Remédio caseiro para beribéri

Conheça um maravilhoso remédio caseiro para tratar o beribéri através do consumo de levedura de cerveja, cenoura e beterraba. O beribéri é uma doença que resulta da carência de Vitamina B1 no organismo, originando problemas como a fraqueza muscular, dificuldades respiratórias e falência cardíaca.

Para o seu tratamento, deverá enriquecer a sua dieta com alimentos que apresentem elevados níveis de Vitamina B1 presentes na sua composição, como é o caso da levedura de cerveja, da cenoura e da beterraba. Através da combinação destes 3 alimentos, obterá um poderoso remédio caseiro que contribuirá para combater e prevenir eficazmente, não só o beribéri, como também outras doenças associadas a carências nutricionais.

Deverá começar por preparar este remédio através da combinação da beterraba e da cenoura, para a obtenção de um sumo. Para obter a consistência ideal, precisará de utilizar uma cenoura média e metade de uma beterraba de tamanho médio.

A cada 250 ml desse sumo, acrescente uma colher de sopa de levedura de cerveja. Caso prefira, em vez de uma colher de sopa de levedura de cerveja, poderá utilizar comprimidos de levedura de cerveja, pois serão igualmente eficazes. Não junte açucar, e beba ao natural, sempre que experiencie sintomas de beribéri.

Para restaurar o organismo da carência vitamínica, recomenda-se que tome este sumo cerca de 3 vezes por semana, durante 3 meses. Ao fazê-lo, estará a preencher as necessidades nutricionais do seu corpo, e a combater esta doença e as complicações que dela poderão advir.

Apesar da importante ajuda deste remédio no combate ao beribéri, não deverá servir como substituto absoluto a um devido acompanhamento médico. Antes de tomar qualquer medida, deverá procurar aconselhamento junto de um especialista, de modo a proceder da forma mais indicada possível para a resolução do problema.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:38 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)