PATOGENIA DO CÂNCER DO PULMÃO

PATOGENIA DO CÂNCER DO PULMÃO

O câncer do pulmão ou carcinoma broncogênico constitui 90% a 95% dos tumores pulmonares. Trata-se da causa mais comum de morte por câncer em ambos os sexos.
O tabagismo já está bem estabelecido como fator etiológico mais importante e comum no desenvolvimento do câncer do pulmão:
• estatisticamente existe uma ligação inequívoca entre a freqüência de câncer do pulmão e o número de maços-anos de cigarro;
• clinicamente podem-se observar alterações hiperplásicas e atípicas no epitélio brônquico de fumantes e na vizinhança do câncer brônquico;
• experimentalmente existem numerosos carcinógenos conhecidos na fumaça do cigarro (por exemplo, hidrocarbonetos aromáticos policíclicos), porém não tem sido possível induzir facilmente o desenvolvimento de cânceres broncogênicos por inalação em animais experimentais.

Outros fatores etiológicos incluem exposição à radiação (sobreviventes das bombas atômicas, mineiros de urânio), à poluição do ar (radônio, matérias particuladas) e outras substâncias ocupacionais inaladas (por exemplo, níquel, cromatos, arsênico). Os mecanismos genéticos implicados incluem oncogenes dominantes (por exemplo, K-ras em adenocarcinomas) e perda dos genes supressores tumorais.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 2:25 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)