Remédio Caseiro para Roséola Infantil

Existe um remédio caseiro para roséola infantil maravilhoso, preparado a partir do freixo, que possui propriedades interessantes no tratamento deste problema.

A roséola infantil é uma infecção viral que incide nos bebés e nas crianças de tenra idade, e que é causado por um vírus da mesma família do vírus do herpes. Este problema caracteriza-se pelo surgimento de febres altas e de erupções, sendo que é altamente contagiosa.

Os principais sintomas da roséola são o surgimento de febres repentinas e altas, que duram cerca de 4 ou 5 dias. À medida que a febre vai baixando, poderão ir aparecendo erupções como consequência, que são manchas geralmente de uma cor parecida ao rosa.

O tratamento da roséola infantil incide geralmente em tratamentos que visem tentar baixar a febre, pois a partir de certas temperaturas esta pode tornar-se significativamente preocupante e incomodativa. Poderão ser prescritos pelo pediatra remédios baseados no paracetamol ou outro tipo de antipiréticos.

No entanto, existem formas mais naturais de incidir sobre os sintomas da roséola, que iremos ver de seguida.

Nomeadamente, o remédio caseiro que aqui abordamos tem propriedades antipiréticas, que ajudam precisamente a reduzir a febre, e baseia-se na casca seca do freixo.

Vejamos então os ingredientes, modo de preparo e posologia deste remédio caseiro.

Ingredientes

  • 0,5 L de água:
  • 25 g de casca (seca) de freixo.

Modo de Preparo

Para preparar este remédio, deverá começar por colocar a casca do freixo em água. Depois, deixe ferver durante aproximadamente 10 minutos. No final, deverá coar o remédio preparado.

Posologia

O remédio caseiro para roséola infantil deverá ser tomado após o sei preparo, e tomado cerca de 3 a 4 vezes diariamente.

Para além deste remédio, banhos a temperatura morna, a eliminação do excesso de roupa, a ingestão de líquidos e a colocação de um pano humedecido com água fria na testa são outras técnicas que podem ajudar a eliminar a febre.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *