Red Bull Street Style 2010 - Danças com bolas?
Fotos Antes e Depois

Red Bull Street Style – Danças com bolas?

Atualizado em 17 Abril 2010

Red Bull Street Style – Danças com bolas?

Enquanto o planeta vibra com o Mundial de Futebol, na África do Sul, desenrola-se um outro campeonato, mais discreto, mas nem por isso menos emocionante: O Red Bull Street Style. Acontece já no final deste mês e Fábio Simões, o nosso campeão, promete dar espectáculo. A música estilhaça-se nas paredes.

A plateia está ao rubro. No centro da “arena” dois jogadores aguardam, impacientes, o som vibrante da buzina. Ouve‑se “Eye of the Tiger”, dos Survivor, e não é por acaso. A tensão é real. Ao aviso da buzina, os dois rapazes que disputam a final nacional do Red Bull Street Style dão tudo por tudo. Têm três minutos para mostrar o que sabem fazer com os pés e uma bola. A cabeça e os ombros também podem entrar no jogo.

As mãos são a única parte do corpo proibida nesta dança desenfreada que consiste em, durante 20 segundos alternados, executar todos os truques possíveis com uma bola antes de esta tocar no chão ou ser passada ao adversário.
 
A 6 de Março, na Lx Factory, a luta foi renhida. Ao som de DJ X-Acto e DJ Nery, etapa após etapa, os 16 concorrentes ficaram reduzidos
a um craque: Fábio Simões, de apenas 16 anos, conquistou o direito de viajar até à Cidade do Cabo, na África do Sul. É lá que decorre, a 28 deste mês, a final mundial do Red Bull Street Style, um evento que reúne participantes de mais de 50 países.

Fábio Simões, natural de Alverca do Ribatejo, e estudante da Escola Pedro Jacques de Magalhães, é exímio na técnica e sabe usaros trunfos nos momentos certos. Imperturbável quando dá toques na bola, rapidamente deixa de ouvir e ver o ambiente em redor. Foi essa capacidade de concentração e de equilíbrio que lhe valeu a vitória contra os adversários nacionais – e que os houve de peso, com tanta técnica e criatividade que, durante a meia-final, Fábio teve de suar um bocado mais para vencer Kiko, um dos participantes favoritos.

Com a África do Sul à vista, Fábio terá a oportunidade de medir forças com os melhores futebolistas freestylers do mundo e provar
que está à altura do desafio. Até lá, é treinar as habituais três horas por dia e aumentar o repertório de truques e movimentos. Porque a técnica conta, mas a criatividade e o “flow” são igualmente elementos muito importantes da equação.

Tal como a rapidez de raciocínio e improviso, para responder no momento às manobras dos adversários. Se Lisboa não foi meiga, a África do Sul vai ser a doer. “Sei que não vai ser fácil, por isso vou apostar em sequências muito criativas, inventar truques novos, e também quero melhorar a minha ligação com a música”, diz-nos Fábio, que aprendeu a dar toques na bola a ver vídeos no YouTube.

A promessa fica feita: “Vou dar o meu melhor e arriscar.” Nós por cá vamos acompanhando o desenrolar dos acontecimentos em:
redbullstreetstyle.com
E gritar: “Portugaaaaaaaal!!!!!”

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade