Kelly Key

Kelly de Almeida Afonso Freitas, nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, a 3 de Março de 1983. Possuidora de muitos talentos, é cantora, compositora, modelo, apresentadora, empresária e por vezes, atriz.

Kelly Key Antes e Depois

Kelly Key, é filha de Elisabeth Mota de Almeida Afonso e Porfírio Ribeiro de Matos Afonso, um casal de classe média do Rio de Janeiro, Kelly não tinha qualquer influência direta que a incentivasse a ser artista. Apesar disso, começou a revelar de forma precoce uma enorme vontade ser famosa.

Com o seu irmão, Thiago Almeida, fazia verdadeiras sessões de imitação de artistas como Hebe Camargo ou Madonna, que ficaram registadas para a posterioridade pela máquina de gravar da família.

Em 1990, com 7 anos de idade, Kelly Key foi contratada por uma agência de modelos. Paralelamente, começou a ter aulas de canto, dança. teclado e de jazz. Apesar desta formação, Kelly Key era bastante tímida, algo que impedia a progressão de sua carreira. Assim, em 1995, ela entrou para a escola de Teatro Tablado, com o principal intuito de vencer o obstáculo da timidez. Dois anos depois, completou o curso de atriz.

Em 1997, participou no concurso In Fashion Rio, e foi eleita a jovem mais bela do Rio de Janeiro. Em 1999, ainda com 15 anos de idade, Kelly Key surgiu pela primeira na televisão brasileira, apresentando o programa Samba, Pagode & Cia. Na altura, a cantora ainda se apresentava como Kelly Ka. Pouco tempo depois alteraria o seu nome artístico para Kelly Lomback.

Foi nos bastidores desse programa que Kelly conheceu o cantor Latino, com começa um relacionamento. Com apenas 16 anos de idade engravidou, sendo mãe de Suzanna.

Mudaria o seu nome artístico para Kelly Key, na sequência de um trabalho com o fotógrafo Chico Audi, que lhe deu um conselho nesse sentido. Segundo ele, a palavra “Key”, representaria a chave para o sucesso da sua carreira. Ainda em 2000, Kelly Key gravou uma demo, que enviou para diversas editoras brasileiras.

Na generalidade, o seu trabalho foi recusado, sobre o pretexto que a sua sonoridade R&B não teria sucesso no mercado brasileiro. Mas a Warner Music pensou de forma diferente e assinou contrato com Kelly, que começou de imediato a trabalhar na gravação do seu primeiro álbum.

O primeiro single do álbum, Escondido, foi lançado em Junho de 2001, mas alcançou resultados modestos inicialmente. O segundo single Baba, foi lançado em Novembro e alcançou quase imediatamente a primeira posição do top brasileiro, onde se manteve durante seis semanas.

Esta música seria das mais tocadas no Brasil durante 2001 e 2002. Para além do sucesso interno, Baba entraria ainda no Top 50 em Portugal e no Top Hispano-América, referente a toda a América do Sul. Este grande sucesso fez ainda com que Escondido, o single antes lançado ganhasse uma nova vida, chegando à sexta posição do top brasileiro.

As letras destes primeiros singles foram altamente polémicas, falando abertamente sobre sexo. A música Baba, chegou a ser usada em processos judiciais, como argumento de defesa de jovens que haviam tido relações com menores.

O primeiro álbum de Kelly, intitulado Kelly Key foi lançado a 22 de Dezembro de 2001, chegando ao número do top brasileiro logo na primeira semana de vendas. Tanto a Warner Music, como a própria Kelly revelarem o seu espanto, perante a proporção das vendas alcançadas.

O álbum vendeu cerca de 500 mil cópias, sendo o sexto álbum mais vendido no Brasil durante 2002. Com o sucesso a disseminar-se por toda a América Latina, a editora decidiu lançar um álbum em espanhol, Kelly Key en Español, que alcançou excelentes resultados em países como a Argentina o Chile.

O terceiro e o quarto single lançados pela cantora, Anjo e Cachorrinho alcançaram também alcançaram o primeiro lugar nos tops do Brasil.

No final de 2002, foi lançado um álbum de remixes, virado para as pistas de dança, Remix Hits, que vendeu 100 mil cópias.

Também em 2002 chegou ao fim a relação de Kelly Key e de Latino. No final do mesmo ano, Kelly Key pousou para a VIP e para a Playboy, sendo capa de ambas as revistas. A “sua” edição da Playboy vendeu 700 mil cópias. No ano seguinte, a cantora conheceu o empresário angolano, Jaime Pedro Freitas, com quem se casou em 2004.

O segundo álbum de Kelly Key foi lançado em 2003, e chamava-se Do Meu Jeito. O primeiro single Adoleta, chegou ao segundo lugar do top brasileiro, onde permaneceu durante três semanas. O álbum teve mais dois singles, Chic, Chic e A Loirinha, o Playboy e o Negão, que não alcançaram o mesmo grau de sucesso. Este segundo álbum vendeu 300 mil unidades.

No início de 2004 foi lançado o álbum e DVD gravados ao vivo, Kelly Key – Ao Vivo. A versão álbum vendeu 50 mil cópias e a versão DVD 70 mil unidades.

Em 2005 nasceu o seu segundo filho, Jaime Vitor, facto que motivou uma curta pausa na sua carreira musical. Em Maio do mesmo ano, foi lançado o quarto álbum da cantora, intitulado apenas Kelly Key. Este novo trabalho chegaria ao segundo lugar, do top de vendas do Brasil.

Neste trabalho a cantora abandonou o seu estilo provocador e as letras com conteúdos sexuais, apresentando-se com um visual colorido e com letras destinadas ao público juvenil. O resultado esteve longe do esperado, com as vendas a não ultrapassarem as 100 mil cópias. Nesta trabalho, apenas o single Barbie Girl obteve sucesso.

O quinto álbum foi lançado em Setembro de 2006 e revelou-se um fracasso comercial, com apenas 40 mil cópias vendidas. Na sequência foi lançado o segundo DVD da cantora, Toda Linda, que também obteve resultados irrelevantes. Os maus resultados alcançados nos seus dois últimos álbuns, levaram Kelly Key a cessar o seu contrato com a Warner Music, mudando-se para a Som Livre.

Já com a Som Livre, a cantora editou mais dois álbuns, 100% Kelly Key em 2007 e no final de 2008, Kelly Key. Ambos os trabalhos foram recebidos com desagrado pelo grande público e alcançaram números de vendas modestos.

A partir de Setembro de 2009, Kelly resolveu fazer uma pausa na sua carreira musical para ser apresentadora televisiva na emissora Rede Record.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:44 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)