O Gofo do Bebê

Revisado por Equipe Editorial a 28 outubro 2018 - Publicado a 4 de setembro de 2014

O gofo do bebê é uma situação que costuma ocorrer em bebês muito pequenos com alguma frequência, sendo este um problema que a partir dos 4 meses de idade geralmente deixa de aparecer e consequentemente deixa de ser um motivo para preocupações de maior.

Quando o bebê começa a ingerir alimentos já de alguma forma sólidos é precisamente na altura que o problema do gofo tende a desaparecer mais.

O que acontece neste problema é que o leite que o bebê ingere tende a voltar à boca porque a válvula que fecha a passagem dos alimentos para o estômago abre-se com muita facilidade em idades muito iniciais da vida de um bebê.

Assim sendo, o bebê não consegue reter uma quantidade significativa de comida no seu estômago e tende a libertá-la no sentido oposto ao devido, isto é, do estômago para a boca.

Geralmente o gofo do bebê é de uma cor próxima do branco ou esbranquiçado, e ao nível da textura poderá ser totalmente líquido ou em alguns casos possuir alguns restos de comida.

Caso apresente sangue durante o gofo tente não se preocupar demasiado.

Geralmente essa situação tem a ver com o rachamento dos mamilos da mãe, e por isso a mãe deverá procurar tratamento.

Em qualquer dos casos, sangue no gofo deverá ser motivo para uma consulta no pediatra ou no médico que acompanha a mãe e o seu bebê.

Promover o arroto do bebê após as refeições é uma excelente estratégia para prevenir o problema do gofo do bebê, e é algo de realização simples.