Viagem ao Japão - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Viagem ao Japão

Viagem ao Japão

Mal aterrei na terra dos samurais e da marca que levou para as ruas a música, através do agora velhinho walkmanSony, senti que a tradição e a modernidade vivem e coabitam lado a lado, quase como um casal perfeito… Osaka, foi a primeira metrópole japonesa com que deparei, ainda ensonado devido às nove horas de diferença, e onde iniciei a viagem por entre montanhas russas de alcatrão, que furam edifícios, sobrevoam rios e pontes antigas, e se passeiam pelo subsolo da cidade, numa fusão entre a cultura do betão/ferro e a harmonia de um belo jardim, templo ou castelo.

Yokohama

Perdido pelas ruas congestionadas e pela hiperactividade dos seus transeuntes, procurei um restaurante para repor energias. Pensei que não iria ser tarefa fácil escolher um prato naqueles livros cheios de bonitos caracteres japoneses, vulgo menu, mas qual não foi o meu espanto quando descobri que uma boa parte dos restaurantes têm nas suas montras, comida sintética, isto é, as suas iguarias expostas.

Tóquio

Comida esta, que só falta fumegar! Passado pouco mais de cinco minutos e após já terem servido alguns pratos pedidos, um empregado aproxima-se, baixa-se, para falar comigo olhos nos olhos e ao mesmo nível, entrega-me de novo o menu proferindo algumas palavras de um inglês muito oriental, até que percebi que estava a oferecer-me o que quisesse do menu, pois o cozinheiro não tinha preparado o meu prato ao mesmo tempo que os restantes.

Arranha-céus em Shinjuku, Tóquio.

Digo-lhe que não tem importância, que espero mais um pouco. Insiste. Peço-lhe então um chá! Dois minutos passados, estava a degustar o meu pedido! E cada vez mais saboreava o respeito, simpatia e humildade deste povo que desde sempre vê o sol nascer, antes de nós…ocidentais!

Osaka

Chegado a Kyoto, após uma viagem rápida no veloz shinkansen, comboio bala, a antiga cidade imperial, conhecida pelos inúmeros palácios, templos e jardins que transmitem uma tranquilidade muito zen a uma cidade que fervilha de actividade. Nas ruas estreitas e escondidas, do bairro de Gion, deambulam as mais variadas personagens, que se enquadram no nosso imaginário… os monges budistas e as tão conhecidas gueixas!

Monte Fuji ao fundo com o trem-bala Shinkansen e várias árvores Sakura, os três principais símbolos do país.

No japão tudo é limpo, organizado, carregado de boa vontade e de prazer em fazer bem. Os taxistas das cidades japoneses, aos milhares pelas ruas, são indiscutivelmente outra curiosidade: motoristas de luvas brancas e cara simpática, bancos decorados com rendas brancas, e claro, como não podia deixar de ser, tecnologia de ponta, GPS, para que não haja confusão no trajecto escolhido. Pena é que os nossos taxistas não possam ir tirar uma pós-graduação, ou porque não, um doutoramento com os seus colegas nipónicos, na arte de não enganar os turistas.

Shiranesanzan (da esquerda para a direita: Monte Nōtori, Monte Aino, Monte Kita), visto do Monte Kenashi na Prefeitura de Shizuoka.

Mais uma viagem no shinkansen e mais uma cidade…Tóquio! A capital do Japão é um mar de gente, aproximadamente setenta por cento da população vive na área Tóquio-Yokohama (cidade periférica), mais de 125 milhões de habitantes. Tudo se vende e compra, desde os tradicionais mercados de peixe e frutas, aos modernos bazares de software e electrónica, às lojas dos famosos estilistas de moda, às feiras de bugigangas, desde do barato ao escandalosamente caro.

Santuário de Itsukushima.

Debaixo de toda uma agitação constante de bens e pessoas, circula o metropolitano, que na hora de ponta, exige empregados que empurram os utentes para dentro das carruagens, para que as portas se consigam fechar. Autênticas avenidas e centros comerciais vivem no underground de Tóquio. Mas enganam-se se pensam que em Tóquio, a evolução dos tempos modernos ganhou a batalha com a harmonia característica do Japão, o palácio imperial, os parques e jardins super bem tratados, e os deliciosos pormenores, mantêm viva a tradição!

Palácio da dieta nacional em tóquio - Japão

Um dos detalhes urbanos que mais me surpreendeu, e me fez perceber que realmente as nossas cidades, muitas vezes se esquecem do mais importante, as pessoas, todos os passeios desde o mais estreito ao mais largo, têm bandas rugosas para que os invisuais possam caminhar pelos passeios sem fi m de Tóquio, dá que pensar! As luzes de néon que habitam na cidade, quase nos fazem esquecer que a noite existe! Ufa, até cansa…a cidade não pára.

Auditório Yasuda, Universidade de Tóquio.

Himeji-jo, o "Castelo da Garça Branca", na cidade de Himeji.

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Saúde com Ciência", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.