Pancreatite Crônica

PANCREATITE CRÔNICA – CAUSAS, SINTOMAS E CARACTERISTICAS DO DIAGNOSTICO
. Dor abdominal persistente ou recorrente
. Calcificação pancreática em radiografias
. Disfunção pancreática com má absorção e diabetes em 33% dos pacientes
. Causas: alcoolismo (mais comum), pancreatite hereditária, hiperparatireoidismo não-tratado, fibrose cística ou pós-traumatismo abdominal
. Os exames diagnósticos incluem colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (ducto pancreático em configuração de contas de rosário, com ramos laterais ectásicos), ultra-sonografia endoscópica (pontilhado ou aspecto filamentoso do parênquima com dilatação ou espessamento ductais), colangiopancreatografia por ressonância magnética e teste de estimulação pancreática com secretina anormal

PANCREATITE CRÔNICA – DIAGNOSTICO DIFERENCIAL
. Carcinoma do pâncreas
. Diabetes melito
. Má absorção decorrente de outras causas
. Úlcera duodenal intratável
. Cálculos biliares
. Síndrome do cólon irritável

PANCREATITE CRÔNICA TRATAMENTO
. Dieta pobre em gordura, suplementos de enzimas pancreáticas, abstinência de álcool
. O tratamento da dor inclui opióides e amitriptilina
. A esfincterotomia endoscópìca e o stenting do ducto pancreático, bem como o bloqueio celíaco orientado por ultra-sonografia endoscópica para controle da dor, produziram resultados decepcionantes
. Tratamento da hiperlipidemia, quando presente
. Reposição hidrelenolítica intravenosa para as exacerbações agudas
. Tratamento cirúrgico para restaurar o fluxo livre de bile ou para tratar a dor refratária

Dica
O álcool e o traumatismo são as únicas causas de pancreatite recidivante cronica; como sempre, a anamnese elucidará a historia.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Esta matéria tem 1 Comentário
  1. silvana Reply

    Ola, meu pai esta ~84 anos ,com pancreatite cronica, com esteatorreia, leucocitose alta, e nos exames os rins e o fígado estão comprometidos. Mesmo assim os médicos não internam…gostaria de saber se com este quadro não há o q fazer pela idade e pelo quadro, ou se não internam por outro motivo. Pelo olhar do médico a minha impressão é q internar não daria muitas expectativas de melhora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *