Plantas e Algas que ajudam a Emagrecer

Ano após ano milhares de pessoas iniciam os mais variados planejamentos para tentar emagrecer. Além do incômodo e constrangimento estéticos, o ganho excessivo de peso está diretamente ligado a problemas sérios de saúde. Portanto, motivações não faltam para equilibrar as medidas e atingir o peso considerado ideal.

A receita básica do emagrecimento prevê uma profunda readequação alimentar, que deve ser acompanhada de perto pela realização de exercícios físicos regulares. Teoria simples e direta, mas dificilmente seguida.

Por mais que consigam alterar drasticamente o estilo de vida, com o passar do tempo a maioria dos indivíduos abandona os novos hábitos e retorna aos antigos. Esse fato demonstra que a etapa mais complicada se inicia quando é necessário estabilizar o peso conquistado.

Felizmente, existem elementos que prestam uma inestimável contribuição para não só promover o emagrecimento, mas igualmente facilitar a manutenção do volume da massa corporal atingida e o equilíbrio interno do organismo.

É nesse ponto que determinadas algas e plantas se destacam, pois além de proporcionarem um ritmo de vida muito mais saudável, elas ainda ajudam milhares de pessoas a obterem o corpo que sempre desejaram.

Algas que emagrecem

Famosas por serem altamente concentradas em fibras e por apresentarem baixíssimas taxas calóricas, as algas marinhas favorecem bastante o nível dos resultados obtidos com relação à perda de peso.

A ligação dessas espécies de planta com o emagrecimento foi corroborada através de uma pesquisa científica conduzida pela Faculdade de Ciências da Universidade de Copenhague, Dinamarca, que constatou a eficácia das algas quanto ao objetivo em questão. Dotada de teores generosos de ômega 3, proteínas, e iodo, as algas atuam no organismo interrompendo a inflamação das células, aprimorando as funções executadas pela glândula tireoide, e aperfeiçoando a constituição das massas musculares.

Uma das algas mais populares é a nori, constantemente presente na gastronomia japonesa. Contudo, outras variedades podem ser utilizadas para incrementar sucos, batidas de leite com frutas, e saladas.

Ademais, elas também concedem um aroma mais do que especial a algumas infusões de ervas, e ainda podem ser servidas como petisco. Na sequência, conheça um pouco mais sobre algumas vertentes de algas e os benefícios que elas proporcionam ao organismo.

Spirulina

spirulina

Embora ainda seja referida como uma espécie de alga ou microalga, na verdade a spirulina é uma cianobactéria, realizando fotossíntese aeróbica, ou seja, ela aproveita a água como elemento doador de elétrons enquanto dispersam oxigênio.

Proveniente de água doce, a spirulina é cultivada em grandes áreas do território mexicano e da América Central. Essa antiga alga-azul é tratada como um alimento bem completo para ajudar a atender às necessidades do organismo.

Segundo os estudiosos, além de conter elevados índices de aminoácidos (a planta éconstituída por mais de 75% de proteínas), a spirulina ainda apresenta quantidades significativas de determinados minerais e vitaminas.

Com isso, não é surpreendente que a spirulina melhore o funcionamento do organismo de uma forma geral, nutrindo-o e ajudando a controlar e tratar doenças e complicações severas, como a obesidade, artrite, diabetes, raquitismo, e demais fraquezas que deixam o corpo vulnerável.

Particularmente no que tange ao emagrecimento, cabe enfatizar que a spirulina auxilia no processo de limpeza interna, já que se trata de um alimento com teor antioxidante e diurético, eliminando toxinas do organismo. Além disso, essa cianobactéria reduz sensivelmente o desejo por alimentos açucarados, queima os estoques de gordura, e prolonga o período de saciedade.

O que Procura?
Correr Emagrece

Ágar-ágar

gelatina de Ágar-ágar

Muito consumida por quem deseja emagrecer com saúde, a gelatina composta por ágar-ágar reúne diversas espécies de algas marinhas vermelhas. Usada há séculos pela população japonesa, o consumo de ágar-ágar se estendeu até o ocidente, ganhando cada vez mais destaque devido às propriedades que o constituem.

