O Que fazer em caso de Afogamento

Se os afogamentos se sucedem em todas as idades, saiba que o seu risco é maior entre os 1 e 5 anos. Uma criança pode afogar-se em dois ou três minutos numa pequena quantidade de água, até numa banheira. Nunca deixe uma criança chapinhar ou brincar na proximidade de um ponto de água sem estar vigiada. Vede as piscinas privadas, ou cubra-as. Nos adultos, o cansaço e as más disposições são as causas mais frequentes do acidente: não abuse das suas forças, não nade sozinho e respeite as zonas de praias vigiadas.

O que fazer em caso de afogamento?

• Retire a vítima da água o mais rapidamente possível sem correr riscos, tanto em relação a si como em relação a ela. Não se atire à água sem medir os riscos. Se não nada bem mande primeiro uma bóia, um objecto flutuante, ou uma corda improvisada.

• Peça ajuda.

• Se a vítima está consciente ajude-a a tossir e a evacuar a água das vias respiratórias.

• Dispa-a e coloque-a de costas, de cabeça para baixo, se estiver numa superfície inclinada, cobrindo-a para a aquecer e chame um médico.

• Se a vítima não falar nem respirar deite-a sobre as costas, incline-lhe a cabeça para traz e mantenha-lhe o queixo elevado. Efectue a respiração boca a boca e chame os primeiros socorros.

• Se constatar que o coração da vítima parou de bater, proceda da mesma maneira que anteriormente descrevemos, alternando porém a respiração boca a boca com a massagem cardíaca (só para quem tiver formação de primeiros socorros). Chame os primeiros socorros.

O que não se deve fazer em casos de afogamento
Agarrar com demasiada força uma pessoa que esteja descontrolada e que procure agarrar-se a si. Procure acalmá-la, pedindo-lhe que pare. Se não conseguir retirar a vítima da água peça ajuda.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:13 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)