Julia Roberts

Julia Fiona Roberts nasceu a 28 de Outubro, em Atlanta nos Estados Unidos da América. Filha de Betty Lou e Walter Grady Roberts, Julia Roberts tem sangue inglês, escocês, irlandês, galês, alemão e sueco.

Julia Roberts Antes e Depois

Como curiosidade, refira-se que os seus irmãos, Eric Roberts e Lisa Roberts e a sua sobrinha Emma Roberts também são atores. Esta veia artística terá sido transmitida pelos seus pais, que se conheceram durante a produção de uma peça de teatro para o exército. O pai de Julia trabalhava como vendedor de aspiradores, enquanto que a sua mãe foi secretária da paróquia local.

Julia Roberts cresceu em Smyrna, nos subúrbios de Atlanta. Estudou na Fitzhugh Lee Elementary School, na Griffin Middle School e na Campbell High School.

Os seus pais divorciaram-se em 1972, tendo a sua mãe casado anos mais tarde com Michael Motes. Deste novo casamento, nasceu Nancy Motes, meia-irmã de Julia. Walter Roberts, o pai de Julia, faleceu com cancro, quando ela tinha 10 anos de idade.

Durante a sua infância, Julia Roberts sonhava ser veterinária. Mais tarde começou a tocar clarinete na banda de sua escola. Depois de terminar a escola secundária, Julia Roberts foi para Nova Iorque, perseguindo uma carreira de representação.

Já em Nova Iorque, Julia trabalhou inicialmente numa sapataria e numa gelataria, tendo depois assinado contrato com uma agência de moda, a Click Modeling Agency. Este novo trabalho, permitiu-lhe inscrever-se em diversos cursos de representação. Contudo, nunca chegaria a concluir nenhum deles.

Surgiu pela primeira vez no cinema, em “Blood Red”, em 1986. Curiosamente, foi o seu irmão Eric, que também fazia parte do elenco, que convenceu o realizador a contratá-la. Posteriormente, Julia e Eric cortaram relações e Eric referiu várias vezes que a sua irmã nunca agradeceu a ajuda que ele lhe deu no início da sua carreira. Os dois irmãos só voltariam a conviver normalmente, a partir de 2004.

A sua primeira aparição de relevo no grande ecrã, sucedeu em 1988, no filme “Satisfaction”, onde pontificavam nomes como Liam Neeson e Justine Bateman.

Nesta altura, participou também na série televisiva “Crime Story”, apresentada por Dennis Farina. Alcançaria pela primeira vez, visibilidade perante a crítica, com o seu desempenho em “Mystic Pizza”, exibido em 1988. No mesmo ano, participou ainda na popular série de ação “Miami Vice”.

Em 1989, alcançou finalmente a fama, com a sua participação em “Steel Magnolias”. No filme, Julia Roberts encarnava a personagem de uma jovem noiva que sofria de diabetes. O seu desempenho valeu-lhe a sua primeira nomeação para os Óscares, como Melhor Atriz Secundária e o seu primeiro Globo de Ouro.

Nesta altura, Julia Roberts ficou noiva de Dylan McDermott, o seu parceiro em “Steel Magnolias”, mas acabaria com a relação durante a rodagem do seu próximo filme. Iniciou depois uma relação com o também ator Kiefer Sutherland, que também chegou ao noivado, para terminar três dias antes do casamento.

Para piorar a situação, Julia Roberts voou para a Irlanda, na companhia de Jason Patric, um amigo de Sutherland. Anos mais tarde, Julia Roberts encarnaria um papel onde iria reviver este período de grande instabilidade emocional.

Ganhou ainda maior visibilidade no ano seguinte, quando foi protagonista em “Pretty Woman”, ao lado de Richard Gere. Julia Roberts apenas ficou com o papel após várias outras atrizes o terem recusado, entre as quais figuraram nomes como: Michelle Pfeiffer, Meg Ryan, Karen Allen e Daryl Hannah. A sua prestação valeu-lhe nova nomeação para os Óscares e o Globo de Ouro para Melhor Atriz.

Seguiram-se os filmes: “Sleeping with the Enemy”, “Hook” e “Dying Young”. Trabalhos em que o seu desempenho não atingiu os níveis anteriores. Steven Spielberg, o realizador de “Hook” chegou a manifestar-se preocupado com a saúde mental de Julia Roberts, na altura em que a atriz rompeu o seu noivado com Kiefer Sutherland.

Nos dois anos seguintes, Julia manteve-se afastada da ribalta, declinando todos os convites que lhe foram feitos, entre os quais o papel de protagonista em “Sleepless in Seattle”, que seria aceite por Meg Ryan e que se tornaria um sucesso à escala global.

Voltou em 1993, para participar em “The Pelican Brief”, com Denzel Washington. A 25 de Junho de 1993, Julia Roberts casou o com cantor country Lyle Lovett. O casamento durou até Março de 1995. Em 1996 entrou num episódio da famosa série “Friends”, onde brilhava o Matthew Perry, com quem teve uma relação.

Voltou aos papéis de realce em “Michael Collins” e em “Mary Reilly”, ambos gravados em 1996. No ano seguinte entrou em “My Best Friend’s Wedding”.

A absoluta consagração chegaria em 1999, com o protagonismo em dois filmes que alcançariam um enorme mediatismo: “Notting Hill”, com Hugh Grant e “Runaway Bride”, com Richard Gere. No mesmo ano surgiu ainda em Stepmom, com Susan Sarandon.

A história de “Runaway Bride” tinha diversas semelhanças com o percurso de vida de Julia Roberts, algo que foi bastante realçado pela imprensa.

Em 2000, Julia brilhou em Erin Brockovich, filme realizado por Steven Soderbergh, alcançando o Óscar para Melhor Atriz em 2001.

Nos anos seguintes voltou a trabalhar várias vezes com Soderbergh: Ocean’s Eleven (2001), Full Frontal (2002) e Ocean’s Twelve (2004). Com realce para os dois “Ocean”, obras que alcançaram um excelente desempenho comercial, com mais de 700 milhões de dólares em receitas de bilheteira, no somatório dos dois filmes.

Em 2001, Julia Roberts entrou ainda em “The Mexican”, com Brad Pitt. Voltou a casar a 4 de Julho de 2002, com Daniel Moder, um operador de câmara, que conheceu durante a rodagem de “The Mexican”, dois anos antes.

Daniel Moder era casado e os dois tiveram que esperar até ao final do seu processo de divórcio para poderem oficializar a sua relação. Julia e Daniel têm três filhos: os gémeos Hazel Patricia Moder e Phinnaeus Walter Moder, nascido a 28 de Novembro de 2004 e Henry Daniel Moder, nascido a 8 de Junho de 2007.

Para além da sua carreira no cinema, Julia Roberts tem revelado estar consciente para as causas humanitárias, disponibilizando-se para ajudar organizações como a UNICEF.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:51 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)