Emagrecer por meio da sua ingestão é muito mais simples, uma vez que o alimento é composto por quase 95% de fibras solúveis, aquelas que ao chegar no estômago formam uma substância gelatinosa e ampliam a sensação de saciedade por muito mais tempo. Certamente, após ingerir ágar-ágar com frequência, o fluxo intestinal se transforma positivamente.

Esse conjunto de ações é primordial para quem pretende reverter o jogo e mudar o ponteiro da balança. Ao estabelecer um comparativo entre o ágar-ágar e a gelatina convencional, fica fácil perceber como ele é superior em salubridade. Enquanto a segunda é oriunda dos mais variados restos de tecido animal, principalmente tendões e ossos de origem suína e bovina, o primeiro advém da extração de algas marinhas.

Visualmente, os pós de ambos são bem parecidos. Porém, o ágar-ágar não oferece o risco por contaminação de bactérias.

Bodelha

bodelha

A bodelha é uma alga marinha que previne oscilações da glândula tireoide, ajudando a evitar o desenvolvimento do hipotireoidismo, além de inibir a constipação intestinal e colaborar para a perda de peso. No último caso, o benefício se deve à presença do iodo.

Uma das características essenciais dessa alga é a presença do ácido algínico e de polissacarídeos, substâncias que controlam os índices de colesterol na corrente sanguínea e ainda contribuem para promover a saciedade. Some-se a isso a aceleração do metabolismo basal, que consiste no volume de calorias que um indivíduo precisa consumir durante 24 horas para permanecer em repouso por até 12 horas sem que nenhum órgão sofra qualquer tipo de avaria.

Laminária

Laminaria

Pertencente ao grupo das feofíceas (as algas marrons), a laminária é uma excelente fonte de manganês, ferro, arsênico, iodo, alumínio, fósforo, cobalto, selênio, cobre, sódio, potássio, cloreto, nitrogênio, enxofre, cálcio, tiamina, riboflavina, niacina, e ácido algínico.

Dentre outros benefícios, essa alga cria uma barreira protetora ao redor das mucosas internas, como a que reveste o estômago, tem efeito laxativo, e ainda acelera os processos metabólicos, condição básica para a promoção do emagrecimento.

Clorela (chlorella)

Clorela

Essa alga verde, proveniente do Filo Chlorophyta, é incrivelmente benéfica ao organismo. Contendo aproximadamente 60% de proteínas, a clorela ajuda a melhorar a capacidade de defesa do sistema imunológico, manter os processos metabólicos em um bom ritmo, e a estruturar os tecidos internos.

No entanto, o diferencial da chlorella reside no seu potencial desintoxicante. Assim, o principal papel desempenhado por essa alga é eliminar pesticidas e metais pesados que tenham adentrado o organismo através do consumo dos mais variados alimentos. A clorela tem a habilidade de se unir a esses metais e extirpar essas substâncias nocivas do corpo, razão pela qual ela costuma marcar presença em diversas dietas desintoxicantes.

O processo de eliminação de toxinas é fundamental para reconquistar o equilíbrio interno, fator imprescindível para que a perda de peso não retorne no futuro.

Wakame

wakame

Essa é outra alga tipicamente oriental que é consumida há centenas de anos pelos japoneses e demais povos orientais adjacentes. Ela é rica em fósforo, sódio, ferro, cálcio, vitaminas do complexo B (principalmente a B12), iodo, e proteínas.

O que Procura?
Boswellia Serrata (Olíbano): Os 12 Benefícios Para A Saúde, Usos E Efeitos Colaterais

Além de ser altamente recomendada para aperfeiçoar as condições do sistema circulatório, ela é excelente para substituir o sal, que em excesso acaba gerando acúmulo de líquido na região abdominal.

