Kolonáki - Atenas , Grécia
Fotos Antes e Depois

Kolonáki – Bairro localizado no centro de Atenas, Grécia

Atualizado em 13 Janeiro, 2018

Kolonáki é um Bairro Grego localizado no centro de Atenas, Grécia.

Se noutras zonas de Atenas o ambiente é caótico, popular e de nuances orientais, aqui dir-se-ia que estamos na Europa aprumada pelas tendências da moda e do design. Outra maneira de dizer que Kolonáki é o mesmo que Psiri, mas em registo diurno. Este quadrilátero de ruas distintas, que se alonga desde a central praça Síndagma até ao monte Lykavitós, é a zona “trendy” da capital, onde os gregos mais endinheirados e ocidentalizados almoçam em público, fazem compras e eventualmente têm a sua residência principal. São os “herdeiros” da aristocracia que no século XIX povoou Kolonáki de imponentes vivendas e palácios neo-clássicos, muitos dos quais estão hoje transformados em embaixadas e museus. Também era um bairro de agitadores políticos e intelectuais, e talvez por isso foi a única área de Atenas controlada pelos comunistas durante a Guerra Civil. As classes altas recuperaram depois as suas moradias, mas boa parte acabou por se mudar para a beira-mar nos anos 80, quando os problemas de poluição se agravaram no centro da cidade. Agora estão de volta, mas às zonas mais altas e exclusivas do bairro, já nas faldas do monte Lykavitós, consteladas de apartamentos luxuosos com varandas panorâmicas decoradas como frondosos jardins.

Descendo da zona residencial, a vida gravita em torno das praças e dos museus. Sobretudo agora que o grande Museu de Arqueologia Nacional está encerrado para obras, há que visitar pelo menos um da meia dúzia de museus disseminados pelas avenidas que atravessam Kolonáki. As moradas mais aconselhadas serão o museu de Arte Cicláde, que reune a mostra mais compreensiva das famosas estatuetas multimilenárias que parecem saídas de um atelier de arte contemporânea, e o Benáki, soberba colecção de 20 mil artigos que recapitulam a história da arte grega desde a joalharia micénica até aos despojos das guerras balcânicas. Este último museu tem por atracção suplementar um lindíssimo café no telhado com uma ampla vista para os Jardins Nacionais, o pulmão da cidade ali mesmo ao lado. A qualidade de vida que se disfruta deste balcão sobre a cidade convertem-no numa perfeita antecâmara da vizinha praça Filikís Eterías, ex-libris de Kolonáki. É de tal modo famosa, que quando alguém marca um encontro para “a” praça – pelo menos em círculos de gente bem – só pode ser estar a falar desta. Está repleta de cafés que se diriam tirados de revista de bem-estar, chegando ao requinte das esplanadas serem aquecidas de Inverno e terem ar fresco no Verão. Parte destes estabelecimentos na berra recriam os lendários kafenios, antigos cafés onde os populares se encontravam para jogar gamão e bebericar ouzo. As ruas em redor da praça, por seu turno, estão repletas de boutiques de marca, frequentadas por vítimas da moda tão glamourosas que até irrita.

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *