Remédio natural calmante

Se procura uma solução ou um remédio natural para se acalmar e diminuir os níveis de stress, recomenda-se que experimente a utilização de flor de cravo e folhas de macieira para a confecção de um remédio 100% caseiro e natural.

Totalmente livre de efeitos secundários indesejados, este remédio actuará como um poderoso calmante, que poderá até ser utilizado como um eficaz substituto para alguns dos mais populares calmantes químicos, que podem ser encontrados nas farmácias.

Para retirar todos os benefícios desejados das propriedades calmantes destas folhas, deverá utilizá-las para a preparação de um chá.

Para o chá de cravo, utilize 3 folhas em cada litro de água, e deixe ferver até criar a infusão pretendida. Já para o chá de macieira, recomenda-se a utilização de 80 gramas de folhas para cada litro de água fervente.

Deixe o chá descansar por cerca de 10 minutos, e de logo seguida proceda à remoção de todas as folhas. Aconselha-se que este chá seja tomado, pelo menos, 3x ao dia, para que os resultados pretendidos sejam mais facilmente alcançados.

De preferência, sugere-se que não utilize açucar, pois o açucar é um poderoso agente excitante, e aqui o objectivo é exactamente obter o efeito contrário provocado por esta substância.

Prepare este chá sempre que se sentir com níveis de stress mais elevados, ou estiver perto do período menstrual. Ao tomar este chá regularmente, conseguirá sentir o seu poderoso efeito calmante, que não só ajudá-lo-á a andar muito mais relaxado, como também a dormir muito melhor, o que faz com que seja, também, um remédio particularmente indicado para todos aqueles que sofrem de insónia.

Conheça outra receita maravilhosa:

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:43 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)