A alga wakame é bem versátil, sendo encontrada nas versões integral e em pó.

Kelp

kelp

Kelp é uma alga especialmente concentrada em vitamina B12, o que a torna um dos alimentos mais importantes do cardápio das pessoas que não consomem fígado. Ela também reúne boas porções de outras vitaminas, como a E, a D, e a K, além de conter iodo.

Plantas terrestres que ampliam a saciedade e eliminam gordura

As plantas terrestres também prestam sua contribuição para deixar o organismo menos ocupado por toxinas, tornando-o mais saudável, leve, com bom condicionamento físico, e menos vulnerável a infecções. Na sequência, conheça algumas dessas plantas poderosas.

Figueira-da-Índia

Figueira-da-Índia

Oriunda da família Cactaceae, a figueira-da-Índia trata-se de um cacto do tipo frutífero (produz o figo) que é muito cultivado em diversas áreas espalhadas pelo mundo com predominância do clima semiárido. As utilidades dessa planta são vastas.

Desse modo, além de agir como agente inibidor do apetite, ela é frequentemente utilizada para tratar o câncer de próstata benigno, úlceras, diarreias, doenças cardíacas, diabetes, disfunções no sistema circulatório, infecções do sistema respiratório, dentre outros problemas de saúde.

No que se refere à contribuição do fruto gerado pela planta, cabe ressaltar que ele contém elevadas doses de potássio, fator que o classifica como um ótimo agente diurético. O potássio é imensamente importante para reduzir o inchaço, mais visível na região do abdômen. Esse líquido em excesso corresponde à boa parte do ganho de peso.

Outra vantagem dessa espécie de figo é o fato dele ser um alimento altamente termogênico, peculiaridade que amplifica o ritmo do metabolismo, aumentando significativamente as taxas de gordura que são eliminadas do corpo.

Garcinia cambogia

Garcinia Cambogia

O nome remete ao Camboja, uma das regiões onde essa planta é cultivada. Mas, também é possível encontrá-la em outras áreas, como a Índia, a Polinésia, e o sul da África. Essa planta produz um fruto semelhante a uma abóbora. E é justamente na casca desse fruto que está o AHC, o ácido hidroxicítrico, o principal elemento da garcinia para estimular o emagrecimento.

Essa substância é responsável por desempenhar três funções no organismo. A primeira delas é ajudar o corpo a ter mais glicogênio. Com a presença do ácido hidroxicítrico, as calorias que sobram no organismo e não são alocadas sob a forma de gordura localizada passam a ser transformadas em glicogênio, um açúcar que ficará armazenado no fígado e nas massas musculares.

A segunda é evitar que os carboidratos sobressalentes no corpo sejam convertidos em depósitos de gordura. Neste caso, o referido ácido atua inibindo a enzima ATP-citrato liase, sem a qual o processo não acontece.

A terceira incumbência do AHC é diminuir o apetite. Na verdade, esse efeito é consequência da ampliação da produção de glicogênio. Quando isso ocorre, o fígado se comunica com o cérebro, gerando a sensação de saciedade.

Ainda com relação à inibição do apetite, o ácido hidroxicítrico incita o organismo a produzir mais serotonina, substância que também está diretamente ligada ao gerenciamento do apetite.

Glucomanano

Glucomanano

Esse singular polissacarídeo provém das raízes de uma planta típica do solo asiático de nome científico Amorphophallus konjac. O glucomanano, também conhecido como Glucomannan, chama a atenção devido à sua enorme concentração de fibra dietética.

O que Procura?
Os 9 Melhores Benefícios da Dieta Cetogênica

Estima-se que o tipo de fibra presente nele chega a absorver uma quantidade imensa de água, aproximadamente 200 vezes maior em comparação com o próprio peso desidratado do glucomanano.

Uma vez dentro do estômago, a substância gelatinosa não só proporciona o aumento da saciedade como também retarda o processo de absorção dos carboidratos e gorduras pelo organismo. Por conta disso, o glucomanano é considerado um dos mais poderosos aliados na luta contra o ganho de peso e a favor do emagrecimento.

Saiba mais sobre o Glucomannan: a Fonte de Fibra natural que ajuda na Perda de Peso

Guaraná

guarana

Rico em cafeína e em polifenóis, o guaraná age no organismo como um importante elemento termogênico, acelerando o metabolismo e ampliando a queima de gordura.

Quando ingerido, o guaraná provoca a liberação de adrenalina, responsável por deixar o corpo pronto para executar as mais desgastantes atividades físicas.

Os efeitos ocasionados pela adrenalina, incitação dos batimentos cardíacos e da eliminação de gordura, são ótimos para aumentar a perda de peso. Porém, para isso é necessário inserir o corpo em algum exercício físico.

Aloe vera (babosa)

Aloe Vera babosa

De origem africana e também conhecida como “babosa”, a aloe vera é muito cultivada em outras partes do mundo, como o Brasil. Ela é repleta de compostos fitoquímicos que promovem o melhor fluxo do intestino, auxiliando o corpo a se livrar de gorduras extras e substâncias nocivas. Isso significa que ela facilita o processo digestório e simultaneamente purifica o corpo.

Muito nutritiva, a aloe vera impressiona pelo volume de aminoácidos concedidos, são 18 do total de 20 considerados essenciais para o bom funcionamento do organismo. Além desses benefícios, a aloe vera ainda pode ser utilizada em terapias para minimizar o desenvolvimento do câncer, contém propriedades anti-inflamatórias, e age como um hidradante de tecidos deteriorados, restaurando-os.

Tanchagem (Plantago major)

Tanchagem maior

Essa é uma planta muito conhecida e utilizada pelo meio fitoterápico devido a suas propriedades medicinais. Antiga, a espécie é originária da Europa, onde estima-se que ela é usada há 4.000 anos.

A tanchagem maior é introduzida na dieta com o intuito de estender o período de saciedade, reduzir a quantidade de carboidratos que é absorvida pelo organismo, e aprimorar a qualidade da flora do intestino, além de evitar a constipação intestinal. Essas características já qualificam a planta como um elemento valioso durante a busca pelo emagrecimento.

Mas, a erva ainda possui outros atributos, sendo usada para tratar infecções urinárias, úlceras, diabetes, hemorroidas, além de apresentar função antitérmica e analgésica.

Urze

urze

Na verdade, o termo urze designa um vasto conjunto de plantas. De uma forma geral, elas também são muito utilizadas dentro da medicina alternativa. Estudos recentes apontam para os efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes desse grupo. Isso se deve à presença marcante de fitoquímicos, tais como a quercetina, tanino, caroteno, triterpenos, e o arbutósido.

Na perda de peso, a atuação das plantas urze advém do poder diurético das ervas, que além de purificar o trato urinário e eliminar os cálculos renais também eliminam os incômodos inchaços na região abdominal.

Freixo

Freixo

Dentre as principais propriedades do freixo, pode-se citar a anti-inflamatória, a depurativa, a analgésica, a laxante, e a diurética. A última é consequência do elevado teor de manitol e potássio detido pela planta. Esta função é importante porque ajuda a eliminar a retenção de líquidos e, concomitantemente, a excluir substâncias nocivas que estejam alojadas no organismo.



11. dezembro 2014 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. TENHO NECESSIDADES DE ENCONTRAR AQUELA ALGA QUE PÕE NA ÁGUA OU CHÁ, QUE ELA VAI SE REPRODUZINDO E FICA COMO MUDAS, AGENTE DE TEMPO EM TEMPO PRECISA RETIRAR AS QUE AUMENTARAM E TEM O DIA CERTO DE TIRAR A ÁGUA. FICA UM POUCO AZEDO COMO VINAGRE. ONDE POSSO ENCONTRAR DESSA ALGA POR FAVOR?

    OBRIGADA

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *