Novo Tratamento para Doentes com Angina de Peito
Fotos Antes e Depois

Novo Tratamento para Doentes com Angina de Peito

Os investigadores defendem que estamos perante um dos mais importantes avanços no tratamento dos doentes com angina estável. “De todas as classes de medicamentos para o tratamento desta patologia, nenhum foi tão largamente investigado como Procoralan”, assegura Kim Fox, chairman do estudo BEAUTIFUL.

Procoralan reduz o risco de enfarte do miocárdio em 42 por cento

Kim Fox é consultor Cardiologista, diretor do Hospital de cardiologia Royal Brompton e Professor de Cardiologia Clínica no Imperial College.

Kim Fox é consultor Cardiologista, diretor do Hospital de cardiologia Royal Brompton e Professor de Cardiologia Clínica no Imperial College.

Procoralan (ivabradina) pode converter-se num complemento ao tratamento com betabloqueantes em doentes com angina de peito”. Esta afirmação foi proferida pelo Prof. Kim Fox durante o Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, em 31 de Agosto último, em Barcelona (Espanha).
O clínico analisou os novos resultados do estudo BEAUTIFUL (morBidity-mortality EvAIUaTion of the If inhibitor ivabradine in patients with coronary disease and left ventricULar dysfunction) que evidenciam os benefícios deste medicamento em doentes com angina e concluiu que “ Procoralan reduz em 42 por cento o risco de enfarte em doentes com angina”.
O estudo BEAUTIFUL envolveu cerca de 11 mil doentes, de 33 países, com doença arterial coronária (DAC) e disfunção sistólica do ventrículo esquerdo (LVSD).
Kim Fox referiu que não estamos apenas perante uma mera alternativa, mas uma terapêutica eficaz em associação com os tratamentos prescritos actualmente. Por isso, mostra-se optimista no que respeita à possibilidade da recomendação de Procoralan poder ser, em breve, actualizada nas guidelines de tratamento da doença coronária estável.
Segundo o Prof. Kim Fox, Procoralan tem “uma acção selectiva sobre a redução da frequência cardíaca, sem os efeitos secundários dos betabloqueantes”. Procoralan é por isso uma boa opção para associar ao tratamento convencional, já que permite reduzir as doses de betabloqueantes (até 50 por cento) e, consequentemente, os possíveis efeitos secundários de uma dose elevada destes fármacos, como fadiga, hipotensão e disfunção eréctil.
O prelector transmitiu mesmo à audiência a experiência da sua prática clínica: “Sempre que não consigo controlar os sintomas depois de optimizar a dose de betabloqueante, e quando o doente tem uma frequência cardíaca superior a 60 batimentos por minuto, acredito que devemos considerar adicionar Procoralan. Em situações em que os doentes são intolerantes aos betabloqueantes, ou para os quais estes fármacos estão contra-indicados, a minha primeira escolha é também o Procoralan, porque acredito nos benefícios deste fármaco tanto no alívio dos sintomas como na redução do risco de eventos cardiovasculares como o enfarte do miocárdio”.

Análise de um subgrupo específico

O prelector revelou que, “no âmbito do estudo BEAUTIFUL, foi analisado um subgrupo muito específico, no qual Procoralan foi especialmente eficaz”. A amostra baseou-se num total de 1507 doentes com angina limitante, a maioria medicada com betabloqueantes para prevenir eventos cardiovasculares; cerca de metade destes doentes foi submetida a terapêutica com Procoralan (734) e outra metade tomou placebo (773). Concluiu-se que Procoralan diminuiu significativamente em 24 por cento o end-point primário composto de morte cardiovascular, hospitalização por enfarte do miocárdio ou insuficiência cardíaca, em todos os doentes, acrescentou o professor.
O estudo BEAUTIFUL também demonstrou que a associação de Procoralan à terapêutica cardiovascular optimizada permite reduzir o risco de hospitalização devido a enfarte do miocárdio em 42 por cento e a necessidade de uma re-vascularização programada em mais de metade dos doentes.
Por todos estes motivos, o Prof. Kim Fox acredita estarmos perante “um dos mais importantes avanços no tratamento da angina”. O especialista recordou a história da doença para enfatizar a importância dos resultados obtidos. “Pela primeira vez, constatamos que há uma diferença significativa, em termos de prognóstico, quando utilizamos Procoralan no topo da terapêutica cardiovascular optimizada. É difícil acreditar que passaram 250 anos desde que a angina foi descrita, pela primeira vez, por William Heberden e que, até hoje, só tivemos quatro classes de medicamentos com impacto no tratamento desta patologia. Esperámos centenas de anos pela introdução dos nitratos, depois tivemos de aguardar mais 60 a 70 anos pela introdução dos betabloqueantes e, logo de seguida, pelos antagonistas de cálcio. Agora temos este novo conceito, uma revolução no tratamento da angina”, assegura o palestrante.analise testeMelhorar o prognóstico é essencial
A sintomatologia anginosa tem um profundo impacto na qualidade de vida dos doentes com DAC estável, podendo afectar o prognóstico. “Até ao momento nenhum fármaco antianginoso, incluindo os betabloqueantes, demonstrou melhorar o prognóstico da angina estável. A revascularização, na forma de angioplastia, nunca demonstrou melhorar o prognóstico, e o bypass coronário apenas melhora o prognóstico numa pequena e limitada percentagem dos doentes”, disse o prelector, reforçando a importância de melhorar o prognóstico nos doentes com angina. Os factores-chave para prever o que pode acontecer aos doentes que sofrem desta patologia incluem a idade, a extensão da doença das artérias coronárias, e a gravidade dos sintomas.
Quanto mais afectadas estiverem as artérias coronárias ou mais grave for a sua obstrução, mais desfavorável será o prognóstico.

NÚMEROS A RETER
A doença arterial coronária (DAC) é a principal causa de morte a nível mundial, estimando-se que cerca de 3, 8 milhões de homens e 3, 4 milhões de mulheres morram anualmente devido a esta doença. Calcula-se ainda que, em 2020, a DAC – que pode não ser detectada durante anos e manifestarse subitamente sob a forma de ataque cardíaco – seja responsável por um total de 11, 1 milhões de mortes em todo o Mundo.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade