar.
11- Carregue lentamente no êmbolo até chegar à linha correspondente à sua dose correcta de insulina de acção rápida. Faça-o apenas com a primeira insulina. Ao começar por introduzir na seringa a insulina de acção rápida evitará que uma parte da insulina turva de acção prolongada entre no frasco de insulina de acção rápida. Se o frasco de insulina de acção rápida ficar turvo, deite-o fora.

12- Retire a agulha do frasco e verifique novamente a sua dose.
13- Introduza a agulha no frasco de insulina de acção prolongada.
14- Vire o frasco de pernas para o ar e puxe lentamente o êmbolo até chegar ao número correcto de unidades de insulina de acção prolongada. Conheça a quantidade total das duas ou mais insulinas. Saberá, assim, quando deverá parar na seringa. Não volte a colocar insulina no frasco.
15- Retire a agulha do frasco e coloque, cuidadosamente, a seringa na posição horizontal de modo a que a agulha não toque em nada.

Como injetar a insulina?

1- Escolha o local da injeção.
2- Certifique-se de que a zona está limpa. Poderá limpá-la com álcool ou água e sabão. Se utilizar álcool, deixe-o secar na pele antes de proceder à injeção ou poderá sentir ardor na pele. Além disso, eliminam-se mais germes à medida que o álcool seca. O álcool de 70% elimina melhor os germes do que o álcool de 90%.
3- Levante um pedaço de pele e de tecido gordo entre o polegar e o indicador.
4- Toque com a agulha na pele, mantendo a seringa num ângulo de 90° (ângulo de 45° para crianças ou pessoas magras). Introduza totalmente a agulha na pele. Se a agulha não for totalmente introduzida, a insulina pode não ser injectada na camada de tecido gordo.

5- Pressione o êmbolo com um movimento lento e firme. Liberte a pele que tinha levantado antes de injectar a insulina ou estará a espremer a insulina para fora ao mesmo tempo que a está a tentar injectar para dentro do corpo.
6- Conte lentamente até cinco antes de retirar a agulha. Isto ajudará a evitar fugas da insulina para fora do local da injecção. Uma perda de uma gota de insulina poderá equivaler a entre duas e cinco unidades de insulina.

7- Retire a agulha e coloque um dedo ou uma compressa de álcool sobre o local. Mantenha a pressão durante alguns segundos e esfregue, depois, o local delicadamente a fim de fechar a marca da agulha. Por vezes, verifica-se a presença de uma pequena quantidade de sangue após a injecção. Tal não constitui um problema, a menos que se verifique uma perda de insulina juntamente com o sangue.
8- Deite fora as agulhas e as seringas utilizadas, colocando-as num recipiente duro que as agulhas não consigam perfurar.

Eis algumas sugestões que podem ajudar a diminuir as dores provocadas pela injeção.

Injecte a insulina à temperatura ambiente. Se a insulina tiver sido previamente misturada e armazenada num frigorífico, retire-a 30 minutos antes de a injectar.
Elimine todas as bolhas de ar da seringa antes da injecção.
Se limpar a pele com álcool, aguarde até este secar antes de proceder à injecção.
Evite mudar a direcção da agulha durante a introdução ou remoção da mesma.
Não reutilize as agulhas descartáveis

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.