Luxação do Quadril

A luxação do quadril, displasia congênita do quadril ou luxação congênita do quadril, acontece quando os ossos da bacia se separam dos ossos da coxa. Este é um problema que pode afetar pessoas de todas as idades, manifestando-se também em bebês.

Nas situações em que a luxação do quadril se manifesta logo desde o nascimento, este problema é designado de luxação congênita de quadril.

Muitas vezes, os pais não reconhecem este problema até que o bebê começa a tentar caminhar.

Sintomas da Luxação do Quadril

Um dos sinais caraterísticos da displasia de quadril é a demonstração de dor por parte do bebê, quando alguém lhe está a vestir umas calças ou a calçá-lo.

A demora em começar a caminhar, ou um coxear sistemático, são outros sintomas geralmente associados à luxação congênita do quadril.

O diagnóstico deve ser confirmado por um ortopedista, através da realização de testes físicos e se for necessário, através de um exame ultrassom.

Tratamento da Displasia Congênita do Quadril

O tratamento da luxação do quadril é geralmente conservador, mas é importante que o problema seja detectado de forma tão precoce quanto possível.

Quando a displasia do quadril é descoberta nos primeiros meses de idade, a decisão pode incluir a colocação de gesso nas pernas da criança, com o objetivo de voltar a colocá-las na posição certa.

Em idades mais avançadas, o tratamento pode incluir uma cirurgia corretiva.

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *