Remédio caseiro para olheiras

Uma forma simples, económica e eficiente de diminuir a visibilidade das suas olheiras, é através da aplicação de rodelas de batata ou pepino sobre os olhos.

Remédio caseiro para olheiras

Para preparar o pepino e a batata, corte-os em rodelas bem fininhas, e de seguida coloque-os no frigorifico, onde deverão permanecer até ficarem bem frias.

Se quiser acelerar o processo, poderá colocá-las no congelador, durante menos tempo, na medida em que, dessa forma, não necessitará de esperar demasiado tempo até que as mesmas atinjam a temperatura ideal requerida para a obtenção dos melhores resultados. É importante utilizar as rodelas, apenas, quando já estiverem bem frias.

Deite-se, de olhos fechados, e coloque a rodela de pepino ou batata por cima dos olhos, deixando descansar por cerca de 20 minutos.

Após completar este processo, proceda à remoção das rodelas, e lave muito bem os olhos com água morna. Tal contribuirá para activar a circulação sanguínea em torno dos olhos, diminuindo assim o inchaço que caracteriza as olheiras.

Para que os resultados pretendidos sejam facilmente obtidos, deverá repetir este procedimento, pelo menos, umas 3 vezes por semana. É bastante simples, e os resultados obtidos poderão revelar-se verdadeiramente surpreendentes.

Tanto a batata, quando o pepino, já há muito que são conhecidos pela sua habilidade de eliminar eficazmente olheiras. Ao utilizá-los regularmente, o inchaço acabará por diminuir permanentemente, e o seu reaparecimento será prevenido.

Dessa forma, o seu rosto conseguirá alcançar um aspecto muito mais saudável, totalmente livre de imperfeições que apenas contribuem para lhe conferir um ar muito mais cansado e envelhecido.

Continuação » 22 Tratamentos Caseiros incríveis para Eliminar Olheiras

Ler: Remédio Natural para Olheiras

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:50 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)