Óleos Essenciais Para Varizes: Será Que Funcionam? - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Óleos Essenciais Para Varizes: Será Que Funcionam?

Antes de iniciar a leitura, é preciso compreender os 3 fatos descritos abaixo:

1. Não existem pesquisas científicas que demonstrem a eficácia deste tratamento alternativo.

2. Em teoria, os óleos essenciais usados para melhorar a circulação, também podem ajudar a reduzir o inchaço e aliviar a dor, o que pode ajudar nestes casos.

3. É importante diluir o óleo essencial escolhido com um óleo base (carreador), antes de aplicá-lo de forma tópica.

Óleos Essenciais Para Varizes E Veias De Aranha

As varizes são veias alargadas e salientes. Elas podem ser causadas por fatores genéticos ou devido à existência de veias fracas e menos flexíveis (elásticas), acumulação de sangue e má circulação.

Qualquer condição que coloque pressão sobre o abdômen tem o potencial de causar varizespor exemplo, a gravidez, prisão de ventre e, em casos raros, tumores.

Os especialistas não sabem ao certo o motivo pelo qual as paredes das veias esticam ou o porquê das válvulas se tornarem defeituosas. Em muitos casos, este evento ocorre sem nenhuma razão aparente. No entanto, existem alguns fatores de risco, que incluem:

  • menopausa
  • gravidez
  • ter mais de 50 anos
  • ficar de pé por longos períodos
  • histórico familiar de varizes
  • obesidade

Sintomas

Na maioria dos casos, o problema resulta em dor, ardor, inchaço e coceira no local. Outros sinais e sintomas de varizes podem incluir:

  • veias de aspeto torcido, inchado e irregular (abaulamento)
  • quando as veias são azuis ou púrpura escuro

Alguns indivíduos também podem experimentar:

  • pernas doloridas
  • sensação de pernas pesadas, especialmente após o exercício ou à noite
  • uma pequena lesão na área afetada pode resultar em sangramento anormal
  • lipodermatoesclerose – gordura sob a pele logo acima do tornozelo, resultando no encolhimento da pele
  • tornozelos inchados
  • telangiectasia na perna afetada (veias de aranha)
  • pode haver uma descoloração da pele (normalmente para acastanhada ou azul) e esta ficar mais brilhante no local,
  • eczema venoso (dermatite de estase) – a pele na área afetada fica vermelha, seca, e com prurido
  • quando se levantam de repente, alguns indivíduos experimentam cãibras nas pernas
  • uma elevada percentagem de pessoas com varizes também têm síndrome das pernas inquietas (doença de Willis-Ekbom)
  • atrofia branca – manchas esbranquiçadas irregulares parecidas com cicatrizes que aparecem nos tornozelos

Elas vão piorar com o tempo?

úlceras Nos Pés Causadas Por Varizes Em Estágios Avançados

Infelizmente sim! Elas não melhoram por conta própria, e normalmente pioram com o tempo. Em alguns casos, podem até mesmo desenvolver algumas condições mais perigosas como úlceras nas pernas e nos pés.

Alguns óleos essenciais podem ser usados como remédio holístico para varizes.

O que diz a pesquisa

Como é o caso de muitos remédios alternativos, não existem pesquisas científicas publicadas sobre a eficácia dos óleos essenciais para varizes. Na teoria, os óleos essenciais usados para melhorar a circulação, ajudam igualmente a reduzir o inchaço e minimizar a dor.

Lavanda

O óleo essencial de lavanda (Lavandula angustifolia) é usado na aromaterapia para aliviar a dor e reduzir a inflamação. Um estudo publicado em 2012 mostrou que o óleo de lavanda ajudou a reduzir a duração e o tamanho de úlceras.

As úlceras da pele são uma complicação comum das varizes. A mesma pesquisa mostrou ainda que o óleo de lavanda tem habilidades analgésicas e sedativas que podem ajudar a lidar com as dores proporcionadas pelas varizes.

Alecrim

óleo Essencial De Alecrim

O óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis) ajuda a melhorar a circulação sanguínea. Os resultados de um estudo in vitro realizado em 2009 sugerem que o óleo de alecrim melhora não só a circulação sanguínea, como também a alivia a dor no local.

De acordo com o Ann Arbor Institute of Massage Therapy, outros óleos essenciais utilizados para facilitar a circulação são:

• Salvia esclareia
• Cipreste
Toranja
• Helichrysum italicum
Limão
Citronela
• Laranja
• Rosa
• Sálvia
• Tangerina

Alguns óleos essenciais com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias:

• Camomila
• Olíbano (franquincenso)
• Gengibre
• Mirra
• Hortelã-pimenta
• Hortelã (Mentha spicata)
• Vetiver (Vetiveria zizanoides ou Andropogon muricatus)

Como usar os óleos essenciais para as tratar varizes

O West Coast Institute of Aromatherapy recomenda várias formas de uso tópico com óleos essenciais para varizes:

• Faça uma compressa quente ou fria molhando um pano numa mistura de cinco gotas de óleos essenciais e 1 litro de água. Aplique a compressa na área afetada durande 15 minutos. Mantenha as pernas elevadas durante a aplicação.

• Combine até 30 gotas de óleo essencial com aproximadamente 3 colheres de sopa de óleo base (carreador). Os óleos base mais populares incluem o óleo de amêndoas doces, azeite de oliva, óleo de coco ou óleo de jojoba.

Também pode misturar os compostos à manteiga de karité ou manteiga de cacau. Use a mistura para massajar a área afetada, massajando sempre na direção do coração.

• Dilua até oito gotas de óleo essencial a uma pequena quantidade de óleo base. Adicione a mistura à água quente do banho e desfrute.

• Para aliviar hemorroidas (varizes do ânus), adicione até oito gotas de óleos essenciais diluídos a um banho de assento.

Para induzir a calma e aliviar a dor:

• Inale diretamente da garrafa/frasquinho ou através de um tubo inalador (disponível em muitas lojas online).
• Aplique num lenço ou numa almofada de algodão e inale.
• Use um difusor para espalhar o aroma pelo ambiente.

Riscos e advertências

Os óleos essenciais, quando diluídos, geralmente são considerados seguros para usar externamente. Se aplicar o óleo essencial não diluído à pele, corre o risco de desenvolver irritações e inflamações na pele.

Todos os óleos essenciais têm o potencial para causar uma reação alérgica. Os sintomas de reação alérgica podem incluir:

• Erupção cutânea
• Urticária
• Ardor da pele
• Irritação na pele
• Dificuldade ao respirar
• Frequência cardíaca rápida

Teste sempre a mistura diluída numa pequena área da pele para determinar se esta terá alguma reação. Se a sua pele não reagir mal, significa que o composto é seguro e pode então aplicar a mistura em áreas maiores.

Se tiver sintomas de reação alérgica após usar os óleos essenciais, interrompa o uso de imediato e entre em contacto com o seu médico.

Se estiver grávida ou a amamentar, está proibida de usar estes óleos sem a supervisão do seu médico ou de um aromaterapeuta treinado, ok!

Não assuma que todas as dores e inchaços nas pernas sejam causados pelas varizes. Existem outras condições de saúde graves (que podem colocar a sua vida em risco), tal como coágulos de sangue, que podem causar os mesmos sintomas, e portanto, devem ser avaliados.

Outros tratamentos para varizes

Ablação A Laser Para Remover Varizes

Poderá obter alívio das varizes ao fazer algumas mudanças no seu estilo de vida. Isso inclui:

• evitar estar sentado ou em pé por períodos prolongados
• perder peso se é obeso ou se está muito acima do seu peso ideal
• evitar o uso de roupas apertadas na cintura e nas pernas
• elevar as suas pernas mais alto do que a sua cabeça sempre que possível
• exercitar-se regularmente
• usar meias de compressão

Quando os autocuidados não são suficientes, o médico pode recomendar um tratamento mais invasivo. Algumas destas opções incluem:

Escleroterapia: onde é injetada uma solução (geralmente de sal) nas varizes. Este método sela/cicatriza as veias e ajuda-as a desaparecer.

• Cirurgia a laser: é aplicado um laser e transmitido para dentro das veias. Este procedimento faz com que a veia se desvaneça e eventualmente desapareça.

• Cirurgia assistida por cateter: a ponta de um cateter é aquecida através do uso de energia de radiofrequência ou laser e inserida na veia alargada. À medida que o cateter é removido, ele colapsa a veia.

• Remoção cirúrgica das veias: as veias grandes removidas através de pequenas incisões.

• Flebotomia: as pequenas veias são removidas através de minúsculas punções cutâneas.

• Cirurgia endoscópica: sob a orientação de uma câmara de vídeo, as veias grandes e ulcerosas são removidas através de pequenas incisões.

Alguns remédios naturais que ajudam a melhorar as varizes

Castanha-da-índia: um estudo realizado em 2006 mostrou que a castanha-da-índia (Aesculus hippocastanum) é eficaz no tratamento de sintomas como, má circulação nas pernas, pernas pesadas, dor e coceira.

• Gilbardeira: a pesquisa indica que a gilbardeira (Ruscus aculeatus) ajuda a reduzir o inchaço nas pernas, causado pela má circulação.

• Extrato de semente de uva: este extrato (que pode ser encontrado AQUI) contém compostos que aumentam a elasticidade nos vasos sanguíneos. Isso também pode ajudar a evitar derrames que conduzem ao inchaço das pernas.

Os remédios à base de plantas podem causar efeitos colaterais e interagir com alguns medicamentos. Consulte sempre o seu médico antes de os usar.

O que pode fazer agora

Se é novo/a no mundo dos óleos essenciais, certifique-se de aprender tudo o que puder sobre como usá-los, antes de adicioná-los ao seu arsenal de tratamentos caseiros.

Um aromaterapeuta certificado será a melhor pessoa a procurar se desejar saber quais os óleos mais efetivos para ajudar na sua situação.

Entretanto, existem pequenas ações que pode realizar em casa e no trabalho para reduzir a pressão sobre as veias e melhorar o fluxo sanguíneo:

• Adicione mais fibra à sua dieta para prevenir a constipação intestinal (prisão de ventre).

• Caminhe o máximo que puder para melhorar a circulação nas pernas.

• Programe um alarme/dispositivo para tocar na hora que preyende e lembrá-lo de levantar e mover-se. Caminhe, faça polichinelos ou corra no local pelo menos durante cinco minutos.

• Se o seu trabalho exigir estar sentado ou manter-se no mesmo lugar por muito tempo, mude de posição com frequência. A panturrilha (gêmeos) alonga (estende-se) enquanto você está sentado e fica no lugar quando você está de pé.

• Não se sente com as pernas cruzadas.

• Use saltos baixos para ajudar a tonificar os músculos das panturrilhsa e ajudar a evitar o agrupamento de sangue.

• Siga uma dieta com baixo teor de sal para prevenir a retenção de líquidos, que pode causar inchaço.

Referências

1 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
2 http://www.aaimt.edu/
3 http://www.winchesterhospital.org/
4 https://www.westcoastaromatherapy.com/
5 https://www.naha.org/
6 https://www.nhlbi.nih.gov/
7 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
8 https://www.mayoclinic.org/
9 https://www.mayoclinic.org/
10 https://www.mayoclinic.org/
11 http://www.sciencedirect.com/
12 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
13 http://www.drweil.com/

Atualizado em 16 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.