Fotos Antes e Depois

10 Incríveis Óleos Essenciais Para Combater a Gripe

O aparecimento de uma gripe implica a adopção de cuidados específicos para o tratamento eficaz da mesma.

Entre os muitos métodos que podem ser utilizados no combate deste problema, destacamos a utilização dos óleos essenciais enquanto alternativa de carácter natural.

Estes óleos de aroma intenso ajudam a aliviar os sintomas da gripe, limpando o trato respiratório e amenizando as dores de cabeça.

Alguns dos óleos essenciais apresentam, também, propriedades antivirais, auxiliando assim no combate de infecções e controlo da febre.

10 óleos Essenciais Para A Gripe Em Crianças E Adultos

Como utilizar os óleos essenciais para o tratamento da gripe

A inalação constitui a forma mais eficaz de se utilizar os óleos essenciais no combate da gripe. Poderá inalar o óleo colocando o nariz sobre a garrafa/frasquinho, ou simplesmente adicionando algumas gotas a um lenço. Este método ajuda a limpar as fossas nasais, permitindo-lhe assim respirar.

Este óleos também o ajudarão a relaxar e a desfrutar de melhores noites de sono.

Onde poderá utilizar os óleos essenciais:

– Difusores, que ajudarão a limpar o ar.

– Banhos quentes, para uma inalação menos directa do óleo.

– Óleos vegetais, utilizados para diluir os óleos essenciais. Utilize-os para massajar a cabeça, pescoço ou pés.

– Tigela de água fervente, para que possa inalar os vapores.

– Compressas quentes ou frias.

Benefícios

Os benefícios irão depender dos óleos e métodos utilizados. Por exemplo: será mais fácil usufruir dos efeitos refrescantes da hortelã-pimenta (Mentha × piperita) através de massagens no peito do que através de difusores.

Sempre que optar por aplicações tópicas, certifique-se que utiliza um óleo vegetal para diluir o óleo essencial. Deverá utilizar cerca de 30 gramas de um óleo vegetal (óleo carreador), como é o caso do óleo de coco, em conjunto com umas poucas gotas de óleo essencial.

Benefícios dos diversos óleos essenciais

Limão (Citrus limon): Ajuda a limpar as fossas naturais e a facilitar a respiração

O que Procura?
Óleo Essencial de Abeto: Combate o Câncer, Infecções e o Mau Odor Corporal

Lavanda (Lavandula angustifolia): Alivia o estresse, fadiga e depressão e dores de cabeça.

Hortelã-Pimenta (Mentha piperita): Combate a tosse, sinusite e infecções de garganta.

Tomilho (Thymus vulgaris): Possui propriedades anti-bacterianas que ajudam a combater infecções respiratórias.

Eucalipto (Eucalyptus Globulus): Reduz febres e combate vírus

Árvore-do-chá (Melaleuca alternifolia): Inibe o desenvolvimento bacteriano e combate infecções

Camomila-Alemã (Matricaria chamomilla): Alivia os sintomas da gripe e resfriados

Cravo-da-índia (Syzygium aromaticum): Possui propriedades antifúngicas e antivirais.

Canela (Cinnamomum zeylanicum): Utilizado na limpeza do ar e de superfícies

Alecrim (Rosmarinus officinalis): Pode ser utilizado como um produto não tóxico para a limpeza do ar e de superfícies.

Riscos de utilização

Potência:

Os óleos essenciais são extremamente potentes, por isso é importante evitar o consumo oral, bem como porções concentradas.

Dilua sempre os óleos antes de utilizá-los, de modo a evitar irritações na pele, olhos e pulmões.

Os óleos essenciais podem ser diluidos em óleos vegetais como o óleo de rícino (mamona), óleo de coco e óleo de abacate.

Para cada duas gotas de óleo essencial deverá utilizar cerca de 30 ml de óleo vegetal. Estas proporções podem variar consoante o óleo essencial utilizado. Teste sempre os óleos na pele antes de utilizá-los, de modo a certificar-se de que não originam irritações.

