Pressão Alta? Descubra como Controlá-la com Água de Alho, Limão, Coco, Mangaba e Laranja Lima

Causadora de infartos, derrames cerebrais, insuficiências cardíacas e outras fatalidades, a pressão alta é uma doença traiçoeira que pode culminar em morte súbita.

No Brasil, estima-se que ¼ da população sofra desse mal – aproximadamente 25% do país todo. Conforme o estilo de vida do brasileiro, essa estimativa só tende a aumentar ao longo dos anos.

Por ser, na maioria dos casos, silenciosa, a pressão alta nem sempre é descoberta a tempo. Apesar de não haver cura, o tratamento acompanhado de auxílio médico pode ajudar a controlar a doença.

Pressão Alta, Descubra Como Controlá La Com Água De Alho, Limão, Coco, Mangaba E Laranja

Pressão arterial: entenda como funciona

Primeiramente, é importante entender como é o funcionamento da pressão arterial. Em síntese, a pressão arterial consiste na compressão exercida pelo sangue dentro dos vasos sanguíneos devido à força e ao ritmo dos batimentos cardíacos.

Certamente, ao medirem sua pressão você já deve ter se perguntado a razão de serem fornecidos dois valores, não é mesmo? Bem, esses valores estão ligados aos movimentos de contração e relaxamento do coração.

Existem dois tipos:

Pressão arterial Sistólica (ou máxima)

Esse valor está ligado aos movimentos de sístole realizado pelo coração. Trata-se da medida da força utilizada na contração dos ventrículos direito e esquerdo durante o bombeamento de sangue para fora do coração.

Pressão Arterial Diastólica (ou mínima)

Parte complementar do ciclo cardíaco, o movimento de diástole é o oposto da sístole. Por meio dele, é possível medir a pressão do sangue ao passar pelos vasos sanguíneos periféricos no momento do relaxamento do coração.

 Variando de pessoa para pessoa, os níveis de pressão estão longe de apresentarem um valor fixo. A todo tempo estamos realizando tarefas que podem, ou não, mudá-los drasticamente.

Entretanto, independentemente da idade recomenda-se que o valor máximo esteja na casa dos 120 mmHg, enquanto o mínimo deve ficar em torno de 80 mmHg – em outras palavras, 12 por 8.

Valores que fogem do padrão, se manifestados com frequência, merecem atenção – em especial os que estão acima dessa margem. Indivíduos que se inserem nessa condição, estão propensos a sofrer de hipertensão.

Para se ter certeza de que a pessoa é hipertensa, é necessária uma avaliação feita por um profissional da área médica. Por meio dos procedimentos realizados, o médico determinará o grau em que o paciente se encaixa, de acordo com esses intervalos de pressão:

  • Normotensos: indivíduos que apresentam pressão menor ou igual a 8 por 12.
  • Pré-hipertensos: indivíduos que apresentam pressão entre 8 por 12 e 13 por 9.
  • Hipertensos Grau I: indivíduos que apresentam pressão entre 14 por 9 e 15 por 9.
  • Hipertensos Grau II: indivíduos que apresentam pressão maior ou igual a 16 por 10, sendo esse o estado mais crítico.

Fatores de risco da pressão alta

Da alimentação irregular ao sedentarismo, os fatores de risco que induzem ao aumento da pressão arterial são variados. Quando falamos em doenças, o estilo de vida que uma pessoa leva é um divisor de águas para determinar as possíveis causas do problema. Os aspectos a serem levados em conta são:

  • Estresse
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Tabagismo
  • Sedentarismo
  • Consumo elevado de sal
  • Alimentos industrializados
  • Histórico de hipertensão familiar
  • Excesso de gordura no sangue
  • Excesso na ingestão de bebidas alcoólicas

Sintomas e problemas futuros

Por ser uma doença traiçoeira, nem sempre os sintomas se manifestam. Isso dificulta a percepção por parte do indivíduo que, quando descobre sofrer dessa condição, já não tem como reverter o quadro. Entretanto, se você desconfia de que algo não vai bem, fique atento a esses sintomas:

  • Cansaço
  • Tontura
  • Dor na nuca
  • Visão embaçada
  • Sangramento no nariz
  • Náuseas e vômito – em situações mais delicadas

No sentido figurado da palavra, a hipertensão é uma bomba relógio. Ignorar seus sinais é estar a um passo de consequências irreversíveis, que podem resultar em sequelas ou em morte súbita. Eis as possíveis consequências:

  • Aneurismas
  • Perda da visão
  • Arteriosclerose
  • Demência vascular
  • Arritmias cardíacas
  • Infarto do miocárdio
  • Impotência sexual
  • Insuficiência renal
  • Insuficiência cardíaca
  • AVC – isquêmico ou hemorrágico

A grande maioria dos homens hipertensos está predisposta a sofrer um infarto do miocárdio, enquanto as mulheres são acometidas por AVC isquêmico ou hemorrágico.

Diagnóstico e tratamento

Se você é hipertenso, ou tem tendência a se tornar um, o acompanhamento médico com um cardiologista é imprescindível. Sem ele, o paciente ficará a mercê da própria sorte e dificilmente encontrará um tratamento que seja eficaz no controle da pressão alta.

Porém, de nada adianta a intervenção terapêutica se o indivíduo não abandonar os péssimos hábitos que foram a causa desse problema.

Para que o controle seja eficiente, o paciente deverá seguir à risca uma dieta livre de alimentos industrializados e com alto teor de sal, além de abandonar o álcool e o tabagismo – caso seja adepto.

Além da medicação prescrita pelo médico, existem remédios caseiros que podem oferecer benefícios complementares a quem sofre desse mal, podendo ser feitos de maneira fácil e rápida.

Limão e água de coco contra a pressão alta

água De Coco Com Limão Para Baixar A Pressão Alta

O limão é rico em vitamina C, disso já sabemos. Essa propriedade é rica em antioxidantes capazes de limpar os vasos sanguíneos do nosso corpo. Além do mais, por ser altamente diurética a limonada auxilia na regulação da tensão arterial.

Para potencializar seu efeito no organismo, pode misturá-la à água de coco. Mas em hipótese alguma adicione açúcar à mistura.

Água de Alho contra a pressão alta

água De Alho Contra A Pressão Alta

O alho é um poderoso agente no combate à pressão alta. Suas propriedades estimulam a produção de ácido sulfídrico e óxido nítrico, auxiliando no relaxamento dos vasos sanguíneos.

Para se ter eficácia no tratamento, recomenda-se a ingestão de dois dentes de alho por dia, sendo cru ou cozido. Outra alternativa é deixá-los repousando em um copo com água durante 6 horas para, então, bebê-la.

Laranja lima contra a pressão alta

Lima Da Pérsia, Laranja Lima, Citrus Limettioides

Também rica em vitamina C, a laranja lima, assim como o limão, se mostra eficiente no tratamento contra a pressão alta. Para que se obtenha bons resultados, é indicado ingerir o suco em jejum, no período da manhã. Lembre-se que não se deve acrescentar açúcar.

Mangaba contra a pressão alta

Mangaba, Hancornia Speciosa

Por ser uma fruta pouco mencionada em nosso cotidiano, poucos sabem que a mangaba é uma poderosa aliada na manutenção da pressão arterial. Para ter sucesso no tratamento, recomenda-se a ingestão do chá feito de sua casca em torno de 2 a 3 vezes ao dia.

Unir esses métodos ao uso controlado de medicamentos e a hábitos saudáveis certamente ajudará o paciente a viver com mais qualidade de vida e menos riscos à sua saúde.

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *