Remédio caseiro para intoxicação alimentar

Remédio caseiro para intoxicação alimentar: A intoxicação alimentar ou também denominada de gastrintestinal resulta de uma reação a certas comidas ou bebidas que são contaminadas na altura em que estão a ser confecionadas.

Assim sendo, devido a vários fatores, por vezes somos surpreendidos por intoxicações alimentares que causam um grande mau estar e desconforto. Como por exemplo vómitos, diarreia, dor de cabeça e cólicas abdominais. Se costuma ser atrito a este tipo de coisas aqui fica uma sugestão de um remédio caseiro para a intoxicação alimentar. A água de coco é a solução.

Benefícios da água de coco

A água de coco é rica em sais minerais o que irá ajudar o seu organismo a recuperar-se dos danos causados nos intestinos pelos micro-organismo nocivos, ajudando também a repor a água que perdeu.

Como utilizar a água de coco?

Esta pode ser ingerida livremente, especialmente depois de vomitar ou evacuar, sempre na mesma quantidade. água de coco deve ser bebida gelada para evitar o risco de vómito. Deve também ter em atenção que não deve ingerir água de coco industrializada, pois o efeito não é o mesmo.

Conselhos úteis

Para que este tratamento seja mais eficaz deve optar por ingerir comidas/alimentos leves cozidos ou crus. Como por exemplo carnes magras e/ou brancas, legumes, verduras e frutas. utra coisa bastante importante é que deve lavar sempre as mãos antes de comer e depois de evacuar e/ou vomitar. Desta forma estará a reduzir o risco de recontaminação. Com estas coisas o melhor é não arriscar.

Para prevenir que fique com uma intoxicação alimentar deve sempre lavar as mãos antes de preparar as suas refeições e certificar-se de que o lugar onde as está a preparar está devidamente limpo. Se for almoçar ou jantar fora aplica-se o mesmo princípio. Prefira os sítios que tenham boas condições de higiene.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:27 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)