Qualidade:

Opte sempre por óleos de produtores com boa reputação, de modo a garantir a qualidade do produto e assim obter resultados mais seguros e satisfatórios.

Dê preferência a óleos que venham em garrafas de vidro, uma vez que as garrafas de plástico reduzem o prazo de validade do produto e tornam-no também mais susceptível a contaminações.

Gravidez:

Em caso de gravidez, fale com o seu médico antes de iniciar a utilização de óleos essenciais. Isto ajudará a garantir que a sua utilização não comprometerá a estabilidade da sua gravidez.

O que os estudos dizem

Poucos foram os estudos efectuados relativamente à viabilidade dos óleos essenciais enquanto alternativas naturais contra a gripe. Alguns dos poucos estudos existentes demonstram que determinados compostos apresentam propriedades antivirais e podem ajudar a aliviar os sintomas da gripe.

O que Procura?
Óleo Essencial de Pimenta Preta (Pimenta-do-Reino): 10 Benefícios e Usos

Num estudo realizado em 2010, uma mistura de óleos essenciais de cravo-da-índia, laranja e canela demonstrou a capacidade de reduzir a presença de partículas virais em 90%. Esta mistura também ajudou a reduzir infecções.

Em 2014, outro estudo reconheceu a presença de agentes antibaterianos, antivirais e antifúngicos em determinados óleos essenciais, bem como outras propriedades medicinais.

Outras opções de tratamento

Ainda que estes compostos possam ajudar a combater a gripe e a reduzir os sintomas, não deverá encará-los como método único de tratamento.

Existem diversos outros medicamentos que poderão revelar-se bastante eficazes no tratamento do problema. No entanto, é importante estar ciente de que muitos destes medicamentos podem comportar determinados efeitos colaterais, como é o caso de sonolência e aumento do estado de alerta.

Como complemento aos óleos essenciais, poderá experimentar:

– Descongestionantes, que só devem ser utilizados por poucos dias de modo a evitar efeitos colaterais.

– Anti.histamínicos, que ajudarão a bloquear os sintomas típicos da gripe, como é o caso de espirros e corrimento nasal.

– Pastilhas para a garganta, ideais para tratar a garganta irritada.

Evite exceder-se na utilização de medicação de modo a não sobrecarregar o organismo. Se sentir sintomas que persistam por mais de 3 dias contacte o seu médico.

Resumo

1- Alguns óleos essenciais ajudam a aliviar os principais sintomas da gripe.

2- Os óleos essenciais de limão, hortelã-pimenta e lavanda são particularmente eficazes como tratamento caseiro para a gripe.

3- Pode inalar estes compostos através de vapores ou através da utilização de difusores.

Informe-se bem a respeito dos sintomas da gripe de modo a saber quando deve iniciar a utilização destes.  Estes óleos podem ser utilizados logo que experiencie os primeiros sintomas da gripe.

A sua utilização poderá ser feita durante banhos quentes ou adicionando-os a difusores para que as suas propriedades sejam propagadas pelo ar.

Para aplicação tópica, utilize-os em conjunto com um óleo vegetal para massajar o corpo.

Poderá encontrar os óleos essenciais que necessita para este tratamento natural em estabelecimentos de produtos naturais ou lojas online.

O que Procura?
Óleo Essencial de Bergamota: Os 17 Benefícios e Usos Fantásticos do Composto

Mesmo que não esteja doente, recomenda-se que tenha sempre alguns dos óleos básicos por perto, como é o caso dos da árvore-do-chá, hortelã-pimenta e lavanda, que poderão também ajudar a aliviar a dor e o estresse.

Uma alimentação equilibrada e a vacinação anual são métodos de prevenção da gripe que não deverá nunca esquecer-se de adoptar.

Referências

1 https://www.mayoclinic.org/
2 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
3 http://www.sciencedirect.com/
4 https://naha.org/
5 https://www.hindawi.com/
6 http://www.sciencedirect.com/
7 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
8 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
9 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/

29. novembro 2017 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *