O que leva à inatividade física

O que nos leva à inatividade física?

Muitas são as coisas que nos levam a evitar o exercício físico, caindo numa prejudicial inatividade. Conheça cinco razões que a provocam.

Existem pessoas mais inactivos do que activos, no que diz respeito ao desporto e exercício físico. Se as razões são muitas, começando na preguiça crônica de que muitos sofrem, existem algumas que são mais significativas que outras. Conheça as cinco que mais adeptos levam para o lado da inatividade e saiba como lhes dar a volta:

Evitar dores

Quem começa a prática de exercício pode sentir algum desconforto, dado o desentorpecer dos músculos. É claro que a inatividade leva ainda a mais desconforto… Os praticantes devem assim ter paciência e encarar como normal essas primeiras dores. Se alguma persistir deve consultar o médico. Para as evitar, descanse entre a prática dos exercícios e realize massagens, de forma a relaxar os músculos.

Modernização

A utilização massiva de automóveis e elevadores e o tempo excessivo passado em frente aos televisores levou a uma diminuição das atividades diárias que provocavam um desgaste calórico. A solução, para ainda assim praticar algum exercício físico, é abdicar de algumas «mordomias», realizando caminhadas, subindo escadas, limpar a casa, etc.

Lazer sentado

São inúmeras as formas de passar o tempo, divertindo-se, mas sentado, como por exemplo ver televisão, ir ao cinema ou navegar na Internet. A solução passa por encontrar outras formas de lazer mais «mexidas», como caminhadas nos campos, jogos entre amigos, etc.

Doenças

Muitos indivíduos que sofrem, por exemplo, de diabetes e hipertensão, têm medo de praticar exercício e piorar a sua condição. O problema é precisamente o contrário: se não realizar exercício pode não assistir a melhoras. Convém antes de iniciar a prática consultar um médico para ver qual a actividade mais adequada a si. Mexa-se e vai ver que daí só retira benefícios.

Lesões

Alguns dos que praticam atividades físicas deixam de o fazer porque contraíram lesões. Se isto lhe acontecer, trate da sua lesão convenientemente, consultando o seu médico, e retome mais tarde a prática desportiva, iniciando a um ritmo lento, de forma a não forçar.

Claro que nesta altura poderá sentir no corpo as dores da inactividade, mas depressa passarão e a sua boa forma chegará.

Bons exercícios!

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 2:57 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)