Fotos Antes e Depois

3 Óleos Essenciais Para Alívio dos Sintomas da Asma

Ao ferver ou esmagar certas plantas é possível retirar delas óleos repletos de propriedades medicinais e aromáticas.

Estes óleos podem ser adicionados a uma enorme diversidade de produtos, entre eles perfumes, velas e fragrâncias de aromaterapia. Ocasionalmente, estes óleos também são adicionados a comidas e bebidas.

Há centenas de anos que os óleos essenciais são utilizados como alternativas naturais aos tratamentos médicos convencionais, sendo ainda hoje alternativas muito populares para o tratamento de uma enorme diversidade de problemas de saúde.

O óleo Essencial De Cravo Da India Pode Ser Usado No Tratamento E Alivio Das Crises De Asma

O que os estudos dizem

A extração da essência das plantas através de métodos naturais produz óleos de alta qualidade. Estes óleos podem ser utilizados de diversas maneiras. Muitas pessoas chegam a utilizá-los unicamente como produtos aromaterapêuticos

A utilização de óleos essenciais pode ser feita através da aplicação sobre a pele ou através de inalação, o que pode proporcionar diversos benefícios para a saúde, tais como auxiliar no relaxamento e tratamento de dores de cabeça

De acordo com Erin Stair, um médico Nova-Iorquino, a asma é um problema de saúde que tende a ser agravado pela ansiedade, e pode ser aliviado através da conjugação de exercícios de respiração com aromaterapia.

É importante saber, no entanto, que ainda que existam evidências anedóticas em abundância, os benefícios dos óleos essenciais ainda não foram sujeitos a estudos científicos aprofundados.

Os poucos estudos realizados até à data focaram-se na análise da viabilidade destes óleos enquanto opções de aromaterapia.

Os Estudos que suportem a utilização de óleos essenciais enquanto alternativas medicinais são ainda muito limitados.

Apesar disto, há óleos que têm demonstrado a capacidade de auxiliar no tratamento de sintomas associados à asma:

Hortelã-pimenta

Quando consumido oralmente, o óleo essencial de hortelã-pimenta pode ajudar a amenizar os sintomas dos ataques e atuar contra a asma. No entanto, não se sabe ainda ao certo porque é que isto acontece, mas parece que este óleo consegue reduzir os efeitos da asma no músculo liso brônquico.

O que Procura?
Asma na criança

Lavanda

A inalação de óleo de lavanda pode ajudar a reduzir a inflamação causada pela asma e alergias. Para usufruir dos seus benefícios, adicione algumas gotas de óleo essencial de lavanda a um difusor ou humidificador.

Cravo-da-índia

Para além da sua utilidade enquanto produto culinário, o cravo-da-índia (Syzygium aromaticum)também produz um óleo que, quando misturado com água, pode ajudar a aliviar os sintomas da asma, entre eles, silibo, dores peitorais e dificuldade em respirar.

Como utilizar os óleos essenciais para o tratamento dos sintomas da asma

óleos Essenciais Para Aliviar Os Sintomas De Asma E Infecção Respiratória

A melhor altura para utilizar os óleos essenciais para o tratamento da asma é entre as crises (ataques), não no momento em que estiver a ter uma.

10 minutos por semana é tudo o que precisa para amenizar os sintomas!

De acordo com Birgitta Lauren, uma aromaterapeuta de Los Angeles, o tempo que terá de esperar para que os efeitos sejam sentidos irá depender do grau da doença, bem como dos métodos que usar, podendo ser possível verificar resultados logo após 10 minutos ou após semanas.

Tente cada óleo separadamente de modo a determinar qual resulta melhor consigo.

Misture entre duas a três gotas de óleo essencial a um quarto de chávena de um óleo vegetal. Os óleos vegetais são óleos naturais que têm como finalidade diluir os óleos essenciais, de modo a evitar alergias e inflamações.

Espalhe a mistura pelo peito e inale o aroma durante 15 a 20 minutos. De seguida limpe e repita diariamente até obter os resultados pretendidos.

Inalação De Vapor Para Prevenir Ataques De Asma

Caso utilize o óleo essencial de lavanda, opte por um banho de vapor. Encha um balde ou tigela com água fervente e adicione duas ou três gotas de óleo essencial de lavanda à água e mexa gentilmente.

Posicione a cara sobre a tigela, mas tenha cuidado para não tocar na água quente. Coloque uma toalha por cima da cabeça de modo a que cubra bem ambos os lados.

Inale os vapores durante um período de 5 a 10 minutos. Faça uma pausa de alguns minutos e depois repita o processo mais duas ou três vezes.

O que Procura?
4 Óleos Essenciais Para Aliviar Sintomas de Queimação da Azia

Difusores e humidifcadores de aromaterapia também podem ajudar a dispersar o óleo essencial pelo ar. Caso possua uma banheira grande, poderá experimentar adicionar algumas gotas de óleo a sal de Epsom e depois adicionar a mistura a um banho quente. Inale profundamente e desfrute dos benefícios aromáticos dos óleos essenciais.

Riscos e avisos

As reacções aos óleos essenciais poderão variar significativamente de pessoa para pessoa, portanto é importante ter cuidado com a forma como integrará estes óleos na sua rotina.

Ainda que sejam considerados substâncias seguras, com poucos efeitos colaterais associados, é importante falar primeiro com o seu médico de modo a certificar-se de que não corre o risco de vir a sofrer qualquer tipo de reação alérgica aos óleos essenciais.

Também é importante certificar-se de que a utilização de óleos essenciais não interferirá com os tratamentos que utiliza para o controlo da asma.

Fragrâncias demasiado intensas podem desencadear ataques de asma. Caso você apresente sensibilidade a odores fortes, é melhor evitar a utilização de óleos essenciais bem como de qualquer outra tratamento de aromaterapia.

Caso os sintomas de asma se intensifiquem após o inicio da utilização de óleos essenciais, interrompa de imediato a sua utilização e consulte o seu médico antes de optar por qualquer outra alternativa de tratamento.

Alguns estudos sugerem que a utilização oral de óleos essenciais pode revelar-se benéfica. No entanto, os especialistas de saúde costumam desaconselhar esta prática, uma vez que os óleos concentrados podem exercer um efeito nocivo no estômago.

Ainda não se sabe ou certo se existem ou não efeitos colaterais de curto ou longo prazo associados à utilização oral de óleos essenciais. No entanto, é possível que experiencie dores estomacais. Caso isto aconteça, consulte o seu médico.

Outros tratamentos para os sintomas de asma

Yoga e exercícios de respiração também podem ajudar no tratamento de sintomas de asma. O método de respiração Buteyko, por exemplo, pode revelar-se particularmente benéfico para quem sofre de asma.

Inale e exale normalmente. No final de cada exalação, contenha a respiração. Isto é conhecido por pausa controlada.

O que Procura?
Óleo Essencial de Manjericão: Combate bactérias, resfriados e Mau Odor

Quanto mais repetir este exercício, maior será o tempo que conseguirá manter-se em pausa controlada. Esta técnica também pode ensiná-lo a controlar conscientemente a respiração em situações de stress.

Uma dieta equilibrada, em conjugação com um estilo de vida activo, também pode ajudar a controlar eficazmente muitos dos sintomas da asma.

O que pode fazer agora

Caso tenha curiosidade em experimentar os óleos essenciais, deverá primeiro:

Consultar o seu médico

Ainda que não seja necessária supervisão médica para a utilização de óleos essenciais, recomenda-se que fale primeiro com o seu médico antes de seguir em frente, de modo a garantir que não existirão quaisquer riscos para si.

Encontre óleos fiáveis (de grau terapêutico)

Os óleos essenciais não costumam ser regulamentados, o que faz com que a pureza de cada óleo dependa inteiramente do fabricante. Efetue uma pesquisa cuidada sobre a qualidade de cada marca antes de decidir qual aquela que irá utilizar.

Faça perguntas

Não hesite em colocar ao seu médico qualquer questão que possa ter relativamente aos óleos essenciais. Ainda que não constituam medicamentos convencionais, muitos especialistas de saúde possuem um bom entendimento de como estes óleos funcionam e podem ajudá-lo a utilizá-los da forma mais correcta possível.

Caso experiencie efeitos colaterais, descontinue a utilização dos óleos e contate o seu médico.

Referências

1 https://www.ncsu.edu/
2 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
3 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
4 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
5 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/

28. novembro 2017 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *