Práticas intensivas na maternidade

Práticas intensivas na maternidade – Ter dois filhos de uma vez pressupõe uma enorme sobrecarga de trabalho.

Nos grandes centros comerciais, é fácil encontrarem-se carros duplos com articulações que permitem que se arrumem em espaço reduzido, muito manejáveis e a um preço não muito superior aos individuais; e com umas bolsas que permitem ter sempre à mão, um bom número de fraldas, babetes, toalhitas, roupa interior, etc.

José António e Eduardo nasceram, como a maioria dos gémeos, prematuramente. Eduardo pesava 2,600 kg e o seu mano 2,300 kg. Nas gravidezes gemelares, os fetos têm de compartilhar espaço e alimento, e, além disso têm menos tempo para crescer dentro do útero. Sem dúvida, apesar do seu baixo peso, estes recém-nascidos podem nascer com os órgãos perfeitamente desenvolvidos e com um grau de maturidade pulmonar adequado.

No hospital, é conveniente que os pais observem atentamente os cuidados das enfermeiras. Desde a mudança de fraldas, até ao modo de lhes pegar. A incerteza que gera o nascimento de dois bebés cria um estado de ansiedade nos pais que só se combate com o conselho dos especialistas e a confiança em si próprios.

O pai deve empenhar-se ao máximo

Terão de passar umas semanas até que a mãe recupere o seu equilíbrio físico e hormonal. Entretanto os seus sentimentos são confusos: dúvidas, necessidade de protecção e uma emoção muito intensa. Necessita de um suplemento extra de cuidados e mimos. E os seus familiares mais próximos devem procurar ajudá-la na sua recuperação.

Evidentemente que o papel do pai é importantíssimo. Tem de assumir plenamente a sua responsabilidade. A divisão das tarefas nos cuidados dos bebés tem de recair igualmente num e noutro e, ambos deverão programar-se antes do nascimento com a programação de férias laborais ou horário reduzido. É conveniente que desde a etapa final da gravidez o casal conte com a ajuda de outra pessoa. Se for possível, a mãe ou uma irmã. A sua presença será necessária até que os bebés tenham uns meses de vida.

A sobrecarga de ter mais de um filho faz com que se compliquem as necessidades de sono e descanso dos pais. Há ocasiões em que todas as ajudas serão poucas. É bom preparar uma lista de pessoas a quem se possa recorrer em momentos de aflição.

Além disso, o pediatra é a pessoa idónea para responder a todas as questões. Como, seguramente serão muitas, convém anotar todas as dúvidas que possam ir surgindo até à próxima consulta. Cuidar de pequenos detalhes comestes, resulta de vital interesse para desfrutar plenamente dos recém-chegados e recebê-los com todo o amor e ternura que merecem.

Os pais de gémeos descobrem rapidamente que os recém-nascidos vão absorver todo o seu tempo. Veja os seguintes conselhos:

Os dois necessitam de banho ao mesmo tempo e mudança de roupa também. Neste caso, o pai ocupa-se de uma tarefa e a mãe da outra: um dá-lhes banho o outro veste-os e dá-lhes mimos.

Alguns pais asseguram que quinze dias depois do nascimento já dominam a situação e começam a desfrutar dos primeiros momentos de calma. Claro que cada casal tem o seu próprio ritmo e alguns levam mais tempo.

Antes da sua chegada há que arrumar e organizar a casa para acolher os seus móveis: armários, duas camas, o carrinho. Os artigos especiais para gémeos são uma grande ajuda para os pais.

Há sempre leite suficiente. Ambos os bebés poderão mamar com êxito durante vários meses, mas tem que providenciar para que comecem ambos a sugar no mesmo dia do parto.

Convém pedir ao pessoal hospitalar que durante a sua estada na maternidade não lhe dê biberões nem chupetas. Se precisam de incubadora, a mãe poderá tirar o leite com bomba de leites.

Pode amamentá-los em separado ou ao mesmo tempo. Se se opta por alimentá-los em simultâneo, é importantíssimo procurar a postura mais cómoda para os três. Há várias possibilidades: uma pode ser com as pernas dos bebés metidas debaixo dos braços da mamã e as cabeças apoiadas nas suas mãos. Também os pode colocar com os pés para trás. Para isso resulta bem uma almofada triangular. O vértice fica por baixo do peito e os lados para a costas, sobre elas deitam-se os bebés. É normal e não causa problemas que cada gémeo tenha o seu peito preferido.

Guia da Gravidez

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:08 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)