Ondas de Calor

Ondas de Calor. Toda a gente sabe que existem, mas pouca gente sabe bem o que são, o quão perigosas são e como nos devemos prevenir delas. Este artigo vai falar sobre elas e explicar os conceitos mais importantes que devemos reter para que a nossa saúde não seja posta em risco.

Ora uma onda de calor corresponde a alguns dias do verão, em que a temperatura ambiental atinge valores superiores á media usual para a época. Estas fortes alterações de temperatura afectam a saúde humana e são propícias para que mais facilmente se ateie um incêndio. A temperatura do nosso corpo consegue manter-se num estado equilibrado porque o nosso corpo tem um sistema de produção e perda de calor, quando a temperatura ambiente sobe, o nosso corpo tem uma maneira que lhe permite regular a temperatura, a transpiração. Mas nem toda a gente suporta o calor da mesma maneira e então determinadas pessoas devem ter muitos cuidados quando expostas a ondas de calor. As pessoas que mais afectadas são pelas ondas de calor são:

• Pessoas com doenças – cardiovasculares, respiratórias, renais, diabéticos, pessoas alcoólicas.
• Pessoas idosas ou que estejam acamadas
• Crianças nos seus primeiros anos de vida, são muito facilmente afectadas
• Pessoas com problemas mentais
• Trabalhadores que passam muito tempo ao sol
• Pessoas que vivem em más condições
• Pessoas que tomam medicamentos anti-hipertensores, anti-arrítmicos, diuréticos, anti-depressivos, neurolépticos entre outros.

Alguns efeitos graves das ondas de calor são:

• As cãibras: são originadas por espasmos musculares, ocorrendo normalmente nas pernas e abdómen, acompanhadas por forte transpiração. Este problema é mais grave em pessoas com problemas cardíacos e pessoas que façam dietas com pouco sal. Quando ocorrer uma cãibra deve parar-se o exercício e procurar um local fresco e beber sumos de fruta naturais sem açúcar. Caso a cãibra não passe durante uma hora deve ir-se ao médico.

• Esgotamento devido ao calor: isto acontece quando se perdem líquidos em excesso e sal por causa da transpiração. É grave em pessoas idosas e pessoas com hipertensão arterial. Normalmente as pessoas têm forte transpiração, ficam pálidas, têm cãibras musculares, sentem-se cansadas e fracas, tem dores de cabeça, desmaiam, ficam com a pele fria e húmida entre outros sintomas, se os sintomas forem graves devem procurar um medica imediatamente. Se não forem graves deve colocar-se a pessoa num sítio fresco, dar-lhe água ou bebidas sem açúcar, e fazer com que a pessoa descanse, para que esta situação seja evitada as pessoas devem proteger-se do calor, e frequentar locais frescos durante as horas de mais calor.

• Golpes de calor: estes golpes dão-se quando o nosso corpo não consegue controlar a temperatura, os mecanismos falham e a nossa temperatura aumenta rapidamente, este problema pode causar morte ou uma deficiência crónica caso não seja logo prestado auxílio. Os sintomas são pele vermelha, quente e seca, não há transpiração, as pessoas têm febre alta, o pulso torna-se rápido e forte, dor de cabeça, tonturas, náuseas confusão mental e perda de consciência. Quando esta situação acontece deve procurar-se um local fresco, para que a temperatura baixe, o dar um banho de água fria ou morna. Não se deve dar líquidos e deve procurar-se ajuda médica urgentemente.

Recomendações para que a sua saúde não seja afectada pelas ondas de calor:

• Beber bastante água, cerca de dois litros por dia, e sumos de frutas naturais mas sem açúcar;
• Quem tenha doenças crónicas, ou faça dietas com pouco sal deve aconselhar-se com o médico;
• Evitar beber álcool, bebidas com gás, cafeína, ou com muito açúcar pois podem provocar desidratação;
• Ter atenção especial com crianças, recém-nascidos idosos ou pessoas doentes, que facilmente podem ficar desidratados, pois poucas vezes manifestam sede;
• Evitar refeições pesadas, é melhor fazer leve refeições e regularmente;
• Frequentar lugares frescos, ou com ar condicionado;
• Tomar duche com água fria ou morna, mas evitar mudanças muito bruscas de temperatura;
• Evitar exposição directa ao sol, as piores horas são (11 e as 16 horas), usar protector solar caso haja exposição.
• Usar óculos de sol e chapéus;
• Nunca deixar crianças, doentes ou idosos dentro de veículos expostos ao sol;
• Usar roupa larga e fresca, e com cores claras que atraiam menos o calor;
• Evitar exercícios que exijam muito esforço físico;

As ondas de calor são muito perigosas, quando não se tomam as devidas precauções podem acontecer graves problemas, que às vezes não tem remédio no nosso corpo, como a morte. Previna-se do sol, e viva mais saudável.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:10 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)