Mini Lipo (LipoLight): Procedimento indicado em regiões com baixo índice de gordura

A mini lipo também conhecida como Lipo Light, a técnica é a mesma da lipoaspiração comum, o que a diferencia é que só pode ser feita em regiões com baixo índice de gordura.

Além disso, não é necessário repouso nem internamento, em alguns casos a paciente pode retornar a sua rotina comum no dia seguinte.

É comum o inchaço permanecer até cinco dias depois do procedimento, e por isso é indicada a drenagem linfática.

O Cirurgião Plástico Alexandre Barbosa afirma que na minilipo a quantidade de gordura a ser ser retirada não deve ultrapassar os 5% do peso corporal, o exagero pode colocar em risco o paciente.

Além disso, Alexandre ressalta tambem que nenhum dos tipos de lipoaspiração emagrece, nem dispensa a necessidade de exercício físico regular e uma alimentação equilibrada.

É aconselhável procurar sempre um cirurgião plástico membro da Sociedade de Cirurgia Plástica de cada Pais.

O profissional escolhido deve ter feito residência em cirurgia geral (dois anos) e cirurgia plástica (três anos) em instituições credenciadas por esta sociedade, além de ter sido aprovado em exame para receber o título de especialista em cirurgia plástica.

Somente assim o cirurgião estará habilitado a realizar qualquer tipo de lipoaspiração.

Fonte: Alexandre Barbosa – Cirurgião Plástico

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 03/09/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Esta matéria tem 2 Comentários
  1. Suedy Cristina Reply

    Eu tenho acúmulo de gordura na região do umbigo (pineuzinho). Queria saber quanto custa pra retirar? Pois me incomoda muito!

  2. Ana Paula Reply

    Puts, eu gostaria de saber qual a diferenca da hidrolipo para nini lipo? Abraços e brigada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 3/09/2018 às 1:22 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)