Lentes de contacto Hidrófilas – Guia de Manutenção

Lentes de contacto Hidrófilas – Guia de Manutenção 

As lentes de contacto hidrófilas são fabricadas com uns polímeros plásticos que absorvem grande quantidade de água (por isso se chamam lentes hidrófilas), o qual permite uma especial textura que faz com que a lente se adapte ao seu olho sem nenhum problema. Para que o uso destas lentes seja confortável e efectivo requere-se que elas estejam sempre limpas, hidratadas e preservadas de microorganismos, gorduras ou sujidade originada pela contaminação ambiental e uso. Como sabe, umas lentes sujas não permitem uma visão clara, além disso constituem um perigo para a saúde dos seus olhos porque formam um substrato onde podem desenvolver-se bactérias daninhas.

Ao dessecarem-se, as lentes desidratadas ficam mais frágeis tornando-se quebradiças, podendo romper-se e ficarem inutilizadas.

Por último se as suas lentes estão contaminadas, você corre o risco de que algumas bactérias patogénicas cheguem aos seus olhos, ou que se desenvolvam dentro da lente alguns microorganismos (fungos principalmente) que podem prejudicar a sua visão e inclusivé podem chegar a inutilizar a lente causando prejuizos de todo o género.

Como se suja e contamina uma lente

É natural que o uso permanente das lentes faça com que se sujem. As causas da acumulação da sujidade são variadas:

1. Em primeiro lugar, enquanto permanecem no olho, as lentes estão em contacto com os líquidos biológicos, que depositam nelas substâncias que provêm do metabolismo ocular principalmente proteínas.

2. Outra forma imperceptível de acumulação de sujidade é a manipulação das lentes durante a operação de limpeza ou ao tirá-la ou a colocá-la no olho. Se as mãos não estão suficientemente limpas podem deixar na lente restos de gordura ou pó que a sujam.

3. A contaminação ambiental também permite que as partículas em suspensão, principalmente pó e bactérias, se depositem nas lentes.

4. Por último, são fontes de sujidade as maquilhagens, lacas e demais cosméticos que possa utilizar o usuário.

Hidratação da lente

Durante a permanência no olho, a lente encontra-se totalmente hidratada pelas lágrimas, mas quando não está no olho a água em que está embebida a lente evapora-se com muita rapidez e então resseca e fica particularmente frágil. Por isso, quando a lente não esteja no olho, deve permanecer sempre submersa num líquido apropriado para que se encontre em perfeito estado de hidratação, evitando deste modo males posteriores.

NORMAS PARA A LIMPEZA E CONSERVAÇÃO

*CADA DIA*

Ao Tirar as Lentes

Antes de tirar as lentes deve lavar com muito cuidado as mãos. Enxaguá-las abundantemente e secá-las com uma toalha limpa. Tire a lente do olho esquerdo, ponha umas gotas de Solução Única, na superfície da lente e esfregue com suavidade entre os dedos polegar e indicador, durante alguns segundos. Enxaguar a lente com a mesma solução e introduzi-la no compartimento do estojo marcado com um coração, tendo o cuidado para que a lente fique com a face interna para cima, e que esteja totalmente submersa no líquido. Faça a mesma operação com a lente do olho direito, colocando-a finalmente no compartimento restante.

Ao fechar os compartimentos do estojo tenha especial cuidado para não entalar as lentes.

As lentes podem estar no estojo todo o tempo que se queira, mas tem que estar pelo menos seis horas com a finalidade de serem desinfectadas adequadamente.

Ao pôr as Lentes

Lave cuidadosamente as mãos, enxague e seque. Tire as lentes do estojo e coloque-as directamente nos olhos.

Esvazie o estojo portalentes e limpe-o. Feche o estojo que ficará pronto a usar.

Se pensa tirar as lentes durante o dia, encha o estojo portalentes com SOLUÇÃO ÚNICA e leve-o consigo. Se seguir estas instruções terá segurança e comodidade no uso das suas lentes, ao mesmo tempo obterá uma visão clara ao ter sempre as suas lentes hidratadas, limpas e desinfectadas.

No caso das lentes se sujarem demasiado o seu oftalmologista poderá prescrever-lhe comprimidos enzimáticos para limpeza profunda e da mesma maneira se os seus olhos tiverem tendência para secar poderão ser prescritas lágrimas artificiais.

RECOMENDAÇÕES GERAIS

Cada vez que toque nas lentes, tenha as mãos bem limpas.

As lentes hidrófilas devem estar sempre húmidas, no olho ou líquido adequado.

Todos os nossos líquidos são estéreis. Para evitar que se contaminem, tenha-os abertos o menor tempo possível e procure que a ponta do goteiro não roce nas mãos nem em nenhum objecto. Não transvase os líquidos.

Mantenha os produtos em lugar fresco e seco fora do alcance das crianças.

Pense que as suas lentes são muito frágeis. Maneje-as com muito cuidado e preste especial atenção em não entalá-las quando fechar o estojo portalentes.

Se notar ardor ou qualquer outra moléstia no uso das suas lentes, consulte de imediato o seu Oftalmologista.

NOTA: Se as suas lentes são de uso permanente deverá seguir os mesmos preceitos de limpeza e ainda desprotinizá-las regularmente (semanalmente se possível) com 2 pastilhas enzimáticas no estojo durante 2 horas.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:09 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)