Lavagem Nasal Para Sinusite

Existem diversas formas para aliviar os sintomas da sinusite. Desde a toma de antibióticos, aplicação de água do mar esterilizada, à ida à praia (mas tem de entrar na água), a uma lavagem nasal para sinusite caseira, como a aplicação da solução salina para sinusite. Cada forma tem a sua aplicação correta para efeitos mais concretos e eficazes.

Lavagem Nasal Para Sinusite

Ao efetuar a lavagem nasal estará a aliviar os sintomas do congestionamento nasal próprios da sinusite, nomeadamente a dificuldade nasal, sensação de cara inchada (por enchimento de muco nasal nas fossas nasais nos maxilares), e dores de cabeça.

No entanto para efeitos mais rápidos e mais eficazes a lavagem nasal deve ser feita mediante alguns cuidados e procedimentos, para que obtenha o máximo proveito dela. É recomendado que enquanto sofrer de sinusite promova a lavagem nasal entre 2 a 3 vezes ao dia, mas não de qualquer forma, há que fazer corretamente.

Método Para Uma Boa Lavagem Nasal

Para que consiga a maior eficácia possível da lavagem nasal e aliviar os sintomas da sinusite o quanto antes deve usar a solução salina para sinusite, colocando algumas gotas nas narinas, mas se mantiver o nariz para baixo a solução sai do nariz em vez de atuar nas fossas nasais. Então, como aplicar a lavagem nasal?

a) Incline a cabeça para trás.
b) Com um conta-gotas coloque umas gotas em cada narina.
c) Irá sentir as gotas da solução a correr para dentro das fossas nasais, sentindo-as a correr até à zona da garganta.
d) Quando a solução chegar ao nariz não engula, pois esta estará contaminada com as bactérias da sinusite. Tente expeli-la atrás do escarro.

Ao aplicar a solução desta forma o muco nasal irá sair mais facilmente e aquela sensação incómoda de obstrução nasal desaparecerá e irá respirar mais facilmente.

Ler Também

Inalação para sinusite
Remédio Natural Para Tratar a Sinusite
Solução natural para a sinusite
Tratamento Caseiro Para Sinusite Aguda

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:10 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)