Opções para cuidados Pré-Natais - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Opções para cuidados Pré-Natais

Conheça algumas Opções para cuidados Pré-Natais
HOJE EM DIA, A ESCOLHA É O LEMA dos cuidados maternos, muito embora o leque de escolha dependa muito do que existe disponível na sua ârea de residência. considerar as opções pré-natais também significa abrir caminho às opções de parto. Apesar de a maioria dos nascimentos ocorrer num hospital, isso não quer automaticamente significar um parto efectuado com meios sofisticados e de alta tecnologia.

QUEM PODE DISPENSAR CUIDADOS?
Quando souber que está grávida, a primeira pessoa a quem recorrerá em primeiro lugar será provavelmente o seu médico de família. Ele ou ela poderá confirmar a gravidez com mais análises, medir-lhe a tensão arterial e perguntar-lhe quando teve o seu último período, para calcular a data prevista. O seu médico vai informá-la das opções pré-natais disponíveis na sua zona e também poderá estabelecer onde irá nascer o seu bebé. Não se sinta obrigada a decidir sobre esses assuntos imediatamente: vá pâra casa e pense em todas as
possibilidades, antes de ultimar os pormenores.

Cuidados partilhados os cuidados pré-natais podem ser dispensados pelo seu médico de família, em conjugação com as parreiras da comunidade e o hospital.
os exames de rotina serão feitos pelo médico e pela parteira e terâ que ir ao hospital para fazer exames mais específicos, como por exemplo as ecografias. No entanto, poderá nem sequer conhecer a parteira que ajudará o seu bebé a nascer a não ser mesmo no hospital, quando chegar a altura.

Cuidados da parteira Em alguns locais, os cuidados pré-natais são dispensados quase inteiramente pelas parteiras. Elas encontram-se em centros de saúde e hospitais, mas também podem fazer
partos em casa. Poderá estabelecer uma relação próxima com a parteira que também vai ajudar o seu bebé a nascer.

Parteiras independentes Se desejar ser assistida apenas por uma parteira, vai ter que pensar em contratar uma independente. Isto é caro, mas permitir-lhe-á escolher os cuidados de que necessita e decidir qual o tipo de parto que deseia exactamente.

Cuidados hospitalares Será assistida pelos médicos e parteiras residentes do hospital.
Será uma assistência competente, mas pode falhar na informalidade de ourras opções. No entanto, se tiver alguma complicação durante o parto, se tiver algum problema de saúde, ou se tiver gémeos, provavelmente esta é a opção mais acertada.

PREPARAÇÃO PARA O PARTO
As aulas pré-natais dão-lhe uma oportunidade de aprender técnicas para se preparar com bastante antecedência para o parto.
O seu companheiro Pode praticar técnìcas diferentes para alívio da dor.

AULAS PRÉ-NATAIS
É extremamente útil e reconfortante para ambos assistirem a uma série de aulas pré-natais.

O QUE SE FAZ NAS AULAS
Vão ajudá-los ao explicarem uma série de escolhas ao vosso dispor antes, durante e depois do nascimento do bebé. Ao mesmo tempo que falam do trabalho de parto, do nascimento e dos cuidados a ter com o bebé, irão conhecer outros futuros pais com bebés a nascer mais ou menos na mesma altura do vosso, com quem poderão partilhar experiências.

ONDE ENCONTRAR AS AULAS
Se está a pensar ter o bebé no hospital, as aulas ai fornecidas podem ser úteis, umâ vez que vão ajudá-los a
familiarizarem-se com os procedimentos do parto. As classes comunitárias podem ser ministradas por parteiras, fomecendo cuidados “partilhados” no seu centro de saúde ou no consultório do seu médico. As aulas de educação para os pais são normalmente dadas por professores e são mais prováveis de se centrarem no parto natural e nas opções alternativas do que as aulas dadas nos hospitais ou pelas parteiras.

ONDE TER O SEU BEBÉ?
Pensar sobre cuidados pré-natais também significa decidir onde quer que o seu bebé nasça. Seja qual for o tipo de cuidados pré-natais de que dispuser, será inscrita no hospital na sua primeira consulta. Se quiser o parto em casa, isso poderá requerer um certo tipo de acordo com o médico ou com as parteiras. Em qualquer dos casos, vai precisar ponderar bem todas as opções juntamente com as dos cuidados pré-natais.

PARTO NO HOSPITAL
Ter o primeiro filho no hospital parece ser a opção correcta para muitos casais e, normalmente, é a recomendação sugerida pelos médicos. Existe toda a espécie de recursos à mão, caso as coisas não corram da melhor maneira, e nos hospitais há acesso a uma variedade de métodos para aliviar as dores.

Vantagens Ter o seu bebé no hospital não significa necessariamente optar por uma alta tecnologia: muitos hospitais possuem salas de parto com material reduzido, onde você pode caminhar livremente durante o trabalho de parto e onde a intervenção será limitada ao mínimo possível. Muitos hospitais dispõem de uma piscina para alívio da dor, muito embora seja difícil assegurar a sua utilização sem reserva prévia.

Desvantagens É importante perceber que ter um bebé no hospital significa ter que concordar com procedimentos relativos ao parto que podem ir contra os seus princípios. Por exemplo, o batimento cardíaco do seu bebé vai ter que ser vigiado electronicamente, pelo menos uma vez, o que poderá impedir que se mantenha activa e na vertical ao longo do processo, se é isso que deseja.

PARTO EM CASA
Apesar de os números estarem a subir, apenas uma reduzida percentagem de nascimentos ocorre em casa e muito depende da atitude do seu médico e das parteiras. Apesar das provas reconhecidas de que o parto feito em casa é tão seguro como o que ocorre num hospital, alguns médicos mostram-se relutantes em cooperar consigo e poderá ter que recorrer a uma parteira independente que a ajude a conseguir o que quer.

Vantagens A sua casa é um local muito mais tranquilo do que o hospital para ter o seu bebé. Tem muito menos probabilidades de precisar de tratamento de emergência se permanecer o mais activa que puder durante o trabalho de parto. As suas hipóteses de ter um parto simples e sem problemas em casa são boas, mesmo que se trate do seu primeiro filho.

Desvantagens Não terá acesso imediato a um tratamento de emergência, por isso, se acontecer algum problema ou se o trabalho de parto não decorrer normalmente, poderá ter que ser transferida para um hospital. Também não terá acesso a analgésicos, como por exemplo uma anestesia epidural e, em alguns países, a petidina .

NASCIMENTO NUM CENTRO PARA PARTOS
Os centros para partos situam-se perto dos hospitais, mas são autónomos e destinam-se a ter um menor contacto médico. O pessoal pode constar de médicos de família e parteiras da comunidade ou somente parteiras. o pessoal geralmente não usa uniforme e você terá provavelmente o seu quarto onde terá o trabalho de parto, onde dará à luz e onde permanecerá depois do parto. Estes centros são uma excelente ‘casa a meio do caminho”, que lhe fornecem o à vontade de uma casa de partos com a segurança coberta de cuidados de alta tecnologia ali próxima.

O SEU PLANO PARA O PARTO

Depois de ter ponderado sobre todas as opções de cuidados pré-natais e de parto e de ter ideias claras sobre o que gostaria que acontecesse durante o trabalho de parto e o parto em si, o melhor é elaborar um plano simples para o pArto em conjugação com o médico e a parteira. Isto deve ser mantido juntamente com os seus registos hospitalares. PRovavelmente o melhor é esperar até às suas 32-36 semanas de gravidez antes de discutir os pormenores; nessa altura já deve ter descoberto se existem alguns factores especiais associados à sua gravIdez que possam dificultar algumas das coisas que deseja.
Também precisa de estar preparada pAra ser flexível, porque no próprio dia as coisas podem não correr como planeou. O seu plano pAra o parto pode incluir o seguinte:

Quem deseja que esteja presente consigo no pârto.

A sua opinião sobre intervenções, tais como o parto induzido – provocar artificialmente o trabalho de parto -e a monitoria
fetal.

A sua opinião sobre o trabalho de parto activo e se gostaria de ter a possibilidade de utilizar uma piscina
adequada para a ajudar a enfrentar o trabalho de parto.

As suas preferências em relação aos analgésicos e o uso da respiração e técnicas de relaxamento que praticou durante a gravidez.

Se se importa que estejam presentes estudantes de medicina e parteiras durante o trabalho de parto e o parto em si, caso se encontre num hospital universitário.

Qual a posição que vai querer adoptar para ter o bebé.

Se prefere não fazer uma episiotomia, caso o parto seja normal.

Se se importa que a expulsão da placenta seja acelerada com oxitocina, ou se prefere que ela seja expulsa naturalmente.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade