Fotos Antes e Depois

Kelp: Conheça os Benefícios Anti-inflamatórios, e a Riqueza em Iodo deste Vegetal Marinho

Kelp ou laminariales é uma alga marinha de maiores dimensões e cor acastanhada (marrom), com incríveis propriedades para a saúde, e largamente utilizada na culinária de todo o mundo.

Kelp, Um Tipo De Alga, Está Repleto De Bons Nutrientes Que Podem Beneficiar A Sua Saúde E, Possivelmente, Até Mesmo Prevenir Doenças

Os Benefícios das algas são mais notáveis do que alguma vez possamos imaginar!

Esta alga é eficaz na perda de peso, apoia a saúde da tireóide, tem sido comprovada como redutora do risco de muitas formas de câncer e até mesmo em manter os ossos fortes. Conheça todos os poderes deste superalimento…

Altamente benéfica para a saúde, ela exibe propriedades anticancerígenas, anti-inflamatórias e anticoagulantes.

Desta forma, o seu consumo regular ajuda a combater doenças como o câncer, várias inflamações e desordens sanguíneas.

Pertencente à classe Phaeophyceae esta espécie também ajuda a melhora a densidade óssea e apresenta-se como uma excelente fonte de iodo.

Tudo começou com o sushi. Entretanto, as algas marinhas comestíveis estão encontrando seu caminho para a mesa em vários outros pratos, pois são elementos de fácil cozimento e de muita disponibilidade, além de serem altamente nutritivas.

Versátil e com um sabor umami, a espécie Kelp é a alga mais utilizada na alimentação. Comumente tida como responsável pela longevidade dos japoneses, essas plantas marinhas são repletas de minerais como iodo e cálcio, além de vários micronutrientes como as vitaminas B12, vitamina C e vitamina E.

Além da riqueza em minerais e vitaminas, elas ainda contêm aminoácidos, ácidos gordos e carotenoides, que por sua vez, são poderosos agentes antioxidantes.

Contudo, o que realmente destaca visualmente as algas Kelp das outras plantas marinhas, é a presença de um pigmento conhecido como fucoxantina (responsável pelo seu aspecto marrom), que domina outros pigmentos como a clorofila e os carotenóides.

A fucoxantina possui propriedades medicinais extraordinárias, como acção antioxidante, antiobesidade e anticancerígena.

Outro componente importante encontrado nas algas desta espécie é a fucoidina, uma substância extensivamente extraída e explorada na criação de suplementos para a saúde, também conhecida pelas suas propriedades anticancerígenas.

Benefícios da alga Kelp para a saúde

De seguida publicamos a lista de alguns dos benefícios de se ingerir esta “alga parda”.

Fonte Rica de iodo

Kelp é Uma Alga Marinha Rica Em Iodo

Uma vez que prospera no leito marinho, não é surpresa que a alga parda seja uma excelente fonte de iodo. O mineral é necessário para que as glândulas tireoides funcionem perfeitamente.

A falta de hormônios tireoidais leva ao hipotireoidismo, problema que acomete muitas pessoas em todo o mundo. A versão em pó da alga Kelp é um tratamento natural prescrito contra o hipotireoidismo. (Fonte)

Apesar do bócio endêmico ou inchaço das glândulas tireoidais serem o sintoma mais óbvio de problemas da tireoide, existem outras deficiências às quais precisamos estar atentos.

O que Procura?
Gengibre: raiz emagrecedora, anti-inflamatória, analgésica e antioxidante

Estes distúrbios são extremamente sérios, uma vez que podem afetar a função cerebral.

O sal marinho é a fonte mais acessível de iodo. Contudo, uma vez que o sal marinho por si só já apresenta os seus problemas à saúde e seu consumo deve ser extremamente limitado, outras fontes naturais de iodo, como a alga parda, encontram um local de destaque nas dietas ricas em iodo.

Tratamento natural contra o câncer

Kelp Previne E Combate Cancer

As propriedades da laminariales que auxiliam no combate ao câncer são completamente credíveis, uma vez que as evidências científicas que as suportam são muitas.

Muitos estudos foram feitos quanto ao seu sucesso no aniquilamento de tumores em pacientes, os quais tornaram a alga Kelp uma necessidade na dieta de muitas pessoas com câncer.

Essas propriedades anticancerígenas existem em grande parte devido à presença de fucoxantina e fucoidina.

Vários tipos de câncer, como o câncer do pulmão, colón (intestino grosso), câncer de mama, câncer do sangue (leucemia) e da próstata podem ser prevenidos e até mesmo curados apenas ao incluir a alga parda na sua dieta (Fontes: 1, 2, 3, 4, 5)

Ajuda no Emagrecimento

Para quem está na luta para perder peso, a alga Kelp pode ser uma poderosa aliada. Em vários estudos, ela demonstrou propriedades antiobesidade, onde, novamente, a fucoxantina figura como fator determinante, uma vez que reduz significativamente o tecido adiposo (Fonte)

Contudo, o próprio efeito da fucoxantina em combater as gorduras acumuladas pode ser maximizado ao incluir outros elementos, como o óleo de sementes de romã na rotina alimentar. (Fonte)

Outro benefício do Kelp no emagrecimento é devido à presença de algumas moléculas, como por exemplo os alginatos.

Os alginatos são prevalentes em algumas variedades de algas marinhas, umas mais do que outras. Um estudo realizado onde se avaliou o efeito da alga na lipase pancreática, descobriu que o seu consumo reduz o processo pelo qual o pâncreas armazena gordura demais no corpo.

Em vez disso, esta alga mostrou ser um fator vital para ajudar o corpo a expulsar a gordura através das fezes, em vez de a absorver em grandes quantidades.

Essencialmente, isto significa que a alga é considerada um inibidor eficaz dz lipase pancreática. (Fonte)

Aumenta os níveis de glutationa

As culturas japonesas usam o vegetal em muitos pratos tradicionais, tais como sopas, guisados e sushi. Esta é uma fonte poderosa de ácido glutâmico natural, um precursor para o corpo dominar o antioxidante glutationa. (Fonte)

É um vegetal marinho frequentemente utilizado para amolecer o feijão durante o cozimento e ajudar a converter os açúcares mais “desafiadores” numa forma mais digerível e, assim, reduzir a flatulência.

Melhorar os níveis de glutationa é uma solução de valor para ajudar o corpo na adaptação ao estresse, agindo assim, na prevenção de algumas doenças crônicas.

Nós perdemos glutationa naturalmente à medida que envelhecemos, portanto, usar um percursor da glutationa, como o Kelp, pode ajudar-nos a prevenir do estresse oxidativo em excesso.

Crescimento de Unhas e cabelo

Kelp Acelera Crescimento Do Cabelo E Fortalece Unhas

O Kelp é usado há décadas para fortalecer as unhas. Principalmente porque aceleram a acumulação de leito ungueal após a remoção das unhas de acrílico, quando o leito natural da unha está seriamente danificado.

O que Procura?
9 Benefícios e Usos do Óleo Essencial de Cúrcuma (Turmérico, açafrão-da-terra...)

Para apoiar essa regeneração, a alga deve ser tomada por via oral, juntamente com um regime agressivo de proteína tópica aplicada nas unhas.

A espécie também é usada para estimular o crescimento do cabelo, pois acelera o seu crescimento e torna-o mais forte e grosso.

Combate desordens sanguíneas

O composto fucoidina, presente no Kelp e em outras plantas marinhas semelhantes, ajuda a combater várias desordens sanguíneas, como a pressão alta.

Ela ajuda a evitar os coágulos e doenças isquêmicas em geral. (Fonte)

A fucoidina tem demonstrado alguma eficácia na prevenção de coágulos sanguíneos que podem levar a problemas de saúde de alto risco, incluindo acidente vascular cerebral e ataque cardíaco.

Este polissacarídeo é tão eficaz, que os pesquisadores citam-no como tendo potencial para ser usado como agente antitrombótico oral, reduzindo potencialmente a necessidade de medicamentos prescritos para tratar problemas de coagulação. (Fonte)

Podendo ser especialmente de valor para aqueles que sofrem de, ou estão em risco de desenvolver a diabetes, uma  vez que a coagulação excessiva é uma das complicações comuns da diabetes.

Além disso, alimentos como esta alga parda podem facilitar o controle do açúcar no sangue, reduzir os lipídios sanguíneos e até mesmo diminuir o risco de doenças cardiovasculares relacionadas à diabetes como pode ler de seguida.

Pode prevenir e Tratar a Diabetes

Outro estudo publicado em 2008, no Nutrition Research and Practice pesquisou os efeitos do Kelp na redução dos níveis de açúcar no sangue em pacientes diagnosticados com a diabetes tipo 2.

No estudo, os pesquisadores concluíram que a ingestão desta espécie influenciou no controle glicêmico. É importante lembrar que o vegetal não deve substituir o tratamento prescrito, mas sim, oferecer um suporte adicional.

Baixa o colesterol LDL

Kelp

Um estudo, publicado no journal of the Pharmaceutical Biology em 2010, mostrou que a espécie Laminaria japonica ajuda a baixar os níveis de colesterol. O estudo confirmou que a alga reduziu os níveis de triglicérides e aumentou os níveis do bom colesterol.

No entanto, antes de inclui-la na sua alimentação diária, consulte o seu médico.

Reduz inflamações

Outro benefício do Kelp para a saúde é sua propriedade anti-inflamatória.

É altamente recomendado o consumo de alimentos que previnem estados inflamatórios para evitar muitas doenças, inclusive o câncer.

Nesse contexto, a fucoidina também possui um papel muito importante. (Fontes: 1, 2)

Previne a perda de densidade óssea

Além das propriedades anti-infamatórias, o consumo de algas desta espécie à medida que envelhecemos também se torna muito benéfico, uma vez que ela pode prevenir a perda de massa óssea e aumentar a densidade e o peso de cinza óssea.

Como isso acontece?

Para quem está em risco de desenvolver osteoporose ou outras doenças ósseas, o Kelp é uma excelente mezinha natural.

Primeiro, porque é uma fonte rica de vitamina K. É possível obter quase um quarto da ingestão diária recomendada de vitamina K, apenas ingerindo uma porção do vegetal.

O que Procura?
Chá verde eficaz no tratamento de inflamações de pele

Um dos muitos benefícios da vitamina K é o seu papel na criação de ossos mais fortes que não cedem tão facilmente à artrite e osteoporose.

É importante dizer também que, para quem fez uso de antibióticos, recentemente, pode necessitar de aumentar a ingestão de vitamina K, para evitar a deficiência de vitamina K.

Para finalizar, a fucoidina também tem um papael contribuidor na saúde dos nossos ossos. Fucoidina de baixo peso molecular ajuda a prevenir a perda óssea relacionada com a idade e melhora a densidade mineral nos ossos. (Fonte)

Luta contra infecções

O Kelp é um antibiótico natural que ajuda o corpo a combater vários tipos de infecções. Durante a temporada de gripes e resfriados, este superalimento é maravilhoso quando se trata de congestão nasal.

Devido ao ferro e magnésio presentes, beneficia a corrente sanguínea, uma vez que suporta a criação de células vermelhas do sangue, dando a energia que precisamos para lutar contra infecções.

Informação Nutricional

Informação Nutricional Da Alga Kelp

Este superalimento pertence à classe das algas castanhas (Phaeophyceae), da ordem Laminariales. Existem provavelmente mais de 30 variedades ou “gêneros” diferentes.

Atualmente o maior produtor de algas é a China.

O Kombu é uma variedade de Kelp extremamente comum em comida japonesa, chinesa e coreana.

Uma porção de alga marinha crua (cerca de 28 gramas) contém cerca de: (Fonte)

  • 12 calorias
  • 2.7 gramas de hidratos de carbono
  • 0,5 gramas de proteína
  • 0,2 gramas de gordura
  • f0,4 gramas de fibra
  • 18,5 microgramas de vitamina K
  • 50,4 microgramas de ácido fólico
  • 33,9 miligramas de magnésio
  • 47 miligramas de cálcio
  • 0,8 miligramas de ferro
  • 0,1 miligrama de manganês

Existem efeitos colaterais em consumir Kelp?

Sim, existem. Uma vez que o Kelp é uma espécie rica em iodo, ela pode levar ao hipertireoidismo em pessoas que possuem funcionamento normal da tireoide.

Apesar de não existirem problemas em consumir algas pardas ocasionalmente, aconselha-se pessoas sem problemas de tireoide ou hipertireoidismo, bem como mulheres grávidas a não adicionarem o Kelp como suplemento na sua dieta.

A toxicidade é outra grande preocupação quanto ao consumo das algas marinhas. Se a água onde elas se desenvolveram for tóxica, as plantas podem absorver metais tóxicos e os repassarem a nós através do seu consumo.

Dependendo da toxicidade da água, podem-se encontrar elementos tóxicos tais como arsênio, cádmio, chumbo, etc.

Por fim, a maior parte das algas marinhas são comestíveis, mas algumas podem causar problemas gastrointestinais devido à presença de carboidratos que não podem ser digeridos.

A Nereocystis e a Macrocystis pyrifera (alga gigante) são algumas dessas espécies.

Em última instância, as algas Kelp são um alimento altamente benéfico, mas devem ser escolhidas com sabedoria para serem aproveitados “apenas os seus benefícios”.

O Kelp está disponível em forma de pó, seco, fresco e em forma de suplemento. É muito importante comprar estas algas apenas de fontes ou marcas respeitáveis e comê-las de preferência, em vez de as tomar como um suplemento.

24. junho 2017 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *