Molusco Contagioso: 12 Tratamentos Caseiros, Causas e Principais Sintomas - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Molusco Contagioso: 12 Tratamentos Caseiros, Causas e Principais Sintomas

O molusco contagioso é uma infecção de etiologia viral muito comum da pele e, ocasionalmente, das membranas mucosas, causado pelo vírus Molluscum contagiosum (MCV), um Poxvirus da família da varíola.

É muito contagioso. É transmitido de pessoa para pessoa, através do contato direto com a pele afetada, ou através de uma superfície que esteve em contato com o vírus, como uma toalha, roupa ou brinquedo.

Foto De Molusco Contagioso Em Criança

Sinais Característicos e Sintomas

Esta infecção viral produz lesões com uma aparência de pápulas, bolhas ou verrugas. As lesões são benignas, e surgem na camada superior da pele. Normalmente, existem inúmeras verrugas agrupadas e podem ser de vários tamanhos.

Foto De Molusco Contagioso Em Criança De Baixo Do Braço, Axila

Um sinal típico é que estes tumores (verrugas) têm uma pequena reentrância ou um ponto na parte superior, por vezes avermelhado, irritado e inflamado. As lesões têm uma aparência brilhante, tipicamente de cor rosada.

Geralmente não causam dor, mas podem apresentar coceira.

As lesões, muitas vezes surgem cerca de sete semanas depois da exposição ao vírus, no entanto, em alguns casos aparecem mais tardiamente.

Este tipo de verrugas podem aparecer em praticamente qualquer área do corpo, no entanto, as zonas mais comuns são em redor dos olhos, face, pescoço, axilas e braços.

A infecção também pode ocorrer nos órgãos genitais, parte inferior do abdómen e região superior e interior das coxas, caso tenha sido transmitida sexualmente.

Com o tempo, a maioria das verrugas desaparece por conta própria.

Fatores de Risco

Foto Das Características Do Molusco Contagioso

Qualquer pessoa pode ser contagiada pelo molusco contagioso, no entanto, as crianças com idades compreendidas entre os 1 e 10 anos, quem vive em climas tropicais, as pessoas com o sistema imunitário enfraquecido, ou que têm dermatite atópica, tem um risco mais elevado de vir a contrair a doença.

Embora não seja fatal, esta infecção viral da pele pode causar uma série de desconfortos se não tratada. Além disso, existe o risco de propagação da infecção para amigos, familiares e outras pessoas com contato próximo com o portador.

Tratamento Médico

Foto Das Características Das Bolhas, Verrugas Do Molusco Contagioso

No caso das crianças, depois de diagnosticado o molusco, estas lesões geralmente desaparecem por conta própria. No entanto este processo pode demorar de alguns meses a um ano.

Nos casos em que a criança está imunocomprometida (se tiver um câncer infantil), as lesões podem levar mais tempo a desaparecer.

Se a criança for mais velha e se sentir incomodada com as lesões, existem vários tratamentos disponíveis a realizar no consultório médico. Esses tratamentos incluem:

Crioterapia: Este tratamento a baixas temperaturas é realizado com a aplicação de uma solução de nitrogênio líquido, de forma a “congelar” as lesões por fora. Pode ser um método doloroso para a criança, de forma que nem todos os médicos o recomendam.

Raspagem: Realiza a remoção cirúrgica das lesões, mas pode ser doloroso. Tem o efeito contra, das lesões poderem voltar novamente no futuro e, deixar cicatrizes após o procedimento.

Medicamentos: Existem alguns medicamentos que o médico pode prescrever, para aplicação regular. Alguns exemplos incluem o ácido salicílico.

Nota: O ácido salicílico pode ser comprado na farmácia sem receita médica, no entanto são fórmulas menos fortes que a versão prescrita pelo médico.

Outras medicações que o médico pode prescrever incluem: tretinoína, peróxido de benzoílo, ou cantaridina. Algumas destas medicações não podem ser usadas ou aplicadas em mulheres grávidas. Fale com o seu médico primeiro.

Tratamentos Caseiros

Foto De Molusco Contagioso Genital Gigante Em Menino De 15 Anos De Idade

Embora existam tratamentos invasivos, como a remoção cirúrgica, algumas pessoas dão preferência aos métodos caseiros.

Existem alguns tratamentos naturais que podem ajudar a lidar com o molusco contagioso. Estas mezinhas concentram-se na eliminação do vírus causador da doença, reduzindo assim os sintomas de coceira e formigamento que pode ocorrer, e acelerando o processo de cicatrização das lesões.

10 Tratamentos Caseiros Impressionantes Para Acabar Com O Vírus Do Molusco Contagioso

De seguida descrevemos os 12 melhores remédios caseiros para o molusco contagioso.

Vinagre de maçã

Vinagre De Maça

Por ser rico em propriedades antivirais, o vinagre de cidra (maçã) ajuda a matar o vírus responsável pela infecção, penetrando na pele rapidamente e consequentemente eliminando a fonte causadora.

Além disso, o vinagre de maçã é rico em vitaminas e minerais que dão um impulso ao sistema imunológico, que ajuda a acelerar a recuperação.

Umedeça uma bola de algodão em vinagre de maçã orgânico e aplique sobre a área afetada. Cubra a área com uma bandagem e deixe atuar durante a noite. Na manhã seguinte, remova o curativo e lave a área com água morna.

Repita a aplicação uma vez por dia durante algumas semanas. Se o vinagre de maçã for irritante para a sua pele, dilua-o em uma quantidade igual de água.

Alternativamente, adicione um copo de vinagre de maçã numa banheira com água quente. Realize um banho de imersão nesta água durante 20 minutos, uma vez por dia.

Também pode usufruir de todos os benefícios deste vinagre misturando 1 colher de sopa a um copo de água e beber duas vezes por dia, de forma a combater o vírus de dentro para fora.

Óleo essencial da árvore do chá

Óleo Essencial Da árvore Do Chá

O óleo da árvore do chá (Melaleuca alternifolia) é um agente anti-séptico e antiviral natural. Quando aplicado topicamente, penetra na pele e luta contra o vírus Molluscum contagiosum.

Um estudo publicado em 2012 no Journal of Drugs in Dermatology, relata que a combinação do óleo essencial da árvore do chá com iodo, oferece uma alternativa terapêutica segura no tratamento do molusco contagioso em bebês e crianças.

Embora as crianças que participaram no estudo tenham experimentado uma redução significativa dos sintomas apenas com a aplicação do óleo da árvore do chá, a combinação deste com o iodo oferece ainda melhores resultados.

Umedeça uma bola de algodão no óleo essencial da árvore do chá. Aplique sobre a pele onde as lesões aparecem. Para resultados mais rápidos, repita a aplicação 3 ou 4 vezes por dia.

Alternativamente, misture 4 ou 5 gotas de óleo da árvore do chá com uma colher de sopa de óleo de oliva e aplique sobre as bolhas.

Deixe atuar na pele durante algumas horas antes de enxaguar a área com água morna. Repita o procedimento uma ou duas vezes por dia durante  algumas semanas.

Nota: Não deve consumir/ingerir o óleo da árvore do chá. Não aplique este em uma criança que não tem idade suficiente para entender a importância de não comer o óleo.

É importante referir também que o óleo pode causar reações alérgicas em algumas crianças.

Inicialmente teste apenas uma pequena área afetada com o óleo, e se não existir nenhuma reação nas 24 horas seguintes, deve ser seguro para usar.

Nim, Nem, Azadirachta indica

Folhas De Nim, Neem (Azadirachta Indica)

Conhecido como Nim, Amargosa, Neem Indiano ou Azadirachta indica, trata-se de uma árvore originária da Índia com potencialidades antivirais bastante potentes, podendo ser utilizada não só para tratar o molusco contagioso, como também outras infecções virais que acometem a pele.

O Neem contém um ingrediente ativo conhecido como azadiractina, um agente antiviral de origem vegetal capaz de neutralizar e eliminar o vírus responsável por esta infecção da pele.

Além disso, estimula o sistema imunológico para ajudar a combater o vírus.

Pode escolher as seguintes opções descritas abaixo, dependendo da que lhe for mais conveniente.

1 – Lave um punhado de folhas da planta e moa, tentando formar uma pasta. Aplique a pasta sobre a área afetada. Deixe atuar no local pelo menos durante 30 minutos, antes de enxaguar com água morna. Repita a aplicação 3 ou 4 vezes por dia.

2 – Ferva um punhado de folhas de nim num tabuleiro com água, até que a água fique reduzida a um terço. Deixe a solução arrefecer, e então use-a para lavar a área afetada uma ou duas vezes por dia.

3 – Misture 5 a 6 gotas de óleo essencial de Neem a uma colher de sopa de óleo de oliva (azeite) ou óleo de coco. Aplique sobre a área afetada por 20 a 30 minutos, uma a duas vezes por dia.

Óleo de coco

óleo De Coco

O óleo de coco é um ótimo calmante para pele. Este óleo vegetal, extraído das sementes do coco maduro, oferece excelentes propriedades anti-inflamatórias, antifúngicas, antivirais e antibacterianas naturais, benéficas para o tratamento de vários problemas de pele, uma vez que ajuda a reduzir a inflamação e o prurido causado pelas infecções virais. (Referência)

Contém teores elevados de ácidos gordos, o que ajuda a prevenir a pele de secar (retem a umidade).

Pode ser comprado na maioria das lojas de alimentos saudáveis. Evite as preparações que contêm a adição de perfumes, pois podem irritar a pele.

Quando realizar a compra, dê preferência aos óleos extra-virgem, prensados a frio.

Aplique o óleo extra-virgem na área afetada 2 ou 3 vezes por dia. Além disso, tome 1 a 2 colheres de sopa de óleo de coco internamente para impulsionar a cura de dentro para fora.

Óleo Essencial de Murta Limão (Backhousia citriodora)

Murta Limão (Backhousia Citriodora)

A murta limão (Backhousia citriodora) é outro remédio eficaz. A planta contém muitos nutrientes antimicrobianos e ajuda a eliminar as células mortas e melhorar o crescimento de nova pele.

De acordo com um estudo publicado em 2004 na revista Biomedicine and Pharmacotherapy, a aplicação de uma solução a 10 por cento de óleo essencial de Murta Limão uma vez por dia, reduziu os sintomas da infecção em 90 por cento ou mais.

Adicione 1 parte de óleo de murta limão, a 9 partes de óleo de oliva e misture bem. Aplique a solução sobre as lesões do molusco, 3 ou 4 vezes por dia, durante várias semanas.

O Óleo Essencial de Murta Limão está disponível na maioria das lojas de produtos Naturais. De acordo com o estudo, as lesões são geralmente reduzidas após 21 dias de aplicação regular.

Alho

O alho é maravilhoso devido às suas propriedades medicinais. A alicina presente no bolbo, é um composto anti-viral e anti-bacteriano extremamente potente que age na neutralização rápida de estirpes virais.

Aplique óleo de alho sobre a área afetada e deixe repousar durnte 10 minutos antes de enxaguar. Repita o método 2 ou 3 vezes por dia.

Como alternativa, coloque num frasco de vidro, 6 a 7 dentes de alho picados, juntamente com 2 colheres de sopa de óleo de oliva e o suco extraído de 3 laranjas.

Deixe a mistura descansar por 12 horas. Em seguida, use uma bola de algodão e aplique nas áreas afetadas, 2 ou 3 vezes ao dia.

Além disso, inclua o alho na sua dieta, para uma cicatrização mais rápida.

Extrato de semente de Toranja

O extrato processado a partir das semente de toranja é mais uma excelemte opção.

Este composto tem propriedades anti-microbianas riquíssimas e acredita-se ser eficaz contra mais de 800 agentes bacterianos e virais.

A aplicação direta do extrato das sementes de toranja no molusco contagioso, ajuda a controlar a infecção e evitar a propagação da doença para a pele envolvente.

Adicione 4 ou 5 gotas do extrato a 1 colher de chá de água. Mergulhe um cotonete na solução e passe sobre a pele afetada.

Cubra a área com um curativo e deixe atuar por 5 a 7 horas. Repita a aplicação duas vezes por dia. Siga este tratamento durante 1 semana para ajudar a secar as bolhas.

Também pode misturar 10 gotas do extrato a 5 ml de água e consumi-lo pelo menos 3 vezes ao dia durante algumas semanas.

A ingestão do extrato pode demorar mais até mostrar resultados visíveis, mas vai ajudar o corpo a lutar contra a infecção. (Referência)

Peróxido de Hidrogénio

O peróxido de hidrogénio ou água oxigenada, tem fortes propriedades anti-sépticas que o tornam um remédio extremamente eficaz no controle da propagação do molusco contagioso pelo resto do corpo.

A aplicação tópica de uma solução de peróxido de hidrogénio diretamente sobre as bolhas ajuda a extrair o pus localizado no núcleo central da lesão, fazendo com que as saliências estalem e, eventualmente, sequem.

Mergulhar um cotonete numa solução de peróxido de hidrogénio e passa sobre as pápulas salientes.

Use uma bandagem para cobrir a área. Deixe atuar durante 5 a 7 horas ou durante a noite. Lave a área afetada com água morna e seque delicadamente com uma toalha macia. Repita duas vezes por dia.

Realize o procedimento pelo menos durante 1 semana para ajudar a secar as pápulas.

Num estudo realizado verificou-se que o creme de peróxido de hidrogénio a 1% (ex: Crystacide) foi útil no tratamento da infecção em bebês. (Referência)

Aveia coloidal

A farinha de aveia coloidal é bastante eficaz para acalmar a pele irritada e o prurido.

A aveia coloidal é a farinha de aveia triturada/moída de forma muito fina. É rica em ácidos gordos (triglicéridos) especiais que ajudam a manter a pele hidratada.

Além disso, tem propriedades anti-irritantes e anti-inflamatórias, que proporcionam o alívio imediato da coceira.

Adicione um copo de farinha de aveia coloidal a uma banheira cheia de água morna. Desfrute deste banho de imersão relaxante durante pelo menos 15 minutos, até 3 vezes por dia, dependendo da gravidade/quantidade das lesões.

Alternativamente, adicione um pouco de água a um copo de farinha de aveia coloidal e forme uma pasta. Aplique a mistura sobre as verrugas que lhe causam coceira e irritação, cubra com um pano e deixe atuar por 30 minutos. Utilize este tratamento uma vez por dia.

Pode comprar a aveia coloidal em pacotes, na maioria das farmácias, hipermercados, ou fazer você mesmo à moda antiga, com o uso de um simples moedor de café. Apenas não se esqueça que a farinha tem de ficar muito fina.

Sabugueiro Sambucus nigra L

Quando aplicado topicamente ou tomado por via oral, o sabugueiro é outro tratamento alternativo para este fim.

A espécie de sabugueiro Sambucus nigra tem propriedades antivirais que impulsionam o sistema imunológico, ajudando a combater a infecção e eliminar os sintomas.

Ferva 1 colher de sopa de flores de sabugueiro ou esmague algumas bagas num copo de água quente. Cubra a mistura, deixar repousar durante 5 minutos e, em seguida, coe. Beba este chá 2 ou 3 vezes por dia para ajudar a curar a infecção de dentro para fora.

Também pode optar pela toma do Extrato de Baga e de Flor de Sabugueiro em forma de suplemento, mas apenas após consultar o médico para uma dosagem correta.

Óleo de Orégano

Outro remédio eficaz para o molusco contagioso é o óleo de orégano. Este óleo tem propriedades antimicrobianas maravilhosas que ajudam a lidar com a causa da infecção.

Além disso o óleo de orégão também ajuda a impulsionar o sistema imunológico na luta contra a infecção.

Mistue 6 gotas de óleo de orégão a uma colher de sopa de óleo de oliva ou óleo de amêndoa. Aplique na área afetada e deixe atuar no local durante algumas horas.

Lave com água morna e seque a área completamente. Realize este procedimento 3 ou 4 vezes ao dia. Alternativamente também pode usar o óleo de cravo da Índia em vez do óleo de orégano. (Referência)

Oclusão com fita adesiva

Oclusão Com Fita Adesiva

Este na verdade é um dos remédios caseiros mais simples e eficazes para eliminar este “tipo de bolhas”. A fita adesiva priva a pele afetada de oxigênio, que por sua vez ajuda a matar o vírus.

Esta solução, impede também que a infecção se espalhe para outras pessoas ou outras áreas do corpo.

Coloque a fita adesiva sobre a área afetada e deixe no local durante a noite. Substitua a fita adesiva na manhã seguinte. Repita o procedimento conforme necessário.

Prevenção da propagação

Além do tratamento é também importante realizar algumas medidas preventivas para evitar a propagação e transmissão do molusco contagioso para outras crianças e adultos.

Alguns exemplos de medidas preventivas incluem:

  • Incentivar a criança ou o adulto a não arranhar, coçar ou esfregar as lesões;
  • Incentivar a criança ou o adulto a lavar as mãos regularmente;
  • Lavar os crescimentos (lesões) com água e sabão regularmente para mantê-los limpos;
  • Cobrir os crescimentos com a roupa (como mangas compridas) ou um curativo à prova d’água, se a criança ou o adulto participa em atividades de grupo como a natação (piscina) ou luta livre;
  • Quem tem o molusco contagioso em ou perto dos órgãos genitais, deve evitar o sexo até que as lesões sejam tratadas e desapareceram completamente;
  • Mudar o curativo diariamente;
  • Ensinar a criança a abster-se de compartilhar objetos pessoais como toalhas, roupas ou brinquedos;
  • Manter a criança ou adulto longe de pessoas que estão em quimioterapia ou pessoas imunocomprometidas.

Atualizado em 16 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.