Linha Nutrição – Consultorio Online

Revisado por Drª Caroline Vallinhos (Nutricionista Clínica e Estética) a 15 novembro 2018 - Publicado a 22 de junho de 2010

Esta linha de Nutrição destina-se exclusivamente a esclarecer dúvidas acerca da obesidade e do seu tratamento. Não nos é possível, neste espaço, elaborar dietas individualizadas ou dar resposta a questões sobre outras doenças do comportamento alimentar. As informações apresentadas não excluem um acompanhamento por um médico e/ou nutricionista.

Boa tarde, tenho 44 anos, 1,57 e 66,5Kgs e estou a fazer um regime aconselhado por uma nutricionista e já consegui emagrecer 2 Kgs. Disseram-me que os tremoços são óptimos para quem gosta de petiscar, pois não engordam, gostaria de saber se é verdade?

Re:Os tremoços cozidos e salgados têm, por cada 100g de parte comestível, 116Kcal, segundo a tabela da composição dos alimentos portugueses. Não podem ser comidos à vontade, mas são uma excelente alternativa quando comparados, por exemplo, com 100g de amendoins (596Kcal) ou 100g de batatas fritas “light” (502Kcal).

tenho 1.70 e 56kg(19anos)mas estou a começar a ter barriga apesar de fazer abdominais diariamente.sera da minha limentaçao visto eu ser vegetariana e alimentar-me À base de soja,tofu,seitan? que desporto devo praticar para emagrecer e ganhar musculo tendo em conta que tenho alergia ao cloro logo nataçao está posta de parte? obrigada.
Re: O seu peso corporal está perfeitamente adequado para a sua altura pelo que não necessita de perder peso. Se realmente tem deposição localizada de gordura na zona abdominal deve ter cuidado com a alimentação evitando o consumo de gorduras e produtos hipercalóricos de uma forma geral (independentemente de ser ou não vegetariana) e evitar o stress excessivo (que pode ser a tarefa mais difícil!). Certifique-se de que tem um bom funcionamento intestinal e de que bebe bastante água. Quanto ao exercício físico, escolha a actividade física de que mais gosta, essa é a mais adequada para si. No emagrecimento parecem ser mais eficazes as actividades aeróbias, como a marcha (andar a pé), a corrida, a hidroginástica (em vez da natação – embora com o mesmo problema em relação ao cloro), o cardiofitness, entre outras.

tenho 28 anos, peso 69.6kg e tenho 1.66 tenho um problema muito grave que é não conseguir beber água, e ainda por cima não gosto de água. Por isso acumulo muita gordura nas pernas, a chamada celulite. Como a minha profissão não me possibilita ter uma alimentação saudável e praticar exercicio fisico com regularidadede, pedia um conselho para o meu problema, a nível de alimentação e quais os exercicios que devo praticar. Ou o que é que aconselha?
Re: A preocupação com a chamada celulite parece ser quase uma constante entre as mulheres. Aquilo a que vulgarmente se chama “celulite” não é mais do que acumulação de gordura e água que se acumula dessa forma inestética. A sua origem parece estar associada ao sedentarismo, problemas de circulação sanguínea e linfrática e a uma alimentação inadequada. Uma alimentação rica em gorduras e sal e um consumo inadequado de água associados ao sedentarismo são frequentemente apontados como propiciadores do aparecimento dessa “casca de laranja”. A actividade física regular, idealmente diária, o consumo adequado de água, pelo menos 1,5L repartidos ao longo do dia e uma alimentação adequada (pobre em gorduras, rica em fibras e com pouco sal para evitar a retenção de líquidos) é a chave para o sucesso. Longas horas sentada ou em pé parada agravam a situação.

tenho 35 anos, peso 56 kgs e 1,62 de alt. Engordo c/ facilidade nas ancas/coxas. Qual a melhor alimentação p/ evitar esta situação?
Re: A deposição de gordura predominantemente nas ancas, coxas e nádegas é típica da mulher e é designada de obesidade ginóide (ou em forma de pêra). É menos prejudicial para a saúde do que a obesidade andróide (em forma de maçã), típica do homem obeso, com a gordura depositada sobretudo na zona do abdómen. A única solução para este problema é adoptar uma alimentação saudável, pobre em gorduras, hipocalórica (que forneça menos calorias do que aquelas que precisa diariamente)de forma a obrigar o organismo a utilizar a gordura acumulada. O exercício físico regular, pelo menos 1 hora, 3 a 4 vezes por semana, é fundamental neste processo.

A minha duvida é a seguinte, o azeite é benefico numa dieta?
Re: O azeite é a gordura mais saudável da nossa alimentação, por isso, seja numa dieta (de emagrecimento ou outra) ou numa alimentação saudável deve ser a gordura de eleição, para temperar e para cozinhar. O facto de ser a gordura mais aconselhada não quer dizer que seja de consumo livre. Tal como todas as outras gorduras o azeite fornece muitas calorias (9Kcal por cada grama) pelo que, se for consumido em excesso, engorda.

Tenho 26 anos, e 1.76 de altura, tenho 77kg, preferencialmente localizado na zona das coxas e anca, já fiz alguns tratamentos e fizeram resultado na altura voltem a acumular gorduras na mesma zona, o que poderem fazer?
Re: O seu peso está no limite superior do normal para a sua altura. A deposição de gordura localizada nas coxas e anca é uma característica do sexo feminino, que depende, em grande parte, das características genéticas da pessoa. Se houver uma acumulação de gordura excessiva nessa zona diz-se que existe “obesidade ginóide” (ou em forma de pêra). Para diminuir esse problema deve iniciar um plano alimentar pobre em gorduras, que forneça menos calorias do que aquelas que precisa diariamente, de forma a utilizar a gordura acumulada. O exercício físico regular é fundamental, sem ele terá muita dificuldade em eliminar a gordura localizada. Procure exercitar-se pelo menos 3 a 4 vezes por semana, por um período de cerca de uma hora.

É verdade que comer banana e beber leite (magro, no meu caso)sacia o apetite e ajuda mesmo a emagrecer? -peso 66 k e meço 150 cm.
Re: Existem muitos mitos acerca da alimentação e as dietas de emagrecimento, este é um deles. Uma refeição composta por uma banana e um copo de leite tem mais calorias do que 1 pão com 1 colher de chá de compota. Claro está que pode ser uma opção para uma refeição intercalar, no contexto de uma dieta equilibrada. Como dieta, só de leite e banana, NUNCA. Se pretende emagrecer com saúde e eficácia então esta não é a solução.

Boa tarde: Tenho 26 anos e peso 96kg para 1.84m Gostaria de saber se existe algum produto natural que seja eficaz para reduzir peso, partindo do proncípio que realizo alguma actividade física. Obrigado Fernando Matos
Re: Não nos é possível, neste espaço, dar resposta a questões sobre medicamentos ou produtos como os que refere. Aconselhe-se junto do seu médico sobre os produtos existentes no mercado, com eficácia no tratamento da obesidade, os seus benefícios e eventuais efeitos adversos.

Sinto muitas vezes necessidade de comer de forma compulsiva, sobretudo quando tenho muito trabalho para realizar. Como poderei fazer frente a este problema?
Re: Comer para compensar a ansiedade é muito frequente, em especial em situações de grande pressão psicológica como as que refere. Para evitar essa compulsão para a comida deve fazer intervalos pequenos entre as refeições – nunca mais do que três horas. A distribuição dos alimentos ao longo do dia também é importante. Nunca deve sentir fome (que é muito diferente de vontade de comer!). O pão, as leguminosas e os outros farináceos devem estar presentes na sua alimentação diária, em pequenas quantidades em cada refeição mas repartidos ao longo de todo o dia. Faça 6 a 8 pequenas refeições diárias e não se proíba de comer uma lista infindável de alimentos – são esses que vai procurar quando estiver sob pressão! Assim vai conseguir controlar aquela “gula” que a assola de vez em quando.

Eu peso 100 kg, tenho de altura 1,75cm, já tive 2 filhos e tenho 33 anos, fazendo as contas sei que me encontro na escala de obeso I, será que no meu caso poderei tomar “(…)”? Quero mto emagrecer e voltar a ter o peso que tinha antes de ser mãe, que era 68 Kg
Re: Não nos é possível, neste espaço, aconselhá-la acerca de medicamentos. Deve consultar o seu médico para a aconselhar acerca dos medicamentos disponíveis no mercado, os seus mecanismos de acção e os eventuais efeitos adversos. Só o seu médico sabe escolher o que melhor se adapta à sua situação. Como tem um peso excessivo (IMC=32.6Kg/m2, que corresponde a uma obesidade de grau 1) é necessário que inicie um plano alimentar de emagrecimento e aumente a sua actividade física. A Fundação Portuguesa de Cardiologia dispõe de um programa de emagrecimento, chamado Plano XL, totalmente gratuito, que pode ser a resposta às suas questões. Peça informações ao seu médico.

como poderei fazer dieta na refeiçao do almoço quando sou obrigada a almoçar num refeitorio onde nao nos colocam a disponibilidade refeiçao de dieta ou se os fazem e um peixe frio ou estufado no refogado gostari de uma dieta alimentar (se possivel) obrigado plo tempo dispensado
Re:Lamentamos mas não nos é possível, nesta linha de nutrição, elaborar dietas personalizadas. No que respeita à questão que coloca, consideramos que é perfeitamente possível seguir um plano alimentar de emagrecimento almoçando num refeitório. Não tem de comer sempre cozidos e grelhados, pelo contrário. Elimine os fritos e os molhos (ou diminua o mais possível a frquência com que os consome). Inclua sempre legumes ou saladas e começe a refeição com a sopa. À sobremesa, uma peça de fruta. Como vê, não é tão difícil como parecia.

bebo 1,5l de tisana de cha por dia, mas mesmo assim tenho sempre muita fome. o que poderei fazer para evitar.
Re:
A água não elimina a fome. Embora se possa sentir “saciada” após a ingestão de água, essa sensação é mantida durante muito pouco tempo, não sendo eficaz para reduzir o apetite. Aquilo de que necessita é fazer uma alimentação equilibrada, fraccionada em várias refeições diárias, de forma a não sentir fome.

Tenho 22 anos.Tenho 165 cm e peso 115 Kg. Como muitas vezes por dia e não consigo emagrecer. É certo que tenho uma vida muito estressada, estou no final do meu curso e estou em estágio de intervenção e cada vez que me enervo como chocolates. Já tentei comprimidos, chás, entre outros. Será que me podiam indicar o que fazer. Já não tenho roupa que me sirva e sinto que os outros se afastam de mim, talvez tb por já estar com uma depressão diagnosticada…
Re: O seu caso deve ser acompanhado por uma equipa multidisciplinar, que a ajude a solucionar o problema da depressão e da obesidade em simultâneo. Dirija-se ao seu médico assistente e peça-lhe que a encaminhe para uma consulta multidisciplinar de tratamento da obesidade. Existem vários hospitais no país onde é possível encontrar esse tipo de apoio. Uma alternativa muito interessante é o Plano-XL, um programa de controlo de peso desenvolvido pela Fundação Portuguesa de Cardiologia, totalmente gratuito, que é feito pelo telefone. Peça informações ao seu médico.

No Verão passado perdi 8Kg em 2 meses pq tive uns problemas q me afectaram o apetite.Qdo voltei à escola recuperei esses e ainda mais 2.Além disso o periodo faltou-me por 4 meses pelo q tive q fazer tratamento p. provocar. Comecei a fazer dieta e gostaria de saber se será mto difícil voltar a perder peso dpois destes distúrbios q tive. Tenho 1,64m e agora peso 64 Kg, já perdi 1Kg, pois no Verão tinha 55Kg. Gostaria de atingir pelo menos 58Kg.Obrigado!
Re:Não sabemos a sua idade, o que dificulta a resposta pois não é possível avaliar a adequação ou não do peso à sua altura. As alterações do período menstrual que sofreu, cuja causa não referiu, pode estar relacionada com a perda de peso. Deve consultar o seu médico para a acompanhar no seu programa de emagrecimento, garantindo que esse processo não está relacionado com o peso. Assim poderá emagrtecer de uma forma saudável.

o que fazer para perder barriga, ancas e peito?
Re: Na verdade, deseja emagrecer de uma forma mais ou menos generalizada. O tratamento é o mesmo que para qualquer outra distribuição da gordura corporal, pois não há dietas para zonas específicas. Pode facilitar a remodelação do seu corpo através da prática de exercício físico, que neste caso pode ser especialmente direccionado para essas zonas.

Receio ter anemia, aliás eu ja tive anemia só que tomei uns medicamentos receitados pelo médico e voltou ao tudo ao normal.Gostaria de saber o que posso comer e o que devo evitar para não pior a situação!dissera-me que o café faz mal a anemia, só que ADORO beber café!Faz assim tão mal?Obrigado pela atenção.
Re:
Esta linha de Nutrição destina-se exclusivamente a esclarecer dúvidas acerca da obesidade e do seu tratamento. Não nos é possível, neste espaço, elaborar dietas individualizadas ou dar resposta a questões sobre outras doenças do comportamento alimentar. Aconselhamo-la a consultar o seu médico, para avaliar se existe ou não anemia, que tipo de anemia (existem vários, com características e tratamentos diferentes) e qual a medicação e dieta adequadas.

Olá!Tenho 18 anos, 1.57 de altura e peso 63kg.Em Agosto de 2000, quando parti para um intercambio nos Estados Unidos,pesava 53kg.Tinha uma alimentação muito saudável. Um ano depois regressei com mais de 10kg a mais.Hoje em dia luto diariamente contras os maus hábitos alimentares que tinha lá e mesmo assim não perco peso(devo ter perdido uns 2 ou 3 kg desde o verão)!Já não toco em hamburgueres(que lá comia diariamente), pizza no máximo uma vez por semana, as panquecas ao pequeno almoço foram substituídas por leite magro e 4 bolachas integrais, voltei a fazer exercício(ando a pé diariamente)e…Nada!Durante o mês de janeiro esforcei-me imenso com dieta e exercício e como não emagreci nem uma grama desisti!O meu irmao, que emagreceu imenso, diz que tenho de ser persistente…A verdade é que ele emagrece uma média de 3 kg por mês e eu…Nada!Não acho isto normal. Deixei de fazer dieta e nunca mais regressei ao nutricionista.As raparigas que fizeram intercambio comigo voltaram a emagrecer naturalmente e eu não!NÃO PERCEBO!! O meu dia era panquecas, pizzas, hamburgueres e KFC e depois de deixar TUDO ISSO só emagreci 2 kg desde Agosto!!Estou desesperada e muito desanimada. Ajudem-me!!
Re: A descrição que nos faz justifica plenamente todo o processo que levou ao seu aumento de peso. Reverter esse processo nem sempre é fácil e não se consegue em 2 ou 3 meses. A consulta de um especialista parece o mais acertado, claro que não pode abandonar o tratamento! Gostariamos ainda de salientar que o pequeno almoço que faz é inadequado, pelo que, possivelmente, haverá outros erros de que não se apercebe. Aconselhamo-la a consultar um nutricionista.

Tenho 32 anos, tomo a pilula e há muitos anos que tomo o (…) para dormir e agora o (…), que por sinal me faz sentir muito bem…No entanto, sinto-me “gorda” uma vez que tenho 1,65 m e 67kg e tenho uma cintura muito larga (92 cm) …Já tenho tentado fazer dietas, mas fico triste e ando todo o dia a pensar em comida e não vejo a hora de voltar a comer… Neste momemto para não stressar tanto, resolvi comer muitas coves , abóboras etc, porém a acompanhar comida normall , como carne estufada, assados etc. Só não como é batats fritas e nas minhas sopas não ponho nem batatas nem feijão. Acham que por este caminho vou conseguir perder algum peso??
Re: Parece-me bastante razoável a sua opção, não há necessidade de eliminar a batata ou o feijão ou outras leguminosas. Chamo-lhe atenção para o intervalo entre as refeições, que não deve ir muito além das 3 horas. Beba muita água ou outros líquidos hipocalóricos: chá, infusões de ervas, cevada ou misturas de cereais e chá ou café (se bem tolerados), tudo sem adição de açúcares. Nos seus cozinhados use pouca gordura – para toda a família – os magros e os menos magros, o que inclui as crianças. Gordura em excesso só prejudica.

gostava de saber o que posso fazer para ter um ventre liso. Digamos que sou como uma “tábua de engomar”, até ao umbigo,a partir desta zona para baixo deixo de ser, tenho esta zona “inchada”, até parece que estou grávida. Uma médica uma vez disse-me , ao analisar-me a zona abdominal, que esta parecia um tambor – que tinha ar lá dentro, e que podia ser provocada pela ingestão de alguns alimentos. Pelo que gostava que me dissessem o que posso fazer para tornar o ventre liso e consequentemente que esta zona deixe de ser como um tambor.
Re: Existem várias razões para o problema de que se queixa, a flatulência, ou formação excessiva de gases no intestino, como refere, pode ser uma delas. Para diminuir a flatulência deve mastigar bem os alimentos, comer devagar, evitar comer grandes quantidades dos alimentos que fermentam mais facilmente (couves de Bruxelas, couve branca, leguminosas, maçã crua, melão, meloa, cebola, etc) nos intestinos e as bebidas gasosas ou gaseificadas. Outra hipótese será a flacidez muscular nessa zona, que benificia da actividade física regular, como a marcha, os exercícios localizados, etc.

ja fiz de tudo pra emagrecer, mas so consigo perder 1 ou 2 kilos, e não consigo parar de comer oque fazer então
Re: O emagrecimento que deseja é muito ligeiro, não necessitando de uma dieta muito rigorosa. Aconselha-mo-la a não restringir muito a sua alimentação, sobretudo no que respeita aos cereais (arroz, pão escuro, massas) e leguminosas secas, frequentemente eliminados, ou severamente restringidos, nas dietas de emagrecimento. Inclua pequenas porções destes alimentos em todas as suas refeições. Elimine fritos, molhos, folhados e todos os alimentos ricos em gordura. Consuma sopa, legumes e hortaliças, fruta, leite e lacticínios com pouco teor de gordura. E, por fim, aposte na actividade física. É fundamental que aumente os seus gastos energéticos diários, de forma a conseguir emagrecer sem fazer uma grande restrição alimentar.

Deixe-nos a sua questão nos comentarios.

Ler também: Balão Intragástrico